AMOR

  • Mais do que isso, precisamos falar sobre o que realmente √© o amor e como √© amar, pois as pessoas se esquecem desse conceito e as coisas parecem ficar um pouco confusas... Amor √© liberdade e respeito, √© admira√ß√£o e motiva√ß√£o √© apoio e seguran√ßa. Amar √© equilibrar essas emo√ß√Ķes e trabalhar em si mesmo essas emo√ß√Ķes tamb√©m. √Č se autoconhecer, se autorespeitar e se automotivar. √Č se colocar em primeiro lugar sim, e saber que se voc√™ n√£o fizer por voc√™, ningu√©m tem a obriga√ß√£o de fazer. Se voc√™ est√° se sentindo carente, ame-se em primeiro lugar. Se estiver inseguro nesse relacionamento, sinta-se seguro com voc√™ mesmo, com seus sonhos e seus projetos. N√£o coloque sua vida na m√£o do outro e n√£o aceite que ningu√©m coloque a vida em suas m√£os, cada um √© respons√°vel pelo pr√≥prio desenvolvimento, podemos ajudar e ser ajudado, mas nunca delegar essa responsabilidade, pois isso e fugir de si mesmo. Tudo que h√° em mim s√≥ pode ser transformado por mim, e tudo que h√° no outro s√≥ pode ser transformado por ele e se ele quiser. Ningu√©m muda ningu√©m e ningu√©m deve querer mudar ningu√©m, porque isso n√£o √© amor, √© desrespeito. Quando estamos em um relacionamento e queremos que o outro mude, a √ļnica coisa que podemos fazer √© dizer ao outro como eu me sinto com as atitudes dele, se ele quiser ent√£o ele mudar√°. N√£o devemos obrigar essa mudan√ßa, muito menos brigar porque quer√≠amos que o outro agisse diferente. Ele n√£o agiu diferente porque n√£o quis, √© muito simples. N√£o posso mudar o que vem de forma leg√≠tima do cora√ß√£o de outra pessoa por mais que isso me deixe triste. N√£o posso obrigar algu√©m a me amar mais, a me dar mais aten√ß√£o ou a me tratar melhor se essa pessoa n√£o fizer isso por vontade pr√≥pria. H√° uma grande diferen√ßa entre acusar algu√©m de fazer algo que te machucou e dizer que se machucou com algo que algu√©m fez. Nos sentimos ofendidos a partir do nosso hist√≥rico de vida, podemos ter passado por tanto sofrimento que nos tornamos algu√©m muito sens√≠vel, e ent√£o interpretaremos de forma errada as atitudes do outro, como se tudo fosse pessoal. Precisamos avaliar qual foi a intens√£o do outro com aquela atitude e dizer que aquilo nos ofendeu. Pois acusar algu√©m de algo errado tamb√©m √© uma agress√£o. Eu sou respons√°vel pelos meus sentimentos, emo√ß√Ķes, atitudes, pensamentos e palavras. Da mesma forma que escolho o que falo, devo escolher o que acolho. N√£o escolhemos o que ouvimos, mas escolhemos a forma de interpretar o que ouvimos. Nossas atitudes n√£o devem depender das atitudes das outras pessoas e sim dos meus valores. N√£o devemos reagir ao que nos acontece e sim entender porque acontece e ent√£o agir, n√£o contra o outro, mas a nosso favor. Quem ama deve buscar o amor, deve emanar amor e se o outro n√£o corresponde √© um problema do outro. N√£o podemos querer ter controle sobre a vida do outro, pois isso n√£o √© amor, √© seu orgulho tentando te proteger. ‚Äúonde o amor impera, n√£o h√° desejo de poder, e onde o poder predomina h√° falta de amor. Um √© a sombra do outro.‚ÄĚ Jung O oposto do amor √© o poder, pois quando queremos dominar o outro e impor alguma coisa ao outro n√£o estamos aceitando quem ele √©. Estamos tirando a liberdade de ser quem ele √©. √Č uma grande agress√£o querer tirar a ess√™ncia do outro, todos devemos ser livres. Quanto mais queremos dominar algu√©m, menos amamos essa pessoa. Poder √© ego e n√£o amor.

  • Muito tem se falado sobre o sagrado feminino e empoderamento feminino. Mas voc√™ sabe o que s√£o essas coisas e sabe como conquista-las? O empoderamento feminino √© se conectar com a ess√™ncia feminina e essa ess√™ncia est√° ligada ao divino, por isso sagrado. Todas as mulheres podem e conseguem sentir-se conectadas e empoderadas, mas n√£o s√£o todas que acreditam nesse poder ou que conhecem seus benef√≠cios. Uma mulher empoderada √© uma mulher livre e conectada com a sabedoria da vida, da natureza e dos antepassados. √Č uma mulher que conhece seus ciclos e os ciclos da natureza e tem a sensibilidade de perceber e respeitar os processos de outras pessoas. Para que uma mulher sinta-se empoderada ela precisa se conhecer, saber de suas fortalezas e debilidades, buscar corrigir seus erros e tornar-se cada vez melhor e mais s√°bia, para que assim inspire outras mulheres a acessarem seus potenciais e a se empoderarem tamb√©m. Uma mulher empoderada √© conectada, conhece sua miss√£o e a vive plenamente, n√£o se desvia e n√£o se perde em situa√ß√Ķes que n√£o trazem crescimento ou aprendizados. Ela sabe qual √© seu sonho e segue seu caminho at√© realiza-lo. Uma mulher empoderada aceita a imperman√™ncia da vida e suas revolu√ß√Ķes, ela tem a fluidez da √°gua para se readaptar aos imprevistos e fluir sem discutir com os aborrecimentos que ela n√£o pode mudar, ela busca aprender com eles, mesmo com os mais dolorosos. Ela n√£o culpa ningu√©m pelo que lhe acontece, sabe que √© respons√°vel pelo seu futuro. Uma mulher conectada com a sua ess√™ncia sabe o que lhe faz bem e consegue desapegar do que n√£o faz, pois n√£o sofre pelo apego, ela tem consci√™ncia de que o melhor a espera e n√£o sente medo de se soltar do que n√£o faz bem. Uma mulher empoderada tem o amor que acha que merece e n√£o aceita menos do que um √≥timo relacionamento. Ela busca crescimento, parceria e lealdade e assim tamb√©m entrega. Ela n√£o sente ci√ļmes, pois acredita que um homem ao seu lado ser√° muito feliz, mas caso n√£o esteja ela o deixa livre para ir. Ela admira, confia e respeita e assim tamb√©m quer ser tratada. Uma mulher empoderada √© livre para decidir o que quer e como se sente melhor, ela n√£o precisa provar nada para ningu√©m, pode assumir qualquer papel que quiser, desde dona de casa at√© l√≠der de grandes equipes em grandes empresas. E sabe que sua decis√£o n√£o √© baseada no medo e sim no amor. Uma mulher empoderada n√£o julga outras mulheres, pois n√£o se sente melhor do que elas, ela sabe que o julgamento √© uma armadilha do ego e que todas as mulheres est√£o nesse planeta para aprender, ensinar, desfrutar e cumprir sua miss√£o. Cada uma est√° em um momento de vida e t√™m hist√≥rias diferentes. Uma mulher empoderada n√£o tem medo de mudan√ßas, ela j√° aprendeu que at√© nos momentos dif√≠ceis √© poss√≠vel ver beleza, pois o mundo √© dual e somos n√≥s que escolhemos para que lado olhar. Ela sabe que criamos nossa realidade e que a gratid√£o √© a chave para uma vida abundante e que o medo √© uma cria√ß√£o do ego. Uma mulher empoderada tem autoconhecimento, conhece seus dons, talentos e qualidades, aprecia sua capacidade e confia em si mesma, sabe que tem √≥timas ferramentas para resolver qualquer situa√ß√£o que possa aparecer. Ela conhece seu valor e sabe o quando merece receber por dedicar seu tempo e seu conhecimento a um trabalho. Ela n√£o tem vergonha de come√ßar por baixo, mas precisa ver oportunidade de crescimento, ela √© ambiciosa, n√£o aceita nada menos do que merece e n√£o desiste at√© chegar onde quer. Ela n√£o compete, ela inspira e ensina a todos que querem aprender com ela. Ela √© paciente e entende que cada um vive um momento diferente. Ela reconhece o talento de todos e aproveita-os da melhor forma. Ela n√£o obriga ningu√©m a nada, ela ensina cada um a reconhecer suas pr√≥prias fortalezas. E o mais importante √© que uma mulher empoderada n√£o tem vergonha de mostra-se vulner√°vel, em pedir ajuda, em curar-se com outras mulheres e a assumir que n√£o sabe de tudo e sabe que n√£o precisa resolver tudo sozinha. Ela respeita seus ciclos e seus momentos de fraqueza. ¬†Permite-se sentir medo, inseguran√ßa e tristeza, respeita seus processos, mas n√£o dramatiza e n√£o culpa ningu√©m por situa√ß√Ķes que lhe acontece. Ela elabora, redesenha e segue grata por tudo que lhe acontece.

  • Primeira coisa a se saber √© que tudo vai depender da sua autoestima. Voc√™ vai atrair o amor que acha que merece. Se n√£o tiver uma boa autoestima, provavelmente n√£o ter√° o amor que voc√™ tanto deseja. Outra coisa importante √© n√£o se deixar levar por cren√ßas limitantes como: o amor n√£o existe, √© muito dif√≠cil encontrar algu√©m hoje em dia, ningu√©m vai me amar de verdade, ningu√©m √© fiel... Nenhuma dessas afirma√ß√Ķes s√£o 100% verdadeiras e n√£o acontece para todos, ent√£o por que voc√™ acha que ser√° assim para voc√™? Tendo a autoestima equilibrada e n√£o acreditando em cren√ßas negativas, j√° √© meio caminho. Agora s√≥ precisa se tornar a sua melhor vers√£o. Quanto melhor for uma pessoa, mas ela ser√° admirada e quanto mais admirada mais pretendentes a companheiro de vida e assim aumenta a possibilidade de escolha. N√£o aceite menos do que voc√™ merece por achar que n√£o encontrar√° ningu√©m, pois a pessoa que voc√™ namora ir√° influenciar diretamente todas as √°reas da sua vida, seu sucesso profissional e bem estar pessoal. A sua vida √© muito importante para descuidar tanto assim. N√£o seja uma pessoa carente, insegura e pegajosa, ou pelo menos n√£o demonstre isso. Pense, as pessoas preferem diamante ou strass? Voc√™ quer ser um strass, comum e sem valor? Seja um diamante! Pessoas interessantes est√£o muito ocupadas fazendo coisas interessantes, elas n√£o ficam a todo o momento pensando no amor, cada coisa tem que ter seu lugar e seu tempo certo. Procure fazer coisas que voc√™ gosta, ocupe seu tempo, sua cabe√ßa e sua vida fazendo coisas √ļteis. Aprenda coisas novas. N√£o tem nada mais interessante do que uma pessoa culta. Eu disse culta e n√£o metida e nem bo√ßal. Pessoas que sabem conversar sobre v√°rios assuntos, que tem a cabe√ßa aberta a novas ideias e a humildade de poder mudar de ideia. Isso √© bem atraente. Mas cuidado para n√£o querer mostrar superioridade com as pessoas que n√£o tem o mesmo conhecimento que voc√™, isso √© muito feio. Cuide do seu corpo. Todo mundo julga o tempo todo e mesmo que as pessoas achem isso errado elas continuam julgando. Cuide da sua higiene e da forma como se veste. E l√≥gico, da sua sa√ļde, pois a idade ajuda, mas depois o corpo cobra a conta de tudo o que fizemos e deixamos de fazer. Aceite que algumas pessoas n√£o v√£o gostar de voc√™ mesmo que voc√™ tente ser a melhor pessoa do mundo, n√£o se humilhe, n√£o corra atr√°s de quem te esnoba. O mundo est√° cheio de pessoas interessantes. Seja completo, resolva seus problemas,n√£o espere que ningu√©m te salve.

  • Sabe aquelas pessoas que complicam tudo, invertem as coisas e sempre acham um motivo para discordar? Pois √©, elas est√£o por a√≠ e √†s vezes precisamos conviver com elas. Saiba que √© poss√≠vel chegar a¬†um¬†acordo at√© com as pessoas mais dif√≠ceis, mesmo quando os¬†pontos de¬†vista s√£o totalmente diferentes, os interesses s√£o incompat√≠veis e¬†a conversa parece n√£o fluir. Antes de¬†conversar com uma pessoa dif√≠cil, prepare-se e conhe√ßa a si mesmo. Fique em uma posi√ß√£o est√°vel e confort√°vel. Lembre-se de que seu corpo inteiro conversa. Comporte-se como um¬†adulto equilibrado e seguro: fale apenas o que for¬†importante para voc√™ e¬†do¬†que voc√™ tem certeza, para ter todos os argumentos que precisar. Mantenha um tom de voz baixo, seguro e constante. Nada pior do que demonstrar descontrole emocional. N√£o esque√ßa o motivo de estar nessa situa√ß√£o: por que est√° conversando com essa pessoa? N√£o fale mais do que o necess√°rio, n√£o precisa ser legal, e sim educado. Muitas vezes precisamos fazer coisas socialmente esperadas e assim conversar amigavelmente com algu√©m de que n√£o gostamos. Saiba que sempre h√°¬†uma chance de¬†que voc√™ seja provocado, manipulado ou de entrar em uma pol√™mica sem perceber. Por isso esteja atento a tudo. Se voc√™ precisar confrontar algu√©m e achar que pode dar em briga, pense que voc√™ est√° come√ßando esse di√°logo para resolver uma quest√£o, para melhorar a rela√ß√£o, para manter contato saud√°vel com essa pessoa, e n√£o para discutir e brigar. Um di√°logo n√£o √©¬†uma batalha verbal, √© uma ferramenta para sincronizar diferentes pontos de¬†vista. Ou√ßa o que o outro pensa e tente entender o que o faz pensar assim. At√© as piores pessoas t√™m um motivo para agir da forma como agem, e elas sempre acham que √© um bom motivo. Fale tudo o que precisa demonstrando que √© o seu ponto de vista, e n√£o uma acusa√ß√£o. Fale de como voc√™ se sente em rela√ß√£o ao fato e n√£o acuse somente. N√£o vamos agradar a todos. Algumas pessoas n√£o v√£o acreditar em¬†n√≥s, n√£o v√£o nos amar nem nos compreender e podem at√© nos odiar de gra√ßa. Avalie se vale a pena querer alguma coisa com essa pessoa, pois muitas vezes √© melhor que nos odeie e nos deixe em paz. Mas, se essa pessoa vale a pena, descubra os motivos de a pessoa n√£o acreditar ou gostar de voc√™, busque a raiz do problema, se coloque de forma humilde, n√£o demonstrando amea√ßa para que a pessoa n√£o precise se defender. Pe√ßa desculpas por alguma coisa que possa ter magoado a pessoa, exponha seus argumentos, abra seu cora√ß√£o sem medo. Se mesmo assim essa pessoa n√£o quiser voc√™ na vida dela, aceite e siga sua vida. Todo mundo erra, tem defeitos e se confunde de vez em quando, mas todos merecem respeito. Voc√™ n√£o pode agir conforme o comportamento dos outros, j√° que suas a√ß√Ķes devem depender dos seus valores e do seu car√°ter. Vai chegar um dia em que voc√™ tamb√©m agir√° de forma errada. Cada um tem um dicion√°rio pr√≥prio de acordo com as pr√≥prias experi√™ncias. N√≥s entendemos tudo o¬†que escutamos de¬†acordo com nossas experi√™ncias, tudo passa por um tradutor¬† pr√≥prio, as¬†frases, as a√ß√Ķes e at√© as n√£o a√ß√Ķes dos outros, tudo ser√° traduzido para a nossa linguagem pr√≥pria. E quanto mais uma pessoa sofreu, mais errada pode ser a interpreta√ß√£o dela, pois o dicion√°rio dela se chama medo, e tudo o que ela quer √© se proteger. As pessoas mais dif√≠ceis s√£o as mais fr√°geis. √Č melhor voc√™ expor seus sentimentos,¬†pensamentos e d√ļvidas de forma bem clara em¬†vez de¬†supor que o outro entender√° indiretas. Quando precisar conviver e conversar com pessoas agressivas, voc√™ n√£o pode levar tudo para o lado pessoal. Precisa saber se¬†retirar da¬†discuss√£o a¬†tempo.¬†Essas pessoas est√£o t√£o acostumadas ao sofrimento, a serem atacadas, que a primeira rea√ß√£o delas √© atacar. Elas v√£o procurar os¬†seus pontos mais vulner√°veis baseados nos delas, por isso nem sempre v√£o acertar, mas v√£o tentar, por isso √© bom voc√™ saber bem quais s√£o seus pontos fracos e se proteger. Esse tipo de pessoa suga energia, pois a energia delas √© bem baixa. Se puder, afaste-se de gente assim. Se uma conversa sair do controle, pare imediatamente, n√£o vale a pena discutir e ofender algu√©m s√≥ pelo prazer do momento, voc√™ pode se arrepender depois. Prefira conversar¬†quando os dois estiverem calmos.

  • O fim de um amor n√£o √© f√°cil para ningu√©m. Terminar o relacionamento pode ser uma das coisas mais dolorosas que vamos passar na vida, e n√£o s√≥ uma vez. Todos n√≥s podemos nos apaixonar ou perder um grande amor a qualquer momento. Relacionamentos duram anos, meses, dias, n√£o importa o tempo e sim a intensidade, de qualquer forma, sempre √© dif√≠cil aceitar a ruptura e continuar. Por isso, se voc√™ est√° vivendo esse drama, n√≥s sabemos o que voc√™ est√° sentindo e vamos te ajudar. Tenha certeza de que toda essa dor vai passar em menos de um ano. Mesmo que voc√™ esteja sofrendo muito, com dor at√© pra respirar, fique tranquilo que essa sensa√ß√£o vai passar. O mundo pode parecer um lugar ruim, as pessoas podem parecer m√°s, a sensa√ß√£o √© de que jamais ser√° feliz com algu√©m, mas calma, isso n√£o √© verdade. Voc√™ vai superar isso. Voc√™ tem todo o direito de chorar, reclamar, comer porcaria assistindo a uma com√©dia rom√Ęntica, mas chega uma hora em que o drama deve ir embora. Quando voc√™ se sentir um pouco melhor, abra-se para conhecer novas pessoas. Cuide de voc√™ Ningu√©m tem o direito de abalar sua autoestima, e isso pode ser mais perigoso do que voc√™ imagina. Voc√™ pode at√© n√£o se sentir bom o suficiente quando leva um fora, pode sentir que perdeu o controle e que ningu√©m te ama, mas isso tudo faz parte de uma fantasia criada por voc√™ mesmo. Quando levamos um p√© na bunda, √© normal procurar o erro em n√≥s, porque da√≠ resolvemos e tudo volta a ficar bem, mas na maioria das vezes o problema est√° com a outra pessoa ou com o momento de vida e maturidade de ambos. Se voc√™ n√£o se sente digno de um amor, fa√ßa alguma coisa para sentir, pois um dos pilares do amor √© a admira√ß√£o. Torne-se uma pessoa admir√°vel. Foco no futuro Eu sei que √© dif√≠cil, mas quando um relacionamento acaba, o melhor que podemos fazer √© olhar para frente. N√£o queira saber o que o ex est√° fazendo, isso s√≥ trar√° um sofrimento desnecess√°rio. Tamb√©m n√£o fique relembrando de todas as palavras que ele disse quando terminou para tentar descobrir o que deu errado no seu relacionamento. J√° acabou, o melhor a fazer agora √© aceitar. Nem todo mundo ser√° bom para voc√™ e voc√™ tamb√©m partir√° alguns cora√ß√Ķes ao longo da vida. A pessoa certa vai aparecer no momento certo Mas que momento certo √© esse? Ser√° quando voc√™ estiver inteira, sendo uma pessoa admir√°vel que motivar√° outras pessoas a serem como voc√™ √©. Nos apaixonamos por quem admiramos. E aceitamos o amor que achamos que merecemos, ent√£o, se voc√™ s√≥ est√° atraindo pessoas erradas, olhe para sua autoestima e comece a se tornar algu√©m melhor. Logo voc√™ estar√° apaixonada novamente e achar√° gra√ßa de tanto sofrimento do passado. Tudo o que acontece √© o melhor que poderia acontecer √Č bem melhor estar sozinha do que com algu√©m que n√£o te ama. √Äs vezes as pessoas n√£o se apaixonam por n√≥s e n√£o h√° nada de errado com a gente. Lembre-se dos maus momentos, do sofrimento que j√° existia quando estavam juntos. Agora voc√™ tem a chance de conhecer algu√©m que te ame e te trate como voc√™ merece. Use o sofrimento como aprendizagem Todas as pessoas s√£o professores, todos n√≥s ensinamos e aprendemos com os outros. N√£o existe sofrimento que n√£o traga um grande ensinamento. Busque aprender alguma coisa com o fim de um relacionamento.

  • "Lemonade" √© um √°lbum visceral. Uma mistura de desordem mental, m√°goa, revolta, crise conjugal e indiretas. O desabafo da cantora mais famosa do mundo em um momento delicado de sua vida. Em todas as m√ļsicas ela aborda o desespero de um cora√ß√£o partido, desonestidade, infidelidade e submiss√£o. ‚ÄúNothing else ever seems to hurt, Like the smile on your face When it's only in my memory It don't hit me quite the same Maybe it's a cause for concern But I'm not at ease Keeping my head to the curb‚ÄĚ (Pray You Catch Me ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúNada mais parece machucar Tanto quanto o sorriso em seu rosto Quando est√° apenas na minha mem√≥ria N√£o me atinge da mesma maneira Talvez seja motivo de preocupa√ß√£o Mas eu n√£o estou tranquila Pensando apenas no fim‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Pray You Catch Me ‚Äď Beyonc√©) Sabe quando estamos em um relacionamento amando sozinha?! Sofremos tanto que nada mais parece machucar e o outro sem sentir nada do que estamos sentindo? ‚ÄúPray You Catch Me‚ÄĚ, a primeira m√ļsica do √°lbum, pode tamb√©m ser interpretada como o primeiro est√°gio do luto, a nega√ß√£o. A segunda m√ļsica, "Hold Up",¬†√© um desabafo sobre descobrir uma trai√ß√£o pouco encoberta. Parece um discurso solit√°rio no banheiro quando temos certeza da infidelidade. ‚ÄúSomething don't feel right Because it ain't right Especially comin' up after midnight I smell your secret, and I'm not too perfect To ever feel this worthless How did it come down to this? Going through your call list I don't wanna lose my pride, but I'ma fuck me up a bitch Know that I kept it sexy, and know I kept it fun There's something that I'm missing Maybe my head for one‚ÄĚ (Hold Up ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúAlgo n√£o parece certo Pois n√£o est√° certo Especialmente quando chega depois da meia-noite Sinto o cheiro do seu segredo, e n√£o sou perfeita o bastante Para me sentir t√£o desvalorizada Como foi que chegamos aqui? Olhando a sua lista de chamadas N√£o quero perder orgulho, mas vou acabar com a vadia Fica tranquilo, continuo sexy, e saiba que continuo divertida Mas h√° algo faltando Talvez seja a minha sanidade‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Hold Up ‚Äď Beyonc√©) A terceira musica vem com toda a carga de uma mulher amargurada e com muita raiva. Elaborando a segunda fase do luto: a raiva. Who the fuck do you think I am? You ain't married to no average bitch boy You can watch my fat ass twist boy As I bounce to the next dick boy And keep your money, I got my own Get a bigger smile on my face, being alone‚ÄĚ (Don't Hurt Yourself - Beyonc√©) ‚ÄúQuem diabos voc√™ acha que eu sou? Voc√™ n√£o est√° casado com uma vadia qualquer, garoto Voc√™ pode assistir minha bunda enorme rebolar, garoto Enquanto eu rebolo para o pr√≥ximo pau, garoto E fique com seu dinheiro, eu tenho o meu pr√≥prio Tenho um sorriso ainda maior em meu rosto sozinha‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Don't Hurt Yourself - Beyonc√©) N√£o sei o que √© pior, se √© ser tra√≠da, se √© mostrar para todo mundo o quando est√° com raiva disso, se √© vulgarizar se vingando, se √© se machucando saindo com outro cara, se √© fingir que est√° tudo bem depois de tudo isso. E ainda piora... ‚ÄúHe trying to roll me up, I ain't picking up Headed to the club, I ain't thinking 'bout you Me and my ladies sip my D'Uss√© cup I don't give a fuck, chucking my deuces up Suck on my balls, pause, I had enough I ain't thinking 'bout you I ain't thinking 'bout‚ÄĚ (Sorry ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúEle est√° tentando me enrolar, n√£o estou caindo nessa Indo para a balada, n√£o estou pensando em voc√™ Eu e minhas amigas bebemos nosso copo D'Uss√© Eu n√£o dou a m√≠nima, fazendo o sinal da paz Chupe minhas bolas, pare, eu j√° aguentei o bastante Eu n√£o estou pensando em voc√™ Eu n√£o estou pensando‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Sorry ‚Äď Beyonc√©) Amiga, n√£o se humilha!!!! O boy te traiu, voc√™ t√° sofrendo, n√£o precisa dar indireta nas redes sociais de que voc√™ est√° bem, curtindo a vida adoidado e nem ligando, todo mundo sabe que depois da balada voc√™ vai chorar em casa. E depois que a gente j√° sofreu, j√° chorou, j√° pegou outro, j√° foi pra balada com as amigas, j√° bebeu e j√° fingiu que est√° tudo normal, o que a gente faz pra parar de sofrer? Muda o foco, se joga no trabalho compulsivamente, e √© isso que confirma a sexta faixa do √°lbum: ‚Äú6 Inch‚ÄĚ. Trabalhamos muito, o tempo passou, melhoramos e come√ßamos a pensar em tudo o que aconteceu. Buscamos respostas, queremos saber que √īnibus pegamos para chegar nesse ponto. Relembramos da nossa inf√Ęncia, e √© assim a sexta m√ļsica, ‚ÄúDaddy Lessons‚ÄĚ. Beyonc√© relembra de sua rela√ß√£o com seu pai, um homem exigente que a fez ser forte e perfeccionista. Se ela faz terapia, descobriu aqui o motivo de viver um casamento complicado. Pela forma que ela descreve seu relacionamento com o pai, ele foi um homem que exigia perfei√ß√£o dela, e ela se tornou quase perfeita, mas o problema est√° na busca, sentir que nunca conseguiu superar as expectativas do pai e por fim, nunca se sentir boa o suficiente. Tamb√©m conta o tipo de marido que o pai foi. Fica no ar que talvez ele n√£o tenha sido muito bom. ‚ÄúHe held me in his arms And he taught me to be strong He told me when he's gone Here's what you do When trouble comes to town And men like me come around Oh, my daddy said shoot‚ÄĚ (Daddy Lessons ‚Äď Beyonc√©) Ele me segurou em seus bra√ßos E ele me ensinou a ser forte Ele me disse que quando estivesse fora Era isso o que eu tinha que fazer Quando o problema chega √† cidade E homens como eu aparecerem Meu papai disse, "atire" (Tradu√ß√£o: Daddy Lessons ‚Äď Beyonc√©) O relacionamento entre pai e filha √© muito importante e pode determinar como ela lidar√° com o amor e com a autoestima no futuro. Tudo vai bem at√© que voc√™ fica na seca, carente, com saudades do boy e come√ßa a dar desculpas, a si mesma, por ele (ele nem teve o trabalho de te dar desculpas, voc√™ faz isso por ele). "Ah, ele estava confuso, ele tentou n√£o me trair, somos t√£o bons juntos, ele vai mudar..."¬†E ent√£o, a terceira fase do luto: a barganha. Voc√™ tenta de tudo para voltar com ele. ‚ÄúNine times out of ten, I'm in my feelings But ten times out of nine, I'm only human Tell me, what did I do wrong? Feel like that question has been posed I'm movin' on I'll always be committed, I been focused I always paid attention, been devoted Tell me, what did I do wrong? Oh, already asked that, my bad But you my lifeline, think you tryna kill me? If I wasn't me, would you still feel me? Like on my worst day? Or am I not thirsty, enough? I don't care about the lights or the beams Spend my life in the dark for the sake of you and me Only way to go is up, them old bitches so wack I'm so tough, wassup?‚ÄĚ (Love Drought - Beyonc√©) ‚ÄúNove vezes de dez, estou perdida nos meus sentimentos Mas dez vezes de nove, sou apenas humana Me diga, o que fiz de errado? Sinto que esta pergunta virou clich√™ Estou superando Sempre serei comprometida, estou focada Sempre prestei aten√ß√£o, fui devotada Me diga, o que fiz de errado? Ah, j√° perguntei isto, desculpe Mas voc√™ √© a minha vida, acha que est√° tentando me matar Se n√£o fosse por mim, voc√™ ainda me sentiria? Tipo como no meu pior dia? Ou n√£o quero o bastante? Eu n√£o ligo para as luzes ou holofotes Passaria minha vida na escurid√£o para salvar a n√≥s dois S√≥ d√° para melhorar daqui, essas vadias s√£o t√£o fracas Eu sou t√£o durona, e a√≠?‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Love Drought - Beyonc√©) Agora ela parece entrar na quarta fase do luto, a depress√£o, percebe que tudo est√° ruindo como castelos de areia. Temos vontade de sumir, ir embora, queremos que a dor passe, mas ao menor sinal que o outro possa dar, de que ainda nos ama, tentamos mais uma vez. ¬†Falta coragem para seguir em frente. ‚ÄúWe built sand castles that washed away I made you cry when I walked away And although I promised that I couldn't stay, baby Every promise don't work out that way, oh, babe Dishes smashed on my counter from our last encounter Pictures snatched out the frame Bitch, I scratched out your name and your face What is it about you that I can't erase, baby? Well every promise don't work out that way, no no, babe And your heart is broken cause I walked away Show me your scars and I won't walk away And I know I promised that I couldn't stay, baby Every promise don't work out that way, no no no no no‚ÄĚ (Sandcastles ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúConstru√≠mos castelos de areia que foram levados pela √°gua Eu te fiz chorar quando fui embora E mesmo que tenha prometido que n√£o podia ficar, baby N√£o √© toda promessa que funciona assim, ah, querido Pratos quebrados em minha c√īmoda depois da √ļltima vez Fotos tiradas de porta-retratos Filho da m√£e, arranhei seu nome e o seu rosto O que voc√™ tem que eu n√£o consigo apagar, baby? N√£o √© toda promessa que funciona assim, querido N√£o √© toda promessa que funciona assim E seu cora√ß√£o est√° partido, pois eu fui embora Me mostre suas cicatrizes e eu n√£o irei embora Eu sei que prometi que n√£o poderia ficar, baby N√£o √© toda promessa que funciona assim, n√£o, n√£o, n√£o‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Sandcastles ‚Äď Beyonc√©) Essa fase √© uma das mais dif√≠ceis, desapegar, seguir, queremos tentar de tudo, queremos fingir que nada aconteceu, estamos dispostas a mudar tudo para voltar a ser como no in√≠cio. ‚ÄúBest foot first just in case When we made our way 'til now It's time to listen, it's time to fight Forward Now we're going to hold doors open for a while Now we can be open for a while Forward I love you more than this job, please don't work for me Forward Go back to your sleep in your favorite spot just next to me Forward, forward‚ÄĚ (Forward ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúO p√© direito primeiro, s√≥ para garantir Quando percorremos nosso caminho at√© aqui Est√° na hora de escutar, est√° na hora de brigar Para frente Agora, vamos segurar as portas abertas por um tempo Podemos ficar abertos por um tempo Para frente Eu te amo mais do que este emprego, n√£o trabalhe por mim Para frente Volte a dormir em seu lugar favorito ao meu lado Para frente, para frente‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Forward ‚Äď Beyonc√©) Depois que tentamos de tudo e nada deu certo, n√≥s rezamos, pedimos ajuda de Deus para atravessar o pior momento da nossa vida, precisamos nos libertar dessa dor, e Beyonc√© sentiu a mesma coisa, ent√£o com a d√©cima m√ļsica do √°lbum vem sua reden√ß√£o. Sua m√ļsica de trabalho, a mais po√©tica de todas. O ensaio da liberdade e a vontade de voltar a ser inteira. Se a vida te d√° lim√Ķes, fa√ßa uma "Limonade"!!! ‚ÄúLord forgive me, I've been running Running blind in truth (...) I'm telling these tears "Go and fall away, fall away" May the last one burn into flames (...) Freedom! Freedom! I can't move Freedom, cut me loose! I break chains all by myself Won't let my freedom rot in hell Hey! I'ma keep running Cause a winner don't quit on themselves‚ÄĚ (Freedom ‚Äď Beyonc√©) ‚ÄúSenhor me perdoe, estive fugindo Fugindo com uma verdade cega (...) Estou dizendo √† estas l√°grimas "Podem cair, caiam √† vontade" E que a √ļltima delas queime (...) Liberdade! Liberdade! N√£o consigo me mexer Liberdade, me liberte! Quebro as correntes sozinha N√£o vou deixar minha liberdade queimar no inferno Ei! Vou continuar correndo Pois um vencedor nunca desiste de si mesmo‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: Freedom ‚Äď Beyonc√©) Depois de tudo que passamos, depois de atravessar todas as fases do luto, depois de elaborar o que aconteceu, aceitar o fim e voltar a ficar bem, o boy pressente que estamos melhor e quer voltar, pede perd√£o, faz mil promessas.¬† E √†s vezes a gente cai na armadilha... ‚ÄúThey say true love's the greatest weapon To win the war caused by pain, pain But every diamond has imperfections But my love's too pure to watch it chip away Oh nothing real can be threatened True love breathes salvation back into me With every tear came redemption And my torturer became a remedy‚ÄĚ (All Night - Beyonc√©) Dizem que o amor verdadeiro √© a maior arma Para ganhar a guerra causada pela dor, dor Mas cada diamante tem imperfei√ß√Ķes Mas meu amor √© puro demais para desistir Nada real pode ser amea√ßado O amor verdadeiro inspira a salva√ß√£o para dentro de mim Com cada l√°grima, veio a reden√ß√£o E meu torturador se tornou um rem√©dio‚ÄĚ (Tradu√ß√£o: All Night - Beyonc√©) N√£o era amor, era falta de amor pr√≥prio. Ningu√©m muda s√≥ porque queremos que essa pessoa mude. Acredito que em casos de infidelidade, voltar a ser fiel n√£o dependa apenas da vontade de ser. Fidelidade √© um valor, como a honestidade, deixar de roubar ou enganar leva tempo e precisa de muito esfor√ßo. Vamos esperar o desfecho dessa hist√≥ria, eu aposto que o padr√£o continuar√° se repetindo. Depois que voc√™ j√° sofreu horrores, percebeu que ama mais do que √© amada, finge que acredita que o boy vai mudar, realmente quer acreditar nele para n√£o sofrer mais sozinha, depois que sua autoestima te abandonou, depois das suas amigas sentirem raiva de voc√™ por voltar com o cara que elas j√° detestam. O que √© a √ļnica coisa que resta fazer nessa situa√ß√£o? O que Beyonc√© fez, mudar o foco da raiva, procurar outro problema para se preocupar e ocupar sua cabe√ßa. Tamb√©m dar um outro bom motivo para as pessoas falarem, pois voc√™ n√£o quer mais ouvir o qu√£o errada est√° em voltar com o boy lixo. ¬†Ent√£o Beyonc√© mudou de assunto, falou sobre o racismo em sua ultima m√ļsica "Formation". "You mix that negro with that Creole Make a Texas bama I like my baby heir with baby hair And afros I like my negro nose with Jackson Five nostrils Earned all this money But they never take the country out me I got a hot sauce in my bag, swag" (Formation ‚Äď Beyonc√©) "Voc√™ mistura esse negro com essa crioula E faz uma Texana Eu gosto da minha pequena herdeira com cabelo de beb√™ E cabelos de afros Eu gosto do meu nariz negro com narinas Jackson Five Ganharam todo esse dinheiro Mas eles nunca tiraram o meu pa√≠s de mim Tenho molho picante em minha bolsa, estilo" (Tradu√ß√£o: Formation ‚Äď Beyonc√©) Tem dois mecanismos de defesa bem fortes aqui: o deslocamento, ou seja, deslocar a raiva, ‚Äún√£o vamos mais falar sobre meu relacionamento, vamos falar sobre racismo‚ÄĚ. E tamb√©m o Narcisismo. Quem se acha o m√°ximo na verdade¬†tem baixa autoestima, e s√≥ quem tem baixa autoestima aceita ficar nesse tipo de relacionamento. Ent√£o, acho que a Beyonc√© precisa fazer terapia. ¬†

  • O dia dos namorados j√° passou, mas se voc√™ ainda quiser achar um amor ou cultivar o que voc√™ j√° tem, da uma olhada nessas dicas: Admira√ß√£o ‚Äď Um dos pilares que sustenta o relacionamento √© a admira√ß√£o, junto com o respeito e a confian√ßa. √Č preciso admirar algu√©m para am√°-lo. Ci√ļmes n√£o √© necess√°rio - N√£o caia naquela de que uma pitada de ci√ļmes √© bom porque n√£o √©. O ci√ļme nada mais √© do que escancarar para o mundo o quanto voc√™ √© inseguro e incoerente. Se para voc√™ a fidelidade √© importante ent√£o n√£o tem porque voc√™ querer ficar com uma pessoa que voc√™ acredita n√£o ser fiel certo? Brigar com algu√©m para que essa pessoa seja fiel tamb√©m n√£o faz sentido. Voc√™ confia ou n√£o em algu√©m. Algu√©m √© confi√°vel ou n√£o. Deixe as suas inseguran√ßas para tratar com seu terapeuta. Individualidade ‚Äď quando estamos apaixonados queremos passar o m√°ximo de tempo com a pessoa amada, mas √© muito importante manter nossa individualidade, sair com nossos amigos e continuar fazendo coisas que faz√≠amos quando est√°vamos solteiros, sempre com bom senso √© claro. Projetos pessoais ‚Äď a admira√ß√£o √© um dos pilares do amor e para manter-se admir√°vel e com a sua autoestima alta, e tamb√©m para n√£o sobrecarregar o outro, √© necess√°rio que voc√™ continue a ter seus pr√≥prios sonhos projetos e objetivos e tamb√©m que voc√™ os conquiste, dessa forma voc√™ se sentir√° realizado e ser√° uma pessoa interessante e admirada por quem te conhece e ser√° uma honra estar ao seu lado. Projetos juntos ‚Äď mesmo que seja necess√°rio ter projetos pessoais, esses projetos precisam combinar, ou seja, se o seu sonho √© ser rica e famosa e voc√™ realmente se dedica pra isso, mas o seu parceiro n√£o gosta de sair, de ter amigos e n√£o tem controle financeiro, infelizmente seu sonho ser√° prejudicado. √Č preciso comunica√ß√£o clara nesse momento e fazer projetos juntos para que um apoie o sonho do outro. Al√©m de projetos dos dois como, comprar uma casa, fazer uma viagem ou qualquer coisa que precise da dedica√ß√£o de ambos para acontecer. Reconhecimento verbalizado ‚Äď todo ser humano precisa ser amado, aceito e reconhecido para ser feliz, e √© t√£o bom quando esse reconhecimento vem da pessoa que a gente ama. Ent√£o n√£o basta admirar seu amor, √© preciso falar os pontos positivos que voc√™ admira e os comportamentos que voc√™ gosta de ver nele(a). Uma pitada de romantismo ‚Äď nem todo casal √© rom√Ęntico e isso n√£o √© nenhum problema, mas todo mundo gosta de carinho e demonstra√ß√£o de afeto. Os dois tem que ceder ‚Äď quando se est√° em um relacionamento n√£o se vive mais sozinho e isso parece √≥bvio, mas se o casal briga muito, provavelmente √© porque algu√©m n√£o quer ceder e insiste em ficar abra√ßado em seu orgulho. O orgulho nunca serve para nada e eu desafio algu√©m a me dizer um benef√≠cio dele. Ent√£o deixe seu orgulho de lado e escolha ser feliz ao inv√©s de ter raz√£o. Autoconhecimento ‚Äď √© importante para todas as pessoas em todas as situa√ß√Ķes. Voc√™ precisa se conhecer bem para saber que tipo de pessoa quer ao seu lado, que tipo de vida quer viver e quais s√£o seus valores e limites. Amor pr√≥prio ‚Äď se ame em primeiro lugar, n√£o se humilhe, n√£o fique em relacionamentos que n√£o se sinta respeitada (o), n√£o aceite menos do que algu√©m comprometido com voc√™ e com seus sonhos. N√£o pense que ficar√° sozinha (o) para sempre e que por isso deve aceitar qualquer um. Voc√™ tem que ser a pessoa mais importante da sua vida para voc√™.

  • Sinto muito, n√£o existe formula pronta, mas n√£o desanime, isso √© poss√≠vel!!!!!!! Todo Ser humano √© ideal, mas de diferentes formas e isso est√° muito ligado a nossa cultura. O que aprendemos que √© o ideal √© que se torna ideal para a gente. Voc√™ √© ideal para algu√©m! Mas tudo que √© bom pode melhorar. Na nossa cultura temos padr√Ķes de pessoas ideais para se relacionar, mas isso n√£o quer dizer que se voc√™ n√£o for assim n√£o achar√° um parceiro.¬†O ideal √© voc√™ se conhecer bem e buscar sempre melhorar, crescer e evoluir.¬†Quando sua autoestima √© boa todos querem ter voc√™ por perto. E fica mais f√°cil perceber quem mais combina com voc√™. Quando falamos em ideais, temos um padr√£o na nossa cultura: um homem ideal √© bem sucedido, tem um bom emprego antes dos 30 anos, tem v√°rios seguidores nas redes sociais, pois √© influente na √°rea que atua, √© de boa fam√≠lia, de prefer√™ncia uma fam√≠lia espiritualizada. Tem boa apar√™ncia, pratica crossfit e tem uma alimenta√ß√£o exemplar. Para as mulheres isso tudo tamb√©m se aplica e, al√©m disso, ela tem que ser feminina, simp√°tica, bonita e inteligente. Pessoas assim existem? Claro que sim. Como elas conseguem? Porque elas t√™m prop√≥sitos e buscam sempre melhorar. E se esse for o seu ideal de pessoa, n√£o tem problema nenhum, at√© acho √≥timo, pois quanto melhor nosso companheiro for, mais nos inspiraremos nele e melhor seremos. Busque algu√©m que te inspire a ser cada vez melhor! No relacionamento, ou voc√™s est√£o crescendo e se desenvolvendo, ou est√£o se boicotando. Um relacionamento estagnado, onde voc√™ percebe que n√£o cresce como pessoa ou profissionalmente, √© um boicote. Relacionamentos amorosos¬†servem para que um ajude, apoie e inspire o outro.¬†Em dupla chegamos mais longe, e isso √© um relacionamento ideal. Quando uma pessoa tem v√°rias qualidades, √© muito f√°cil se inspirar nela e tornar-se a melhor vers√£o de voc√™ mesmo, mas tamb√©m √© f√°cil de achar que n√£o est√° a altura da pessoa, ter inveja ou ci√ļmes porque a pessoa brilha e √© apreciada por todos, ou competir com a pessoa de uma forma destrutiva. Tome cuidado com isso. Percebeu que achar a pessoa ideal est√° mais ligado a vis√£o que voc√™ tem de si mesmo, do que com realmente achar uma pessoa ideal? Quando voc√™ conhece todo o seu potencial, busca se tornar a melhor vers√£o de voc√™ mesmo,¬†voc√™ brilha, tem destaque, sente-se realizado, feliz consigo mesmo e √© consequ√™ncia voc√™ atrair v√°rias pessoas que estejam na mesma sintonia que voc√™. Quando voc√™ sente-se realizado n√£o abre espa√ßo para ci√ļmes, pois acredita que √© a melhor op√ß√£o que seu companheiro pode ter. E tamb√©m n√£o aceita menos do que algu√©m que voc√™ admira. Busque ser algu√©m mais inteligente, mais bem resolvido, sem cren√ßas limitantes e traumas do passado.¬†Se estiver dif√≠cil sozinho, fa√ßa terapia.¬†N√£o deixe que seu passado atrapalhe um relacionamento futuro. Lide com coisas concretas, n√£o perca tempo pensando no que o outro pode estar pensando, se tiver d√ļvidas pergunte para a pessoa. Veja seu relacionamento como uma parceria. Esteja atento √†s necessidades emocional dos outros, as pessoas gostam de se sentir importantes, trate todos com essa aten√ß√£o e logo ter√° uma fila de pretendentes e tamb√©m de pessoas que te admiram por quem voc√™ √©. E da√≠ poder√° escolher quem mais combina com voc√™.

  • 1 ‚Äď Aceite a realidade. Se voc√™s terminaram √© por que tem algum motivo que faz voc√™s n√£o darem certo juntos. Perceba se √© um motivo real ou fantasia como o ci√ļmes. 2- N√£o se humilha. Se voc√™ levou um p√© na bunda, aceita e parte pra outra. N√£o procure a pessoa, n√£o entre nas redes sociais da pessoa, n√£o queira saber da vida dela. 3 ‚Äď N√£o devolva nada, nem o passaporte. Essa hist√≥ria de que voc√™s precisam se ver para devolver as coisas do outro √© s√≥ uma desculpa para n√£o aceitar o fim do relacionamento e tentar alguma coisa que pode ser humilhante. 4 ‚Äď Aproveite o momento sozinho (a) para refletir sobre quem √© voc√™ sem a influencia de ningu√©m.¬†Fique um tempo sozinho sem procurar ningu√©m para namorar. 5 ‚Äď Fa√ßa coisas sozinho (a) e perceba como se sente. Se voc√™ n√£o gosta da sua companhia porque algu√©m tem que gostar? 6 ‚Äď Saia com seus amigos, reveja antigos amigos, fa√ßa novos amigos. 7 ‚Äď Leia livros, fa√ßa cursos de assuntos interessantes, assista palestras, aproveite para ser mais culto (a) e mais interessante. 8 ‚Äď Procure a companhia de amigas mulheres, fa√ßa brigadeiro, assista filmes, fa√ßa uma festa do pijama, mesmo que voc√™ seja homem. 9 ‚Äď Quando j√° estiver curado da dor do amor perdido‚Ķ Fa√ßa uma lista de tudo que uma pessoa precisa ter para namorar com voc√™, todas as caracter√≠sticas de que voc√™ gosta e admira em algu√©m. 10 ‚Äď Mentalize essa nova pessoa chegando na sua vida e n√£o aceite nada menos do que voc√™ merece.

  • Todos os nossos comportamentos s√£o definidos apenas por duas coisas: prazer e dor. Temos rea√ß√Ķes instintivas √° eles.N√£o tomamos decis√Ķes racionalmente, √© o nosso lado emocional quem decide, nos aproximando do prazer ou nos afastando da dor, depois explica para o lado racional o motivo da escolha.O que associamos ao prazer e a dor que definir√° nosso destino, pois nossas escolhas s√£o inconscientes e baseadas nessas associa√ß√Ķes.Mas o que √© o prazer?√Č uma sensa√ß√£o de bem estar e plenitude, n√£o necessariamente ligada √† alegria ou felicidade. √Č uma resposta da mente indicando que nossas a√ß√Ķes est√£o sendo ben√©ficas, por√©m ‚Äúben√©ficas‚ÄĚ √© subjetivo, podemos sentir prazer fazendo coisas que n√£o s√£o saud√°veis ou legais.√Č de natureza humana sentirmos prazer quando satisfazemos nossas necessidades fisiol√≥gicas: fome, sede, sono, sexo, excre√ß√£o e abrigo. E se algu√©m n√£o sentir prazer fazendo alguma dessas coisas √© porque h√° algum trauma por tr√°s que deve ser tratado.Seguindo a pir√Ęmide de Maslow, tudo que h√° nela s√£o fontes de prazer, como a sensa√ß√£o de seguran√ßa quando nos sentimos inseguros, a sensa√ß√£o de ser amado quando nos sentimos carentes, ou seja, satisfazer nossas necessidades nos d√° muito prazer. Tamb√©m por sermos reconhecidos pelo que somos ou pelo que fazemos, assim como a auto realiza√ß√£o quando conquistamos algo que desejamos pelo nosso pr√≥prio esfor√ßo. Ganhar algo que queremos nos d√° alegria passageira, conquistar algo nos d√° prazer duradouro.Muitas coisas podem ser fontes de prazer, quanto mais autoconhecimento uma pessoa tem, mais ela sentir√° prazer, pois tomar√° decis√Ķes alinhadas com suas preferencias.Um grande problema da nossa cultura √© que o prazer est√° relacionado apenas a tr√™s coisas: poder, dinheiro e sexo, e √© assim que o mundo vai caminhando para um lugar que ningu√©m gosta, por√©m desenvolver consci√™ncia ningu√©m quer.A falta de consci√™ncia pode ser um grande perigo quando falamos de prazer, pois √© por esse caminho que somos facilmente manipulados. Um exemplo disso s√£o as grandes ind√ļstrias aliment√≠cias que visam apenas o lucro e n√£o a sa√ļde. Refrigerantes, doces e v√°rios alimentos n√£o fazem bem, por√©m tem um √≥timo sabor e por isso s√£o consumidos aos montes, e depois a ind√ļstria farmac√™utica lucra com corpos adoecidos.Somos manipulados tamb√©m pelo nosso ego, que ao buscar um prazer sem consci√™ncia, pode nos colocar em situa√ß√Ķes terr√≠veis. Qualquer coisa errada que algu√©m fa√ßa √© pela busca de algum tipo de prazer, por√©m jamais chegar√° ao prazer pleno por esse caminho.√Č da natureza humana ser bom, quando algu√©m foge disso √© porque est√° sofrendo e reagindo, ent√£o est√° se afastando da fonte genu√≠na do prazer, est√° seguindo uma ilus√£o.A busca pelo prazer instant√Ęneo faz com que as pessoas desenvolvam h√°bitos nocivos como compuls√Ķes e v√≠cios. Masquando h√° consci√™ncia, o prazer fica muito melhor e infinito.√Č s√≥ observar, realmente olhar as verdades da vida. Quais s√£o as coisas que mais causam prazer e que s√£o verdadeiras e n√£o manipula√ß√Ķes? A resposta √© mais simples do que parece, tenho certeza de que se voc√™ quiser descobrir, n√£o vai demorar muito e ter√° uma vida com muito mais qualidade.

  •   O choque ‚ÄstA pessoa terminou com voc√™. De uma forma inesperada ou n√£o, ningu√©m est√° realmente pronto para esse momento. ¬†Seu cora√ß√£o dispara, voc√™ n√£o sabe mais o que fazer da vida. A elabora√ß√£o ‚ÄstVoc√™ s√≥ quer deitar e chorar. Todos os seus planos parecem sem import√Ęncia. Os dias s√£o mais longos e sem gra√ßa. Mas com todo esse sofrimento, essa fase √© muito importante, ent√£o chore bastante. Isso pode durar uns dias ou algumas semanas, mas aos poucos tudo vai melhorando. Aprendendo com os erros.¬†Todos que est√£o convivendo com voc√™ ser√£o afetados e ficar√£o preocupadas at√© voc√™ melhorar. Mesmo que voc√™ saiba tudo que as pessoas podem falar, tente ouvir o que elas t√™m a te dizer. Alguns conselhos podem n√£o ser bons e isso os acalmar√°, dar√° a sensa√ß√£o de que eles est√£o fazendo algo de bom por voc√™. N√£o dramatize tanto ‚ÄstPor mais triste que voc√™ esteja, n√£o se fa√ßa de v√≠tima da situa√ß√£o. As vezes, isso foi o melhor que poderia ter te acontecido. N√£o √© bom despertar pena nas pessoas. Quanto mais drama voc√™ fizer mais as pessoas sentir√£o pena de voc√™. E quanto mais as pessoas sentirem pena de voc√™, mais voc√™ se sentir√° fracassada. Redes sociais jamais ‚ÄstN√£o sinta pena de voc√™ mesma, n√£o poste frases de auto-ajuda, com pedidos de socorro. Isso √© humilhante e terr√≠vel para a sua auto-estima. Tamb√©m n√£o olhe as redes sociais dele, a ultima coisa que voc√™ vai encontrar √© uma frase dizendo ‚ÄúQue saudades da minha ex‚ÄĚ e o mais prov√°vel que voc√™ encontre s√£o fotos dele curtindo a vida adoidado. Isso tamb√©m serve para o perfil dos amigos dele, pare de seguir eles, isso n√£o far√° bem, s√≥ vai causar crises de ansiedade. Autoconhecimento ¬†‚ÄstAgora √© a hora de ser sua melhor companhia. Se voc√™ n√£o se amar, porque algu√©m te amaria? V√° percebendo o que voc√™ gosta de fazer, de ouvir, de comer. Conhe√ßa¬†seus gostos sem ele. Experimente um novo corte de cabelo, uma nova cor. Saia com alguns amigos, n√£o beba, fique presente em cada momento, v√° mudando sua rotina, experimentando novos caminhos, sabores, sensa√ß√Ķes. No seu ritmo, n√£o tenha pressa de ficar bem logo, viva cada fase do luto. As coisas v√£o melhorar. Fa√ßa terapia ‚ÄstIsso vai ajudar voc√™ a superar, olhar as coisas com outro ponto de vista, se conhecer mais, saber porque isso aconteceu e principalmente se isso √© um padr√£o que se repete. Espiritualize-se ‚ÄstIndependente da sua religi√£o, √© bom voc√™ ter um caminho espiritual. Perceber que existe um algo mais na vida. Aprender sobre a exist√™ncia, as leis da atra√ß√£o, do karma, da vida‚Ķ Estude, aprenda, converse, tire d√ļvidas existenciais‚Ķ Se abra ¬†‚ÄstN√£o crie cren√ßas limitantes. Um p√© na bunda √© s√≥ isso, os homens n√£o s√£o todos iguais e isso n√£o precisa se repetir. Conhe√ßa novas pessoas, tenha encontros, se divirta, n√£o queira impressionar ningu√©m. Seja voc√™ mesma, mas s√≥ se voc√™ for legal, se voc√™ ainda estiver sentindo-se v√≠tima, melhor repetir os passos acima antes de sair com algu√©m. Ria do que te aconteceu ‚ÄstQuando estamos sofrendo o motivo desse sofrimento n√£o tem gra√ßa, mas depois que passa, a maioria dos p√©s na bunda s√£o muito engra√ßados. Quando voc√™ conseguir rir de tudo o que aconteceu, quer dizer que j√° superou. No m√≠nimo voc√™ se tornar√° uma pessoa boa para ajudar os outros que est√£o passando por isso.

  • - Qual √© o seu sonho? - √Č ter uma casa bonita e confort√°vel, ter bastante dinheiro para viver tranquilamente e n√£o precisar mais trabalhar. - Esses s√£o seus objetivos, mas qual √© seu verdadeiro sonho? - Como assim? - Pelo que voc√™ viveria se dinheiro n√£o fosse um problema? - Ah, eu iria viajar. - E depois que tivesse viajado o mundo todo? Depois de passar 3 anos viajando, o que voc√™ faria? - Eu n√£o sei. E √© assim com a maioria das pessoas... Elas podem passar uma vida inteira na ilus√£o sem conseguir acessar sua verdadeira miss√£o. Acreditam que precisam de coisas para ser feliz. Reclamam quando as coisas saem diferente do que planejaram. Passam os dias sem estarem realmente presentes no que est√£o fazendo. E tamb√©m n√£o fazem nada pare realizar seus objetivos. Se alimentam sem consci√™ncia, falam o que n√£o gostariam, aceitam sem refletir. E julgam os outros. Todos somos assim. √Č preciso consci√™ncia e for√ßa para sair dessa roda inconsciente. Mas mesmo com toda essa inconsci√™ncia humana, mesmo que o mundo esteja da forma que est√°, mesmo que tudo pare√ßa errado. Quando continuamos a conversa e insistimos no sonho das pessoas, l√° est√° a luz que todos n√≥s temos. Ainda brilha, cada um do seu jeito, mas todos brilhantes. √Č como achar um diamante em uma mina, √© m√°gico, perfeito. Todos os seres humanos nasceram para brilhar. E ent√£o a maioria me responde: - Eu iria ajudar as pessoas. E √© esse o motivo de um Ser Humano existir, ajudar aos demais a serem livres, felizes, plenos. Sem cren√ßas limitantes e pensamentos negativos. Ajudar aos demais a se tornarem Seres integrais, s√°bios e iluminados para que todos brilhem. Apoiar outras pessoas a realizarem sonhos √© um dos maiores prazeres que uma pessoa pode sentir. E n√≥s sabemos disso, pois nos emocionamos quando vemos uma hist√≥ria de supera√ß√£o e realiza√ß√£o, imagine poder fazer parte disso? Seres humanos s√£o amorosos, e quando n√£o demonstram isso √© porque est√£o machucados, sofrendo, ou n√£o receberam o amor que gostariam. O verdadeiro sonho de todos √© apoiar os outros para que todos vivam mais felizes. O resto s√£o objetivos que podem facilmente ser conquistados. Se voc√™ n√£o est√° feliz, experimente fazer algu√©m feliz. Uma pessoa desconhecida. Fa√ßa algo sem querer nada em troca. Doe seu tempo, seu talento, seu conhecimento. E tamb√©m realize seus objetivos, sem desculpas, sem medos. Brilhe e fa√ßa os outros brilharem.

  • Ainda em clima de Dia dos Namorados, vale a pena refletirmos sobre o amor‚Ķ √Č t√£o bom ter um amor, amar e ser amada com verdade, intensidade. Melhor ainda quando √© amor pr√≥prio que n√£o nos permite viver a ilus√£o de um amor falso ou mal correspondido. O amor torna-se real e se fortalece quando passa por dificuldades, quando a vida complica. De momentos agrad√°veis qualquer um desfruta. O amor prova ser verdadeiro quando h√° dificuldades. A complexidade do dia a dia, da intimidade e da conviv√™ncia, da imaturidade do outro. √Č dif√≠cil porque o outro √© um ‚Äúoutro‚ÄĚ que tem um passado anterior a n√≥s, carrega pesos, medos, sofrimentos e experi√™ncias. Ele pensa e age de forma distinta, assim como n√≥s. √Č complicado entender, assimilar e aceitar as diferen√ßas, mas √© isso que nos torna seres √ļnicos. Os conflitos, apesar de naturais e muitas vezes ben√©ficos, devem ser evitados se n√£o houver um prop√≥sito para que existam. Toda crise √© uma oportunidade de melhoria, mas, quando as brigas tornam-se recorrentes com assuntos semelhantes, n√£o se busca uma solu√ß√£o, s√≥ ataques e tentativas de um magoar o outro. O amor verdadeiro nos faz crescer, amadurecer, e n√£o o contr√°rio. Quando √© verdadeiro √© sempre positivo. As brigas s√£o para melhorar e os conflitos para fortalecer. N√£o se engane em querer ficar em um relacionamento ruim por medo de ficar s√≥. Por mais que existam dificuldades, o respeito, a admira√ß√£o e o companheirismo sempre est√£o presentes. H√° conflitos quando julgamos o outro partindo do nosso ponto de vista. Empatia √© a capacidade de se colocar na perspectiva do outro para compreend√™-lo atrav√©s de seu universo de significados. N√£o apenas nos colocarmos no lugar do outro com a nossa vis√£o. Somente quando enxergamos atrav√©s dos olhos do outro √© poss√≠vel compreend√™-lo sem julg√°-lo. Quando estamos em um relacionamento amoroso, devemos evitar a vontade de julgar o outro. O amor √© compreensivo, √© paciente e espera o outro se entender com seus conflitos internos, medos, rejei√ß√Ķes alimentadas durante toda uma vida e tantas outras coisas t√£o √≠ntimas que mal conseguimos perceber racionalmente. Mas o amor sabe e est√° l√° apoiandomesmo que em sil√™ncio. Quando √© verdadeiro h√° entrega, dedica√ß√£o e compreens√£o. Atravessa desafios de m√£os dadas e n√£o solta. √Č dif√≠cil amar quando somos julgados, contrariados, desafiados, corrigidos. Quando isso acontece, sentimos medo, inseguran√ßa, vergonha. Nosso orgulho √© atingido e nossa primeira rea√ß√£o √© atacar, falar sobre as sombras do outro. Assim os conflitos sempre estar√£o em c√≠rculos, sem solu√ß√Ķes. √Č preciso ter cuidado para avaliar se o que julgamos no outro √© dele realmente ou √© uma parte nossa projetada, uma fantasia ou um medo irreal. Isso se torna poss√≠vel a partir do momento em que eu me conhe√ßo bem o suficiente para perceber que quem julga √© meu Ego, minha parte humana que sofre, que tem medo e que cria fantasias. Quando vejo e julgo o outro com meus olhos, a partir do meu ponto de vista, acabo sobrecarregando-o com as minhas suposi√ß√Ķes, fantasias e proje√ß√Ķes da minha pr√≥pria realidade. √Č necess√°rio desapegar dos meus pr√≥prios referenciais para entender o outro. A intoler√Ęncia humana com seus semelhantes acontece pela falta de amor. O amor n√£o √© f√°cil e as pessoas est√£o desistindo umas das outras com muita facilidade. √Č preciso entender que o amor se consolida nas dificuldades quando h√° toler√Ęncia, parceria e cumplicidade. Um relacionamento pode n√£o ser sempre f√°cil nem agrad√°vel, mas, quando conhecemos as sombras e as debilidades do outro, seus medos, suas manias, suas peculiaridades e ainda assim queremos estar com essa pessoa, a√≠ ent√£o o amor foi encontrado, mas tem que ser rec√≠proco. √Č preciso querer estar em um relacionamento. √Č preciso querer e estar disposto a olhar para si e buscar melhorar sempre. Os problemas sempre existir√£o e √© preciso resistir √† tenta√ß√£o, quando as coisas v√£o mal, de pensar que em outro relacionamento estaria melhor. Com certeza voc√™ n√£o teria esses problemas, mas certamente teria outros. Lembre-se, o amor pr√≥prio √© o que primeiro tem que existir. Dedique-se ao amor que vale a pena, que √© reciproco, que tem futuro. Quando n√£o √© assim, n√£o √© amor.

  • Manifesta√ß√£o provocada pela falta de confian√ßa no sentimento do outro. Medo de perder a pessoa amada. Se h√° medo de perder n√£o h√° certeza de que se √© bom o suficiente para que algu√©m sinta amor e queira ficar apenas com voc√™. E estar em um relacionamento em que n√£o se tem certeza de que se √© amado e admirado n√£o faz sentido. Para que existe o casamento? Para que duas pessoas que se amam e que se importam uma com a outra possam dividir a vida se apoiando mutuamente e crescendo juntas. Assim os dois tornam-se pessoas melhores. N√£o √© para que uma seja obrigada a amar a outra e fazer o que a outra pessoa quer. A base do relacionamento amoroso saud√°vel √© admira√ß√£o, respeito e confian√ßa. Dividir a vida com algu√©m √©, ou deveria ser, parceria e n√£o cobran√ßa. Fidelidade √© compromisso com aquilo que se assume. √Č uma caracter√≠stica de quem √© leal, honesto e verdadeiro. Se no casamento foi acordado de que haveria fidelidade e que ningu√©m poderia manter rela√ß√Ķes sexuais com outra pessoa, ou que ningu√©m roubaria o dinheiro do outro, assim √©. N√£o precisa duvidar, apenas precisa resolver o problema caso isso aconte√ßa. A partir do momento que voc√™ sente ci√ļmes, est√° julgando o outro como desonesto. Ningu√©m gosta de ser julgado de algo que n√£o √© ou n√£o fez. Ci√ļme n√£o √© garantia de fidelidade.¬†A fidelidade tem que ser espont√Ęnea e n√£o obrigat√≥ria. Se voc√™ est√° em um relacionamento em que tem que se preocupar e controlar o que o outro faz, com quem o outro fala, ou para quem ele olha. Voc√™ n√£o est√° em um relacionamento, voc√™ est√° em uma coer√ß√£o. Ou se voc√™ est√° em um relacionamento em que √© controlado pelo outro isso √© coer√ß√£o. Isso √© medo. Coer√ß√£o: o ato de induzir, pressionar ou compelir algu√©m a fazer algo pela for√ßa, intimida√ß√£o ou amea√ßa. (wikip√©dia) Saber que o outro est√° ao seu lado e se comportando como voc√™ deseja porque est√° com medo, definitivamente n√£o √© um relacionamento saud√°vel. A vida fica mais f√°cil em dupla, mas s√≥ quando h√° respeito e confian√ßa, e para haver isso, primeiro tem que ter admira√ß√£o. Ao inv√©s de sentir ci√ļmes, porque voc√™ n√£o se dedica a ser uma pessoa admir√°vel? A pessoa que todos gostariam de ter por perto. Imponha respeito e n√£o obrigue ao outro te respeitar. Ci√ļmes, como todo o medo, n√£o passa de uma fantasia que n√£o existe. √Č apenas medo da dor que voc√™ sentiria se descobrisse que a pessoa que est√° ao seu lado est√° mais feliz estando com outra pessoa do que com voc√™. E quando isso acontece o sentimento que surge √© raiva, ou tristeza, ou m√°goa e n√£o ci√ļmes. Mas se voc√™ ama algu√©m, voc√™ quer o melhor para essa pessoa n√£o √©? Quer ver ela feliz? E se o melhor pra ela n√£o for ficar ao seu lado? O ci√ļme n√£o tem nada a ver com o amor. O ci√ļme √© a falta de amor pr√≥prio. Todos n√≥s estamos aptos a errar. Se houver em algum momento uma decep√ß√£o com a pessoa amada, se houver mentiras, da√≠ ent√£o √© o momento de resolver o que vai fazer. Para que ficar sofrendo com suposi√ß√Ķes? Ci√ļmes √© mais terr√≠vel para um relacionamento do que um amante.

  • As pessoas s√£o muito parecidas uma com as outras. Todos n√≥s sofremos pelas mesmas causas e temos alegrias muito parecidas. Dentro de uma normalidade, o que nos faz bem e o que nos faz mal s√£o as mesmas coisas. Intimamente sabemos o que o outro sente, pois sentimos da mesma forma. Tentamos de todo jeito disfar√ßar e nos fazer de ‚Äúdur√Ķes‚ÄĚ, inabal√°veis e indestrut√≠veis, evolu√≠dos, mas √© tudo fachada. Sentimos medo, muito medo. E quanto mais dur√Ķes parecemos √© por que mais medo sentimos. O ser humano √© fr√°gil. Todos. Somos o que h√° de mais fr√°gil em todo o planeta, o que mais precisa de cuidado e amor. Muito amor. √Č preciso tratar um outro Ser de uma forma muito delicada. Como se fosse algo t√£o¬†fr√°gil, que quebrasse √† m√≠nima press√£o. Pois somos assim. Somos e fingimos que n√£o. Somos puro amor e rejeitamos nossa natureza. E isso nos faz mal. N√£o existe uma √ļnica pessoa que n√£o fique feliz em saber que √© amada, admirada. Estamos todos em uma busca constante de amor, aprova√ß√£o e reconhecimento. E se consegu√≠ssemos deixar essas necessidades para tr√°s, ser√≠amos realmente felizes. Pessoas que agem mal, fazem o que fazem porque sentem¬†medo. Medo de n√£o ser amado, aceito, reconhecido ou respeitado. E numa tentativa torta de corrigir isso, prejudicam os outros. E isso causa dor, culpa, raiva e quanto pior fazem, pior s√£o tratados e pior se sentem e mais dif√≠cil de se sentirem amados. E mais coisas ruins fazem. E isso n√£o tem fim. Quando algu√©m for agressivo com voc√™, lembre-se, ele est√° sofrendo, de alguma forma est√° sentindo dor e medo. E por isso acha que atacar vai lhe proteger. Ele s√≥ est√° tentando se defender de uma amea√ßa imagin√°ria. Quantas pessoas voc√™ conhece que s√£o realmente conscientes, congruentes e buscam evoluir espiritualmente? Talvez delas voc√™ possa esperar um comportamento diferente. Mas de todas as outras, o comportamento √© sempre o mesmo. Pessoas atacando, ofendendo, humilhando, rebaixando ou sendo rudes com outras pessoas para tentar se sentir melhor. E elas se sentem melhor? N√£o. Elas est√£o frustradas, perdidas, depressivas, explosivas, sem a menor no√ß√£o de por que nasceram, qual o prop√≥sito de suas vidas. E cada vez mais vemos pessoas assim. Infelizmente. Percebe como estamos todos conectados? Nos afetamos mutuamente. Uma pessoa com medo pode ser agressiva com uma pessoa que est√° bem, mas ao ser atacado esse sentimento de bem estar se transforma em raiva e isso far√° com que ela ataque outra pessoa e esse ciclo se perpetua. O medo √© a raiz de todos os outros sentimentos. Quando sentimos raiva √© porque temos medo de estar inadequado, de n√£o ser aceito, de nossa ideia n√£o ser boa o suficiente ou porque a nossa realidade est√° de uma forma que n√£o gostamos . Quando sentimos culpa na verdade √© por medo de ter machucado algu√©m, de ter estragado alguma coisa boa e de n√£o ser bom o suficiente. A tristeza tamb√©m tem sua raiz no medo, um medo de n√£o ser amado, de n√£o ser merecedor. A ansiedade √© medo do futuro, de n√£o conseguir controlar o que est√° por vir. O desespero √© na verdade o medo de nada estar certo. E por a√≠ vai‚Ķ Mas o medo √© o sentimento que menos assumimos, √© considerado um sentimento infantil que n√£o pode ser expressado por adultos, principalmente homens. Mas se n√£o assumimos como podemos resolv√™-lo?

  • Ou voc√™ est√° envolvido em um relacionamento, ou n√£o est√°. Mas o que vemos hoje s√£o muitas pessoas envolvidas com o medo de estar em um relacionamento, e a consequ√™ncia disso √© a falta de comprometimento com o outro. Amores l√≠quidos, paix√Ķes r√°pidas e uma incompet√™ncia em lidar com os problemas que eventualmente o outro traz para nossa vida. Relacionar-se n√£o √© f√°cil. S√£o pessoas diferentes, que tiveram cria√ß√Ķes diferentes e t√™m ideias diferentes, mas querem estar juntas e fazer dar certo, formar uma parceria, uma fam√≠lia. Estar em um casamento √© confrontar-se com sua pr√≥pria sombra sem cair na tenta√ß√£o de culpar o outro pelos seus pr√≥prios problemas e inc√īmodos. √Č ter a chance de trabalhar suas debilidades, de aprender com as confronta√ß√Ķes, √© o exerc√≠cio de desenvolver seu poder pessoal sem se perder no outro. Viver uma vida compartilhada, por√©m, pr√≥pria. Realmente h√° uma facilidade amorosa atualmente, que dura o tempo necess√°rio para satisfazer uma car√™ncia, desejos, curiosidades. As pessoas tornaram-se, e aceitaram ser, descart√°veis. Em contra partida, ainda h√° casamentos bem est√°veis que mostram a for√ßa e consist√™ncia dos amores leg√≠timos. Pessoas comprometidas, que se responsabilizam para com o outro que suportam as satisfa√ß√Ķes e os dissabores inerentes a uma rela√ß√£o. Para os que desejam uma via a dois √© preciso estar em condi√ß√Ķes de estar em uma rela√ß√£o. Isso implica em ter uma boa autoestima, autoconfian√ßa, saber o que se quer, estar conciso dos pr√≥prios valores e das prioridades, ser capaz de discernir o car√°ter e os valores do outro, ter capacidade de focar a libido. E principalmente, saber ser completamente honesto para decidir se o outro √© ou n√£o uma pessoa que poder√° andar ao seu lado rumo ao sucesso e n√£o algu√©m que te atrapalhe ou que n√£o tor√ßa por voc√™. Parceria √© fundamental em um casamento, n√£o h√° espa√ßo para competi√ß√£o, picuinhas e falta de confian√ßa. Os pilares de uma boa rela√ß√£o √© Admira√ß√£o, Respeito, Confian√ßa. Apenas quando se tem esses¬†tr√™s sentimentos para com o outro √© poss√≠vel am√°-lo. E como h√° desencontros nesse percurso, quantas decep√ß√Ķes, sofrimento. E quando isso acontece √© o momento de decidir se voc√™ vai encarar de cabe√ßa erguida ou vai se converter √† ‚Äúesperteza‚ÄĚ dos que recolhem o afeto, se protegem de outro poss√≠vel sofrimento e entram para a turma dos que n√£o amam, apenas curtem. A √ļnica forma de se proteger de um sofrimento √© a honestidade, aceitar a verdade que sempre aparece e n√£o tomar decis√Ķes baseadas no apego, na car√™ncia ou em qualquer sentimento que n√£o seja o amor. ‚ÄúQuando a gente gosta √© claro que a gente cuida, Fala que me ama S√≥ que √© da boca pra fora Ou voc√™ me engana Ou n√£o est√° madura Onde est√° voc√™ agora?‚ÄĚ ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬†(Caetano Veloso ‚Äď Sozinho)

  • O desejo de todos n√≥s √© ser amado, aceito¬†e reconhecido, ¬†e constantemente tentamos ser o que achamos que devemos ser. Ironicamente,a vulnerabilidade que tentamos desesperadamente esconder pode ser a chave para relacionamentos bem sucedidos. ¬† ¬† ¬† ¬† ¬†¬†Vulnerabilidade¬†n√£o significa ser fraco ou submisso.¬†Pelo contr√°rio, √© preciso ter¬†coragem para assumir ser voc√™ mesmo, ser aut√™ntico e n√£o o que acha que os outros desejam.¬† ¬† ¬† ¬† ¬† ¬† Temos medo de ser vulner√°veis¬†e¬†aut√™nticos, por que temos¬†medo de que, se algu√©m descobrir quem realmente somos, nos rejeite.¬†Embora possamos tentar parecer perfeitos, fortes e¬†inteligentes, a fim de sermos aceitos e admirados pelas¬†pessoas, isso, muitas vezes, tem o efeito contr√°rio.¬†Percebemos quando o outro n√£o √© autentico, sentimos que h√° algo errado.¬† Por outro lado, quando as pessoas s√£o verdadeiras, n√£o s√≥ o bem-estar aumenta, mas tamb√©m seus relacionamentos melhoram. Expressar verbalmente nossos sentimentos¬†podem ajudar-nos a superar as emo√ß√Ķes mais r√°pido.¬†Quando nos permitimos ser completamente abertos e vulner√°veis, n√≥s nos beneficiamos. Somos atra√≠dos por pessoas reais e verdadeiras. Mas quem √© assim?¬†¬†Crian√ßas! A maioria das pessoas ama crian√ßas porque elas s√£o aut√™nticas, verdadeiras. Somos atra√≠dos por pessoas que vivem sem m√°scaras, e agem como¬†realmente s√£o, pois¬†sentimos um conforto intr√≠nseco na presen√ßa de autenticidade, mais ainda quando algu√©m que √© real e vulner√°vel nos d√° espa√ßo e permiss√£o para sermos assim tamb√©m.

  • N√£o h√° como negar, a trilogia √© um grande sucesso. Com mais de quarenta milh√Ķes de c√≥pias vendidas em trinta e sete pa√≠ses, o primeiro livro se torna filme e praticamente todas as pessoas que ouviram falar da hist√≥ria, t√™m uma opini√£o forte sobre o assunto, seja positiva ou negativa. Homens e mulheres d√£o declara√ß√Ķes efusivas sobre Christian Grey. Um homem que amarra, bate, faz contratos sobre seus comportamentos sexuais, oferece dores f√≠sicas como prazer. Por√©m, oferece um mundo luxuoso, √© cuidadoso, preocupado, atencioso, generoso, lindo, sedutor, focado, empres√°rio bem sucedido, entre outras qualidades que ele apresenta. ‚ÄúFifty shades of Grey‚ÄĚ, a tradu√ß√£o correta seria, ‚ÄúAs cinquenta sombras de Grey‚ÄĚ. Carl ¬†Jung define sombra como: ‚Äúa coisa que uma pessoa n√£o tem desejo de ser‚ÄĚ. Segundo a Psicologia Anal√≠tica, a sombra √© a parte primitiva da natureza humana. Nela cont√™m todas aquelas atividades e desejos que podem ser considerados imorais e violentos, aqueles que a sociedade, e at√© n√≥s mesmos, n√£o queremos e podemos aceitar. Ela nos leva a ter comportamentos que normalmente n√£o nos permitir√≠amos ter. Todos os seres humanos carregam uma sombra, e quanto menos ela est√° incorporada na vida consciente do sujeito, mais negra e densa ela √©. Ou seja, quanto mais a pessoa ignorar sua parte sombria, pior a sombra ficar√°. Se um aspecto da sombra √© consciente, sempre se tem a oportunidade de corrigi-la. Por√©m se for reprimida, jamais ser√° corrigida e pode irromper subitamente em um momento de inconsci√™ncia.   "Todo mundo carrega uma¬†sombra, e quanto menos ela est√° incorporada na vida consciente do indiv√≠duo, mais negra e densa ela √©"¬†(Jung)¬† ¬† As sombras de Christian Grey s√£o seus desejos em¬†causar dor, causar humilha√ß√£o, ser s√°dico. E ele consegue incorporar sua sombra em sua personalidade, dando vaz√£o a ela quando √© permitido, sem nenhum tipo de descontrole. J√° quem tenta a todo custo esconder e rejeitar essa sombra, acabam por ter comportamentos violentos e descontrolados em algum momento da vida. ¬†... Conversando com uma grande amiga, ela me mostrou seu ponto de vista sobre o motivo do filme ter feito tanto sucesso entre as mulheres. Muitas mulheres est√£o adormecidas, vivem sem um prop√≥sito, sem ser aut√™ntica com suas vontades, em um relacionamento morno. Muitas sofrem de ‚Äúdesinteresse pela pr√≥pria vida‚ÄĚ. E quando uma chicotada acontece, acorda esse corpo. Ela passa a sentir. Sente dor, mas sente. Sente-se viva, desperta. A dor acorda um corpo adormecido. Ela volta a vida.   O que causa revolta em alguns √© que se trata de um romance sadomasoquista e machista. Est√°vamos acostumados com protagonistas fortes, independentes, autossuficientes. E Anast√°cia nos aparece fr√°gil, t√≠mida, virgem, submissa. Como a maioria das mulheres, por isso tanta identifica√ß√£o. √Č muito bonito a mulher se apresentar como forte, inabal√°vel, independente, autossuficiente, batalhadora, multitarefas, e tudo aquilo que as feministas querem que as mulheres sejam, mas ser√° que elas realmente sentem-se bem assim? Mas a mulher que n√£o deseja ser assim √© expulsa do clube das mulheres incr√≠veis, √© julgada pelas amigas e sente vergonha em ser diferente. Por isso ningu√©m se assume como fr√°gil, carente, insegura, submissa. E ent√£o um livro desses vira um dos livros mais vendidos da hist√≥ria. √Č porque tem alguma coisa de errado. Anast√°sia Steele representa o arqu√©tipo da mulher comum, Ela √© uma jovem de classe m√©dia, t√≠mida, desajeitada, tem autoestima baixa e √© virgem. √Č estudiosa, inteligente sem ser genial, gosta de livros cl√°ssicos, √© sagaz, bonita, mas n√£o exuberante, √© teimosa, mas tamb√©m submissa. Sente-se levemente ofuscada por sua amiga. Ela √© a mulher com quem a maioria das mulheres pode se identificar. O que eu vejo √© uma troca de interesses em que ambos est√£o bem conscientes do que acontece. E qual relacionamento n√£o √© uma troca? Qual n√£o causa dor? Quando nos relacionamos com algu√©m, fazemos um balan√ßo dos pr√≥s e contra que a pessoa traz consigo. Avaliamos o custo benef√≠cio da rela√ß√£o e decidimos ficar ou n√£o. Ouvi muita gente dizer que a personagem Anast√°cia era muito jovem e foi manipulada. √Č t√£o f√°cil n√£o assumir a responsabilidade sobre a pr√≥pria vida e culpar o outro, n√£o √©? √Č muito bom ter quem culpar quando as coisas n√£o d√£o certo. N√£o sentimos culpa, e nos acomodamos. E assim vivemos uma vida que n√£o queremos e culpamos o outro por isso. Christian Grey representa o arqu√©tipo do homem perfeito. Ele √© bonito, alto, empres√°rio multibilion√°rio, extremamente bem sucedido, competente, trabalhador, culto, inteligente, educado, cort√™s, misterioso, com segredos importantes a serem desvendadas, uma inf√Ęncia sofrida e uma vida para ser salva. N√£o vejo o que acontece como abuso, nem manipula√ß√£o, pois √© consensual. H√° regras bem claras que podem ser aceitas ou n√£o. E Anast√°cia pede para que tudo aquilo aconte√ßa. Pede para sentir dor. T√£o parecido com mulheres que s√£o tra√≠das e pedem para o parceiro relatar nos m√≠nimos detalhes tudo o que aconteceu... Isso tamb√©m √© pedir para sentir dor. Ou mulheres que insistem em um relacionamento falido, isso √© querer sentir dor. Ou ent√£o querer saber dos detalhes da vida de um ex namorado. Estamos sempre procurando a dor, de uma forma ou de outra. A trama est√° longe de ser um relacionamento saud√°vel, mas cada um sabe das suas sombras e seus impulsos. Cada um escolhe o relacionamento em que quer estar. E quem nunca procurou sentiu dor em um relacionamento que atire a primeira pedra.

  •   Voc√™ j√° se perguntou se deseja para voc√™ o mesmo que deseja para as outras pessoas? E o que desejamos para as pessoas que amamos, principalmente em datas especiais como anivers√°rio e Ano Novo? SA√öDE SUCESSO PAZ FELICIDADE AMOR PROSPERIDADE ALEGRIA ... Tenho certeza de que voc√™ tamb√©m quer tudo isso para a sua vida, n√£o √©?! Mas... como conseguir? Para ter tudo isso que desejamos para os outros √© necess√°rio primeiro ter algumas coisas bem desenvolvidas:   AUTO CONHECIMENTO Quando aprendemos a nos conhecer, vivemos em verdade. AUTO JULGAMENTO Voc√™ √© aquilo que credita ser. AUTO AVALIA√á√ÉO Ao sentir-se desvalorizado e rejeitado, come√ßa¬†a ter¬†problemas. AUTO ACEITA√á√ÉO A atitude consigo mesmo e o apre√ßo por seu pr√≥prio valor, desempenha um papel de extrema import√Ęncia em sua qualidade de vida. AUTO RESPEITO Ningu√©m pode nos fazer sentir aquilo que n√£o permitimos. AUTO ESTIMA S√≥ podemos amar algu√©m quando primeiro amamos a n√≥s mesmos. Se estiver dif√≠cil desenvolver todas essas caracter√≠sticas, pe√ßa ajuda, fa√ßa terapia.

  • O filme conta a hist√≥ria de Elizabeth (Julia Roberts) que, para descobrir seu equil√≠brio, parte para uma viagem geogr√°fica e espiritual de autoconhecimento. A trama aborda de maneira direta a experi√™ncia de uma mulher que resolve, ap√≥s algumas experi√™ncias amorosas frustradas e um div√≥rcio, iniciar uma grande viagem para a It√°lia,¬†√ćndia¬†e Indon√©sia, durante um ano. Essa viagem √© tanto geogr√°fica quanto interna em busca de se descobrir naqueles mecanismos de repeti√ß√£o. Um bom tema nos tempos de amores l√≠quidos (n√£o mais s√≥lidos), rela√ß√Ķes¬†fast food, solid√£o compartilhada, medo do sofrimento amoroso e evita√ß√£o de relacionamentos s√©rios. Esse filme nos da uma bela oportunidade de proje√ß√£o, quem nunca pensou em largar tudo depois de uma desilus√£o amorosa? Pode ser chamado de filme de autoajuda. D√° para ter bons¬†insights¬†atrav√©s dele. A hist√≥ria come√ßa com uma met√°fora, mostrando a complexidade do psiquismo humano.¬†Somos seres conflitantes que estamos fadados √† neurose. Mesmo nas situa√ß√Ķes mais adversas, questionamos sempre os mesmos fatos. A fantasia do casamento ideal √© universal e √© o ponto de partida do filme. O relacionamento, que antes parecia perfeito, come√ßa a sentir os primeiros abalos. A ang√ļstia sentida por ela √© t√£o forte que a faz rezar muito em busca de respostas. Ela ent√£o decide terminar um relacionamento carente de comunica√ß√£o. Liz come√ßa sua viagem pela It√°lia. L√° ela tampa alguns buracos com boa comida, engorda alguns quilos mas n√£o se preocupa com isso. Depois ela vai para a √ćndia, onde a religi√£o e as filosofias de vida orientais s√£o ferramentas para auxilia-la a encontrar o perd√£o. O perd√£o por n√£o ter conseguido levar um casamento at√© o fim de sua vida, por n√£o ter dado certo em nenhum de seus relacionamentos, por ser uma mulher de 36 anos e ainda n√£o ser bem resolvida‚Ķ Perd√£o para finalmente poder seguir em frente. Quando ela parece preparada para uma nova etapa de sua vida, vai para a Indon√©sia, tem um choque cultural e v√™ o que realmente importa. O AMOR. L√° ela conhece Felipe, um brasileiro muito bem interpretado por¬†Javier Bardem, que tem um jeito¬†latino caliente, sedutor com uma malandragem irresist√≠vel de brasileiro. Eles vivem um amor pleno, uma paix√£o quase adolescente que os amedronta. ‚ÄĚ Sofrer por medo de sofrer‚ÄĚ nunca entenderei isso nas pessoas‚Ķ Ele tamb√©m tem problemas de relacionamentos. O tema abordado na hist√≥ria dele √© como os homens est√£o se sentindo perdidos com o fato de as mulheres se tornarem t√£o independentes e¬†autossuficientes, realmente parece que o homens e mulheres n√£o sabem mais qual seu papel um na vida do outro e no mundo, isso torna as coisas um pouco confusas. O filme √© √≥timo, junto com ela nos identificamos em v√°rias cenas e di√°logos, t√£o parecidos com hist√≥rias, momentos ou pensamentos de nossas vidas. √Č bom sair do padr√£o para entender e encarar quem realmente somos.

  • Her √© um filme cativante, nos leva a refletir sobre o futuro que queremos ter, uma bela catarse. Apesar de o filme ser fic√ß√£o futurista, pensamos que tudo aquilo √© real, e poss√≠vel. Um dos filmes mais psicol√≥gicos dos √ļltimos tempos. E como todo filme psicol√≥gico, tem um tempo pr√≥prio, diferente dos outros filmes. T√™m pausas estrat√©gicas, respira√ß√Ķes, pensamentos. Quase sentimos o que Theodore sente. √Č uma √≥tima mistura de romance com fic√ß√£o cientifica que deu muito certo e rendeu uma indica√ß√£o de melhor filme, melhor roteiro original, melhor trilha sonora, melhor can√ß√£o original e melhor dire√ß√£o de arte, ao Oscar de 2014, vencendo o de Melhor Roteiro. Foi escrito, dirigido e produzido por Spike Jonze, ele diz que teve a ideia de produzir o filme quando leu um artigo online sobre Cleverbot, um programa de computador que tenta simular um ser humano na conversa√ß√£o com as pessoas. O objetivo √© responder as perguntas de tal forma que as pessoas tenham a impress√£o de estar conversando com outra pessoa e n√£o com um programa de computador. O filme √© ambientado em uma Los Angeles do futuro, onde as rela√ß√Ķes humanas est√£o cada vez piores, as pessoas cada vez mais confusas, carentes e infelizes. O sexo est√° completamente banalizado e sem sentido. A hist√≥ria √© um convite para prestarmos aten√ß√£o ao caminho que estamos seguindo, √†s transforma√ß√Ķes que sofremos pelo avan√ßo da tecnologia combinado ao profundo vazio e falta de consci√™ncia. A sensa√ß√£o que d√° √© que realmente chegaremos a essa realidade em poucos anos, e se n√£o houver consci√™ncia, a depress√£o ser√° desenvolvida por 99,9% da popula√ß√£o mundial. Se pensarmos hoje, a tecnologia aproxima as pessoas desconhecidas e afastas as pr√≥ximas. √Č mais f√°cil conversar com quem n√£o se conhece, em uma sala de bate papo e fazer amizade, do que tomar um caf√© e conversar com um velho amigo. Qual ser√° o futuro disso? O filme demonstra a facilidade em que se torna √≠ntimo de qualquer pessoa. Entra em uma sala de bate papo, come√ßa a conversar com algu√©m, faz um sexo virtual bizarro, sem medo de ser julgado, pois n√£o se conhece quem est√° do outro lado, e depois vai embora. Sem julgamentos, sem apego, sem corpo f√≠sico. O filme nos conta a historia de Theodore Twombly (Joaquin Phoenix), um homem solit√°rio, melanc√≥lico, funcion√°rio do ‚ÄúBeautiful Hand Written Letters‚ÄĚ, um site que envia lindas cartas manuscritas para seus clientes que n√£o sabem o que escrever, mas desejam agradar algu√©m com esse gesto. Ele acabou de se separar, est√° no processo de div√≥rcio nem um pouco superado. Sua vida segue no autom√°tico sem nenhuma alegria ou emo√ß√£o at√© ele comprar um novo sistema operacional (OS) para seu computador. Uma intelig√™ncia artificial que pensa, sente, tem crises de identidade, filosofa sobre a exist√™ncia. Interpreta o tom da voz, reconhece a personalidade de quem o usa, tem acesso a tudo que est√° na internet, principalmente tudo em rela√ß√£o ao usu√°rio. A voz do sistema pode ser feminina ou masculina, no caso foi de Samantha (Scarlett Johansson). Esse OS √© perfeito, cuida da vida da pessoa, serve de agenda, da concelhos, faz as melhores escolhas pela pessoa. √Č quase uma consci√™ncia. S√£o tantas fun√ß√Ķes que o usu√°rio se sente √≠ntimo do programa. Em termos psicol√≥gicos, o programa faz fun√ß√£o materna, paterna, amante, cuidador. Tantas quantas necess√°rias para se tornar a ‚Äúpessoa‚ÄĚ perfeita para cada usu√°rio. Se fosse uma pessoa real seria a sua alma g√™mea. S√≥ que n√£o √© uma pessoa e nem √© real. Por√©m eles se apaixonam e come√ßam a ter um relacionamento amoroso com direito a ci√ļmes, cobran√ßas, reclama√ß√Ķes, discuss√Ķes da rela√ß√£o e at√© sexo. Acredito que a mensagem principal do filme foi a ilus√£o. A capacidade do ser humano acreditar naquilo que quer acreditar e viver como se aquilo fosse verdade. Viver uma ilus√£o leva √† felicidade, mas toda ilus√£o pode acabar de uma hora para outra, e o que sobra? Apenas o que √© real. Uma ideia que surge √© a respeito do ego√≠smo do ser humano. Entrar em um relacionamento onde o outro n√£o tenha problemas, nem passado, nem fam√≠lia. Foi feito para mim e se dedica apenas √† mim a hora que eu quiser. Sabe tudo sobre mim e s√≥ fala sobre o que eu gosto, decide o que √© melhor para mim e facilita minha vida. √Č f√°cil se apaixonar e querer que isso seja real. Acredito que esse √© um dos fatores de por que os relacionamentos reais t√™m tantos problemas, existe em cada um, uma vontade inconsciente de ser o √ļnico, mais importante, na vida do amado e quando isso est√° longe de acontecer, come√ßam os conflitos. Por isso √© f√°cil se apaixonar pelo OS. Um ser que possui todas as caracter√≠sticas psicol√≥gicas de um ser humano, por√©m com um bot√£o de liga e desliga, ou seja, total poder sobre o outro, sobre o relacionamento, e a ilus√£o de que n√£o haver√° sofrimento. Acredito que o amor √© o sentimento mais dif√≠cil de entender, desenvolver e de se viver. Para muitas religi√Ķes, a √ļnica miss√£o do Ser Humano √© desenvolver o amor ao pr√≥ximo e a si mesmo. Um amor puro e incondicional. Por√©m, chegar nesse ponto de maturidade sem cair em armadilhas √© dif√≠cil, √© preciso dedicar-se a cada dia ser uma pessoa melhor e mais bem resolvida. Amor incondicional, amar o outro independente do que ele fa√ßa, ou seja. A ideia parece nobre, mas pode ser deturpada, sendo usada de desculpas por¬†quem est√° em um relacionamento toxico cheio de sofrimento. √Ȭ†necess√°rio ter amor pr√≥prio t√£o bem desenvolvido quanto o amor ao pr√≥ximo.

  • Hoje resolvi falar sobre um assunto que faz muito sucesso... O AMOR... Ah! O amor... Falar desse assunto todo mundo gosta, mas saber viver uma hist√≥ria de amor de um jeito ‚Äúcerto‚ÄĚ √© que n√£o t√ī vendo muito por a√≠. Infelizmente n√£o tem um guia de como se relacionar, paquerar, flertar, ficar, namorar, enfim, amar do jeito certo. Deveria ter, mas n√£o tem, ent√£o devemos usar todo o nosso bom senso e empatia (se colocando no lugar do outro, ou da outra). Vamos falar ent√£o sobre algumas regras que deveriam existir no universo feminino. De mulher para mulher mesmo. Porque n√£o tem ra√ßa mais unida do que os homens, mas quanto as mulheres, a coisa √© bem diferente. O cara da amiga √© dela e s√≥ dela. Todo mundo sabe que um homem acompanhado de uma mulher atraente √© bem mais interessante. E quanto mais voc√™ admira essa mulher, mais atraente o homem dela ficar√° para voc√™. √Č uma bobeira feminina, competi√ß√£o, guerra de egos. Ent√£o n√£o caia em armadilhas de adicionar o cara em todas as suas redes sociais, virar melhor amiga do cara e ter a cara de pau de dizer ‚Äúsomos s√≥ amigos‚ÄĚ. Controle-se e tenha classe. Perder uma amizade por causa de um carinha que acabou de conhecer realmente n√£o vale a pena. Ter uma boa amiga pode ser muito melhor do que viver uma historia de amor passageira. Mulheres respirem, esperem, analisem a situa√ß√£o e n√£o deixem os horm√īnios guiarem seus passos. Se voc√™ acabou de conhecer um cara, mesmo que esteja completamente apaixonada, ele n√£o precisa saber disso na primeira semana. Acho lindo quem diz que se joga de cabe√ßa em uma rela√ß√£o, que √© intensa, que vai sem medo... Mas sinto dizer que isso raramente da certo. Ent√£o de tempo ao tempo e tente viver um relacionamento equilibrado, onde nenhum ame muito mais que o outro, ou pelo menos aparente amar. ¬†N√£o imponha sua presen√ßa nem exija amor. Ou√ßam o que voc√™s dizem. J√° ouvi de muitos homens que as mulheres que eles est√£o ficando exigem muita aten√ß√£o, eles falam que elas dizem: ‚Äúse voc√™ gostasse mesmo de mim iria querer ficar comigo‚ÄĚ. Ent√£o quer dizer que se eles n√£o est√£o dando muita bola para voc√™s √© porque n√£o est√£o gostando tanto assim. O que faz com que essa frase nem precise ser dita. Se voc√™ pensa em cobrar alguma coisa de um homem, tipo, por que voc√™ n√£o quer passar nem uns dias comigo na praia, talvez seja porque ele realmente n√£o quer sua companhia. Aceite e v√° para o pr√≥ximo. Se relacionar com algu√©m n√£o √© t√£o f√°cil quanto parece ser em Hollywood. Voc√™ deve pensar que ama algu√©m apesar de... E n√£o por que... Amar algu√©m porque esse algu√©m te faz feliz √© a coisa mais f√°cil do mundo. Agora amar algu√©m apesar de todos os defeitos dele e todos os problemas que ele trouxe para a sua vida, te aproxima de um amor mais verdadeiro e sincero.

  • Final de ano √© uma √≥tima oportunidade de rever nossas escolhas e decidir o que queremos e o que n√£o queremos mais para n√≥s. A vida conjugal afeta completamente todas as outras √°reas da nossa vida, ent√£o se essa n√£o est√° boa, nada mais estar√°. Relacionamento deve ser leve, cheio de risos, gargalhadas, brincadeiras... Pois quando se est√° em um relacionamento denso, pesado, cheio de inseguran√ßa, nervosismo, gritaria, decep√ß√£o, raiva, m√°goa... N√£o √© amor. Pode ser apego, comodismo, necessidade, medo de mudan√ßa, qualquer coisa menos amor. E se n√£o h√° amor, n√£o h√° raz√£o para se estar junto a algu√©m... "N√£o deixe para amanh√£ quem voc√™ pode deixar hoje" (Sandy)   A vida √© curta Mas os sonhos n√£o s√£o Eu rio do passado Espero o futuro com a faca na m√£o Defino cada passo que dou Minhas escolhas revelam o que eu sou E eu escolho voc√™ com todos seus defeitos E esse jeito torto de ser Eu escolho voc√™, destino imperfeito Todo carne, osso e confus√£o Quem vive de princ√≠pios N√£o tem meios, nem fins Eu quebro as minhas leis Pois s√≥ assim elas pertencem a mim E eu que sempre fui da turma do talvez Me joguei sem paraquedas no sim E eu escolho voc√™ com todos seus defeitos E esse jeito torto de ser Eu escolho voc√™ destino imperfeito Todo carne, osso e confus√£o N√£o tem por que tentar se justificar Se foi meu cora√ß√£o que decidiu por mim Mas se a escolha fosse minha Eu escolheria voc√™ mesmo assim Eu escolho voc√™ com todos seus defeitos E esse jeito torto de ser Eu escolho voc√™, destino imperfeito Todo carne, osso, pele, boca e cora√ß√£o E eu escolho voc√™ com todos seus defeitos E esse jeito torto de ser Eu escolho voc√™, destino imperfeito Todo carne, osso e confus√£o Por Luiza Franco V√≠deo: Eu escolho voc√™ ¬†- CD SIM - Sandy

  • Quem nunca se manteve em um relacionamento falido s√≥ por falta de coragem de terminar? De enfrentar o mundo, de assumir para as pessoas que n√£o deu certo, de assumir para voc√™ mesma que fracassou. Quem nunca ensaiou um t√©rmino e na hora de falar n√£o conseguiu. Se deu mil desculpas para continuar. Se agarrou a motivos banais para n√£o por um ponto final. Uma pessoa que n√£o te inspira, n√£o te ajuda, n√£o te respeita, n√£o te valoriza...¬†√© uma pessoa que n√£o te ama! E porque estar ao lado de algu√©m que n√£o te ama? Se voc√™ est√° em um relacionamento que voc√™ diz que √© complicado, complicado est√° sua autoestima. Voc√™ tem o poder de escolher o que quer para a sua vida. N√£o deixe que o medo ou o orgulho decidam por voc√™. Homens quando est√£o a fim de voc√™ eles d√£o um jeito de estar junto a voc√™ o m√°ximo de tempo que conseguirem. Se n√£o √© assim √© por que ele n√£o est√° t√£o a fim de voc√™. Mulheres quando est√£o a fim de voc√™ v√£o cuidar de voc√™, se preocupar com voc√™ e querer te dar muito carinho. Se n√£o √© assim √© por que ela n√£o est√° t√£o a fim de voc√™. N√£o h√° nada de complicado em relacionamentos. O que complica √© a falta de coragem, falta de amor pr√≥prio, falta de confian√ßa em si mesmo, falta de atitude, o medo, a vergonha, as cren√ßas que voc√™ tem sobre relacionamentos... Inspire-se: Rugir Eu mordia minha l√≠ngua e prendia minha respira√ß√£o Tinha medo de virar o barco e fazer uma bagun√ßa Ent√£o eu sentava quieta, concordava educadamente Acho que esqueci que eu tinha uma escolha Deixei voc√™ me empurrar at√© o limite N√£o me levantava para nada, ent√£o eu ca√≠a por tudo Voc√™ me derrubou, mas me levantei J√° tirando a poeira Voc√™ ouve minha voz, voc√™ ouve aquele barulho Como um raio, vou fazer o seu ch√£o tremer Voc√™ me derrubou, mas me levantei Prepare-se, porque j√° cansei Eu vejo tudo, eu vejo agora Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Agora flutuo como uma borboleta Pico como uma abelha, ganhei minhas medalhas Comecei do zero, para me tornar minha pr√≥pria hero√≠na Voc√™ me derrubou, mas me levantei J√° tirando a poeira Voc√™ ouve minha voz, voc√™ ouve aquele barulho Como um raio, vou fazer o seu ch√£o tremer Voc√™ me derrubou, mas me levantei Prepare-se, porque j√° cansei Eu vejo tudo, eu vejo agora Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Rugir oh, rugir oh, rugir oh Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Roar - (Tradu√ß√£o) Katy Perry Por Luiza Franco

  • Sabe quando voc√™ come√ßa a sair com algu√©m, tudo vai bem, voc√™s est√£o se conhecendo, se entendendo, est√° tudo certo. A√≠ passa uma semana, 10 dias, tudo fluindo bem‚Ķ At√© que a ansiedade coloca tudo a perder. Um belo dia voc√™ olha para o poss√≠vel amor da sua vida e percebe que est√° apaixonada. N√£o quer mais viver sem... E √© nesse exato momento que vem aquela pergunta que pode acabar com tudo: ‚Äúser√° que ele est√° gostando assim de mim tamb√©m?‚ÄĚ E ent√£o come√ßa o medo, p√Ęnico e inseguran√ßa. Da√≠ voc√™ sente uma enorme necessidade em agradar e fazer tudo dar certo. O que antes era leveza, espontaneidade, divers√£o agora √© medo, rigidez, passos calculados... Voc√™ come√ßa a fazer tudo errado. E tudo isso sem nenhum motivo real. A√≠ o cara n√£o liga nem manda mensagem. Nada. E ent√£o ele marca alguma coisa com voc√™ e depois desmarca. Teve algum problema ser√≠ssimo, ou teve que visitar a m√£e, a av√≥ a tia, ou est√° exausto, ou dormiu e perdeu a hora, ou lembrou de outro compromisso, ou‚Ķ qualquer desculpa‚Ķ. Nesse est√°gio voc√™ sabe, mesmo n√£o querendo ver, que as coisas n√£o v√£o bem. Sente aquela inseguran√ßa e um imenso frio na barriga. Um dia sem o cara te procurar e voc√™ fica desesperada? A√≠ ele te chama para sair e voc√™ n√£o tem coragem de negar porque pensa que essa pode ser sua √ļltima oportunidade de conquista-lo? Ele some por dias e quando aparece voc√™ n√£o consegue falar n√£o? Quando voc√™ percebe, j√° se passaram semanas, meses e voc√™ ainda acredita que se n√£o sair com ele vai perder uma grande oportunidade? Voc√™ tem uma situa√ß√£o mais s√©ria para resolver, voc√™ com voc√™ mesma, seu amor pr√≥prio! E √© esse amor que deve ser o mais importante da sua vida‚Ķ At√© porque o cara que chegou agora, h√° um m√™s voc√™ nem sabia o nome! Eu acredito que essas situa√ß√Ķes n√£o passam de paix√Ķes, de conquistas do ego. E essas hist√≥rias acontecem na vida de todo mundo at√© o amor chegar! Por que quando o amor verdadeiro vem, ele simplesmente acontece, flui naturalmente. Os dois gostam igual, querem estar juntos. E os sentimentos v√£o brotando e amadurecendo e intensificando para ambos! Quando √© para ser n√£o tem dificuldade‚Ķ N√£o tem receita de como acertar no amor, mas... Calma! Quando a ansiedade ataca tudo parece definitivo e as oportunidades perdidas parecem grandes perdas... N√£o tenha pressa‚Ķ N√£o se afobe em encontra-lo, em responder mensagens, em querer faz√™-lo se apaixonar por voc√™. A ansiedade s√≥ atrapalha. Se obrigue a fazer suas coisas. Se ocupe. Recuse um convite com do√ßura. Leia um livro. Assista a um filme. Escolha uma s√©rie nova. Saia com as amigas. Tente se reconectar com voc√™. Com a mulher interessante que voc√™ √© que fez esse cara olhar para voc√™. O medo de perd√™-lo vai fazer voc√™ perd√™-lo! Se ele n√£o voltar a te chamar para sair, que pena, n√£o daria certo de qualquer jeito, melhor terminar antes de ficar mais envolvida e presa a um relacionamento ruim.

  •   Quando voc√™ trata uma pessoa com amor, n√£o espere um amor reciproco. A maioria das pessoas est√£o presas na busca pelo reconhecimento, aprova√ß√£o e aceita√ß√£o. Se voc√™ ama uma pessoa e a aceita como ela √© voc√™ interrompe essa busca e tira o sentido. Ela n√£o aceita que foi aceita, ela precisa provar que consegue conquistar o amor de algu√©m e toda luta exige esfor√ßo para ser valorizada. E por isso ama quem a trata mal, e quanto pior, melhor.¬†Assim a busca voltar a fazer sentido. E o sofrimento √© a recompensa. O refor√ßo intermitente, um pouco de aten√ß√£o que vem, n√£o se sabe quando, faz o vicio prevalecer sobre o amor.¬†E ent√£o n√£o era amor, era uma batalha do ego.   ¬†Luiza Franco

Receba GRATUITAMENTE a minha Newsletter para te inspirar a ter uma vida consciente!

Junte-se a v√°rias pessoas para receber dicas exclusivas direto da Luiza