HOME  /   BLOG

AUTOCONHECIMENTO

Autoconhecimento é a capacidade de saber quem realmente somos. Conhecer-nos tão bem a ponto de dizer, com certeza, quais são nossos pontos fortes e no que precisamos melhorar, entre outras coisas.

E por que isso é tão importante? É simples, para ter uma vida mais saudável e com mais sucesso e felicidade. No final das contas, todos nós queremos ser feliz. E se existe um caminho para a felicidade, esse caminho é o autoconhecimento.  

Quem se conhece bem, não se magoa quando recebe uma critica, não tem crises existenciais, não sente medo do desconhecido, não coloca a responsabilidade do próprio sucesso ou do fracasso nas mãos de outras pessoas. Define mais fácil o que quer, sabe dos dons que possui e não fica se comparando aos outros, vai lá e vive a própria vida, sem se preocupar muito com o que as pessoas podem pensar ou dizer a seu respeito.

Mesmo que a gente se mantenha sempre em movimento, aprendendo, evoluindo ou regredindo. Mudando de opiniões de acordo com as nossas experiências. Mesmo não sendo a mesma pessoa de 10 anos atrás, nossa essência não muda. Nossa personalidade não muda. O que muda é nossa percepção e nossas ações. Por isso o autoconhecimento é possível e essencial para uma vida plena.

Mas como adquirir autoconhecimento? De várias formas e mais fácil do que você imagina… Se observando.  

Reflita sobre a vida, você pode descobrir coisas muito interessantes sobre você mesmo. Saia do piloto automático e comece a se perceber a cada instante. Viva no presente.

O que você gosta de fazer? O que te dá prazer? O que te motiva? Ou o que te deprime? Qual o tipo de personalidade tem seus amigos?

Todas essas perguntas tem a mesma raiz: com o que você se identifica.

Identificação é tudo aquilo de que você gosta simplesmente por gostar.  Algo dentro de você “reconhece” aquilo e é por isso que você simplesmente gosta.

A identificação pode estar ligada a algum traço da sua personalidade, a um sentimento, a uma memória… E é descobrindo qual é essa relação que você pode chegar a uma profunda e reveladora reflexão de autoconhecimento.

E isso acontece não só com coisas positivas. Quando alguém fala algo de negativo sobre você, e você tem uma reação exagerada de raiva, mágoa ou tristeza, uma parte de você se identificou (concordou) com aquilo que foi dito. Se não fosse assim, você acharia que a pessoa é louca ou está inventando coisas absurdas a seu respeito e não se abalaria com isso.

Fique tranquilo, a identificação não acontece de forma obvia e direta. Se você gosta do seriado Dexter não quer dizer necessariamente que você é psicopata e sádico. É preciso uma reflexão mais profunda, saber o que exatamente você gosta nas coisas, com o que se identifica, o que admira, qual a fantasia pessoal que cria.

Sinta-se curioso sobre você. Se observe, esteja presente em suas decisões, e aos poucos você irá se apaixonando por você mesmo. Sim, autoconhecimento está diretamente ligado à autoestima. Não se pode amar quem você não conhece. E caso não se goste de algum aspecto seu, o autoconhecimento te fará descobrir o que exatamente você não gosta, e assim poderá mudar isso.

Se quiser aprofundar nisso agora, peça para que 3 pessoas do seu convívio te fale 3 coisas que elas veem em você como ponto positivo e 3 coisas que elas percebem que seria bom você melhorar. Compare as respostas e perceba com o que você concorda. Ou então faça terapia.

Receba GRATUITAMENTE a minha Newsletter para te inspirar a ter uma vida consciente!

Junte-se a várias pessoas para receber dicas exclusivas direto da Luiza