HOME  /   BLOG

É preciso desacelerar

Em um mundo com tantas urgências, o que realmente é importante? Onde está sua atenção? Você lê muitos jornais, participa de muitos grupos de whatsapp, se interessa por vários assuntos, tem pressa pra ser feliz, bem sucedido e admirado? Mas o que você realmente quer?

Nos preocupamos em estar conectados, atualizados, interessados. Temos pressa. Pressa para dar certo, pressa para ter sucesso, pressa só por estar com pressa.

Estamos nos questionando sobre fast food, pois queremos uma vida mais saudável, menos cancerígena, com uma população com menores índices de obesidade. Nos revoltamos com o fast fashion, pois queremos uma moda mais sustentável e durável, sem trabalho escravo e exploração infantil. Mas por que ainda não falamos em parar de viver uma fast life?

Até quando seremos acelerados? Quando as urgências vão diminuir? Se considerávamos o e-mail algo que nos fez acelerar, o que dizer do whatsapp? Não há mais tempo para refletir ou escrever de uma forma bonita, as respostas são rápidas, curtas e objetivas.

É preciso desacelerar, identificar o que é realmente urgente. Sentir o que o corpo está pedindo, respeitar nosso tempo, viver cada fase sem pressa. Não siga o ritmo que o mundo te impõe, sinta suas reais necessidades.

Não precisa provar para todos o quanto você é bem informado, não precisa assistir o que todos estão assistindo, não precisa falar sobre política só porque todos estão falando. Sinta suas reais necessidades, siga o fluxo que seu corpo pede.

Nesse mundo ultramoderno, globalizado, antenado e acelerado as pessoas estão consumindo mais ansiolíticos e antidepressivos do que em qualquer outra época. Será que não estamos fazendo alguma coisa de errado?

É preciso saber para onde se está indo, para onde se quer ir e principalmente, o que está sentindo.

Respeite-se, desacelere-se, do que você realmente precisa agora?

Receba GRATUITAMENTE a minha Newsletter para te inspirar a ter uma vida consciente!

Junte-se a várias pessoas para receber dicas exclusivas direto da Luiza