• 28
    Oct
    Escrito por: Luiza Franco

    Freud acreditava que o ser humano é marcado por uma falta ocasionada desde o seu nascimento. A separação com o corpo materno causa uma grande angústia, uma sensação de que algo essencial foi perdido. Uma parte de si.  E é por essa sensação de falta, e a vontade de compensar isso, que todos passam a vida buscando por algo. Há um sofrimento por querer o que não se tem, mas quando se consegue, ainda continua a sofrer, porque o que houve foi a satisfação ilusória do desejo. A sensação de “Ter” pode dar uma ilusão de completude que é passageira, por isso vemos tantas pessoas possuídas pelo consumo e acumulo de coisas desnecessárias. Isso também acontece com os vícios e a

  • 12
    Oct
    Escrito por: Luiza Franco

    Por que você tem filhos? A resposta nem sempre é clara. Algumas pessoas não tem um bom motivo ou então dão uma justificativa egoísta como: para não me sentir sozinho na velhice, ter companhia, perpetuar meus genes, salvar meu casamento, construir um casamento, realizar sonhos que não consegui realizar, dar alegria para minha vida... Independente da resposta, as pessoas geralmente esperam ter uma super criança, bem educada, inteligente, divertida, bonita, que se destaque, melhor que as outras crianças e que dê orgulho. E os pais fazem de tudo para isso acontecer. Atualmente, quase todos os pais sofrem do mesmo mal, esse mal que acomete pais que trabalham o dia todo, que têm uma rotina estressante, que quando chegam em casa

  • 14
    Sep
    Escrito por: Luiza Franco

    Sabe quando você começa a sair com alguém, tudo vai bem, vocês estão se conhecendo, se entendendo, está tudo certo. Aí passa uma semana, 10 dias, tudo fluindo bem… Até que a ansiedade coloca tudo a perder. Um belo dia você olha para o possível amor da sua vida e percebe que está apaixonada. Não quer mais viver sem... E é nesse exato momento que vem aquela pergunta que pode acabar com tudo: “será que ele está gostando assim de mim também?” E então começa o medo, pânico e insegurança. Daí você sente uma enorme necessidade em agradar e fazer tudo dar certo. O que antes era leveza, espontaneidade, diversão agora é medo, rigidez, passos calculados... Você começa a fazer

  • 28
    Aug
    Escrito por: Luiza Franco

    Sonhar é um fenômeno natural para todas as pessoas,  mesmo que nem todos se lembrem do seu conteúdo. Esse assunto ainda é um mistério para a ciência, até o momento muito foi discutido, mas pouco concluído. O que pode se dizer é que os sonhos são resultados dos mesmos processos psicológicos que a imaginação, o sentimento e a memória. A psicologia analítica utiliza os sonhos como ferramenta de análise para compreensão do funcionamento psicológico do sujeito, pois este fornece informações a respeito do seu estado emocional atual. Tudo que é sonhado é conteúdo do inconsciente, pode ser a elaboração de algo difícil de lidar ou a compensação de um desejo, sonhar é uma forma de organização mental. Por meio da

  • 12
    Aug
    Escrito por: Luiza Franco

    Falar que alguém tem o temperamento forte, muitas vezes é tomado como um elogio confunde-se com personalidade forte, coisa bem diferente. Na verdade trata-se de uma crítica. Temperamento forte, geralmente é dito quando na verdade se quer dizer que uma pessoa é difícil de lidar, teimosa, orgulhosa, às vezes sem caráter. A maioria das pessoas que apresentam muitos problemas, sofrimento psicológico e emocional se encaixa no grupo das pessoas com temperamento muito forte, com alterações de humor também muito intensas. Pode ser chamado também de transtorno bipolar. Essa é uma disfunção psicológica muito antiga, mas muitas vezes os pacientes ficam sem tratamento por não ter um diagnóstico correto. A bipolaridade é um transtorno mental em que a pessoa não reage

  • 29
    Jul
    Escrito por: Luiza Franco

      As mulheres cada vez mais buscam seu lugar no mundo, estamos passando de donas de casa dedicada ao lar e aos filhos, para empresária, empreendedora, líder de grandes equipes. A cada ano, nós mulheres, tentamos mostrar nosso valor, procuramos reconhecimento e equilíbrio para manter uma carreira e uma família bem estruturada. Depois que grandes empresas assimilaram os benefícios gerados na diversificação dos gêneros, e que a sensibilidade e delicadeza não são mais sinônimos de fraqueza, as mulheres não precisam mais desempenhar um modelo de gestão masculino para serem bem aceitas. Essa nova realidade, além de nos proporcionar orgulho, também nos dá a visão da importância de ser mulher, do poder de influência que temos para a estruturação de um

  • 24
    Jul
    Escrito por: Luiza Franco

      Quando você trata uma pessoa com amor, não espere um amor reciproco. A maioria das pessoas estão presas na busca pelo reconhecimento, aprovação e aceitação. Se você ama uma pessoa e a aceita como ela é você interrompe essa busca e tira o sentido. Ela não aceita que foi aceita, ela precisa provar que consegue conquistar o amor de alguém e toda luta exige esforço para ser valorizada. E por isso ama quem a trata mal, e quanto pior, melhor. Assim a busca voltar a fazer sentido. E o sofrimento é a recompensa. O reforço intermitente, um pouco de atenção que vem, não se sabe quando, faz o vicio prevalecer sobre o amor. E então não era amor, era uma batalha