MOTIVAÇÃO

  • Muito tem se falado sobre o sagrado feminino e empoderamento feminino. Mas voc√™ sabe o que s√£o essas coisas e sabe como conquista-las? O empoderamento feminino √© se conectar com a ess√™ncia feminina e essa ess√™ncia est√° ligada ao divino, por isso sagrado. Todas as mulheres podem e conseguem sentir-se conectadas e empoderadas, mas n√£o s√£o todas que acreditam nesse poder ou que conhecem seus benef√≠cios. Uma mulher empoderada √© uma mulher livre e conectada com a sabedoria da vida, da natureza e dos antepassados. √Č uma mulher que conhece seus ciclos e os ciclos da natureza e tem a sensibilidade de perceber e respeitar os processos de outras pessoas. Para que uma mulher sinta-se empoderada ela precisa se conhecer, saber de suas fortalezas e debilidades, buscar corrigir seus erros e tornar-se cada vez melhor e mais s√°bia, para que assim inspire outras mulheres a acessarem seus potenciais e a se empoderarem tamb√©m. Uma mulher empoderada √© conectada, conhece sua miss√£o e a vive plenamente, n√£o se desvia e n√£o se perde em situa√ß√Ķes que n√£o trazem crescimento ou aprendizados. Ela sabe qual √© seu sonho e segue seu caminho at√© realiza-lo. Uma mulher empoderada aceita a imperman√™ncia da vida e suas revolu√ß√Ķes, ela tem a fluidez da √°gua para se readaptar aos imprevistos e fluir sem discutir com os aborrecimentos que ela n√£o pode mudar, ela busca aprender com eles, mesmo com os mais dolorosos. Ela n√£o culpa ningu√©m pelo que lhe acontece, sabe que √© respons√°vel pelo seu futuro. Uma mulher conectada com a sua ess√™ncia sabe o que lhe faz bem e consegue desapegar do que n√£o faz, pois n√£o sofre pelo apego, ela tem consci√™ncia de que o melhor a espera e n√£o sente medo de se soltar do que n√£o faz bem. Uma mulher empoderada tem o amor que acha que merece e n√£o aceita menos do que um √≥timo relacionamento. Ela busca crescimento, parceria e lealdade e assim tamb√©m entrega. Ela n√£o sente ci√ļmes, pois acredita que um homem ao seu lado ser√° muito feliz, mas caso n√£o esteja ela o deixa livre para ir. Ela admira, confia e respeita e assim tamb√©m quer ser tratada. Uma mulher empoderada √© livre para decidir o que quer e como se sente melhor, ela n√£o precisa provar nada para ningu√©m, pode assumir qualquer papel que quiser, desde dona de casa at√© l√≠der de grandes equipes em grandes empresas. E sabe que sua decis√£o n√£o √© baseada no medo e sim no amor. Uma mulher empoderada n√£o julga outras mulheres, pois n√£o se sente melhor do que elas, ela sabe que o julgamento √© uma armadilha do ego e que todas as mulheres est√£o nesse planeta para aprender, ensinar, desfrutar e cumprir sua miss√£o. Cada uma est√° em um momento de vida e t√™m hist√≥rias diferentes. Uma mulher empoderada n√£o tem medo de mudan√ßas, ela j√° aprendeu que at√© nos momentos dif√≠ceis √© poss√≠vel ver beleza, pois o mundo √© dual e somos n√≥s que escolhemos para que lado olhar. Ela sabe que criamos nossa realidade e que a gratid√£o √© a chave para uma vida abundante e que o medo √© uma cria√ß√£o do ego. Uma mulher empoderada tem autoconhecimento, conhece seus dons, talentos e qualidades, aprecia sua capacidade e confia em si mesma, sabe que tem √≥timas ferramentas para resolver qualquer situa√ß√£o que possa aparecer. Ela conhece seu valor e sabe o quando merece receber por dedicar seu tempo e seu conhecimento a um trabalho. Ela n√£o tem vergonha de come√ßar por baixo, mas precisa ver oportunidade de crescimento, ela √© ambiciosa, n√£o aceita nada menos do que merece e n√£o desiste at√© chegar onde quer. Ela n√£o compete, ela inspira e ensina a todos que querem aprender com ela. Ela √© paciente e entende que cada um vive um momento diferente. Ela reconhece o talento de todos e aproveita-os da melhor forma. Ela n√£o obriga ningu√©m a nada, ela ensina cada um a reconhecer suas pr√≥prias fortalezas. E o mais importante √© que uma mulher empoderada n√£o tem vergonha de mostra-se vulner√°vel, em pedir ajuda, em curar-se com outras mulheres e a assumir que n√£o sabe de tudo e sabe que n√£o precisa resolver tudo sozinha. Ela respeita seus ciclos e seus momentos de fraqueza. ¬†Permite-se sentir medo, inseguran√ßa e tristeza, respeita seus processos, mas n√£o dramatiza e n√£o culpa ningu√©m por situa√ß√Ķes que lhe acontece. Ela elabora, redesenha e segue grata por tudo que lhe acontece.

  • A vida nem sempre est√° como gostar√≠amos, e muitas vezes precisamos enfrentar desafios e situa√ß√Ķes assustadoras. Para que tudo d√™ certo √© preciso ter autoconfian√ßa e tranquilidade. Para ter autoconfian√ßa √© preciso ter poder pessoal, para ter poder pessoal √© preciso ter autoconhecimento e para ter autoconhecimento √© preciso, entre outras coisas, fazer terapia. Sim, os psic√≥logos n√£o tratam apenas de pessoas com transtornos mentais, tratamos pessoas que querem ter uma vida mais valiosa. Mas se voc√™ precisa agora de autoconfian√ßa, um truque r√°pido, que n√£o substitui a terapia, mas quebra um galho, √© a mudan√ßa da sua posi√ß√£o corporal. A linguagem corporal pode dizer muito sobre uma pessoa, √© uma forma de comunica√ß√£o inconsciente que tem muitos resultados e pode transmitir autoconfian√ßa mesmo que voc√™ n√£o se sinta assim t√£o confiante. Antes de passar por qualquer situa√ß√£o que te assuste, como falar em publico, fa√ßa a posi√ß√£o da Mulher Maravilha. Essa √© uma postura bastante usada por super her√≥is: fique em p√© com os p√©s em paralelo, um pouco afastados, alinhados com o seu ombro. Abra o peito colocando os ombros para tr√°s, deixe seu queixo um pouco inclinado para cima, olhe para frente ou para cima. Feche as m√£os em um soco e coloque-as na cintura. Sinta como seria se voc√™ fosse poderoso. Voc√™ pode imaginar essa sensa√ß√£o. Respire profundamente e lentamente. Pesquisas cient√≠ficas mostram que as¬†pessoas que utilizam essa t√©cnica t√™m resultados mais positivos do¬†que as¬†que n√£o fazem esse exerc√≠cio. A¬†linguagem corporal influencia a¬†forma como os¬†outros nos¬†veem e tamb√©m pode mudar a nossa percep√ß√£o de¬†n√≥s¬†mesmos.

  • √Č t√£o comum a gente falar, e ouvir, ‚Äúse cuida‚ÄĚ. Claro que a pessoa n√£o tem a intens√£o de dizer ‚Äún√£o fa√ßa nada est√ļpido‚ÄĚ, mas n√£o se sabe exatamente o que as pessoas querem dizer com essa ordem. N√≥s ainda n√£o descobrimos o que isso quer dizer, mas vamos te ensinar agora algumas formas de cuidar bem de si mesmo. √Č necess√°rio fazer algumas escolhas, renunciar algumas coisas, e sempre escolher com consci√™ncia, prevendo no que possivelmente suas escolhas v√£o resultar. PERMITA-SE FICAR EM PAZ Pode ser que voc√™ seja uma pessoa ativa e pense que ficar em paz significa ficar entediado, mas √© bem o contrario. Sentir paz √© estar com uma sensa√ß√£o de que tudo est√° perfeito do jeito que est√°, √© sentir seu corpo funcionando perfeitamente e sentir-se grato por aquele momento. DESCANSE √Č preciso equilibrar momentos de muito trabalho ou divers√£o, com momentos de descanso. Nosso corpo precisa desses momentos, nossa mente precisa descansar, desacelerar e relaxar. TENHA TEMPO PARA SI MESMO √Č muito legal ter boas companhias, mas a solid√£o √© extremamente necess√°ria em alguns momentos. Na d√ļvida, equilibre momentos com pessoas e momentos sozinho. Ficar sozinho em silencio, sem fazer nada, apenas ouvindo seus pensamentos, e planejando o que voc√™, apenas voc√™, quer fazer. E fazer as coisas que voc√™ deseja sem esperar uma companhia. SAIBA FAZER ESCOLHAS Voc√™ √© daquelas pessoas que respondem: ‚Äúescolhe voc√™‚ÄĚ quando algu√©m te pergunta: ‚Äúonde n√≥s vamos comer?‚ÄĚ ent√£o voc√™ precisa escolher mais. Sair da passividade e submiss√£o e colocar suas opini√Ķes e vontades sobre a mesa. SEJA CURIOSO Seja curioso como uma crian√ßa e prudente como um s√°bio. Perdemos muitas oportunidades na vida quando deixamos de ser curiosos e deixamos de aprender coisas novas. PRESTE ATEN√á√ÉO Seja uma pessoa atenta, viva mais no momento presente do que no futuro, ou no passado. D√™ aten√ß√£o para as pessoas, se interesse por elas ou ent√£o v√° embora. N√£o fique apenas de corpo presente. TENHA PACI√äNCIA E CALMA Eu sei que √© f√°cil falar, mas desenvolver a paci√™ncia √© poss√≠vel e n√£o √© t√£o dif√≠cil assim. Ser uma pessoa mais paciente envolve estar atento e consciente ao que te acontece, pensar no motivo pelo qual tal situa√ß√£o est√° acontecendo, saber que tudo tem seu tempo e que n√£o controlamos quase nada. TENHA PRIORIDADES Isso √© uma coisa que conseguimos controlar, nossas prioridades. √Č bom sermos fieis as nossas prioridades, mas para isso precisamos conhec√™-las. ¬†Imprevistos acontecem, mas quando voc√™ tem prioridades sua vida anda em um ritmo bacana e voc√™ consegue realizar v√°rias coisas que tem vontade. As pessoas passam a te respeitar mais e tamb√©m a te admirar. SEJA CONSCIENTE¬† Ter consci√™ncia √© a coisa mais importante que uma pessoa pode fazer na vida. Consci√™ncia sobre tudo o que voc√™ faz! Consci√™ncia financeira - saiba por que voc√™ gasta dinheiro com o que gasta. Consci√™ncia emocional - saiba por que voc√™ se relaciona com essas pessoas, porque voc√™ namora essa pessoa. ¬†Consci√™ncia de tempo ‚Äď porque voc√™ gasta seu tempo com isso? ACEITA QUE D√ďI MENOS N√£o temos controle sobre tudo, na verdade temos controle sobre poucas coisas e a vida √© impermanente, pensar nisso da medo, mas as coisas s√£o assim. Uma coisa √© hoje, amanh√£ pode n√£o ser mais. E isso faz com que a vida seja boa, as surpresas, os presentes que podemos receber a cada dia. Por isso √© importante seguir o que foi dito nos outros itens, assim voc√™ ter√° mais chances de ter uma vida boa.

  • Sabe aquelas pessoas que complicam tudo, invertem as coisas e sempre acham um motivo para discordar? Pois √©, elas est√£o por a√≠ e √†s vezes precisamos conviver com elas. Saiba que √© poss√≠vel chegar a¬†um¬†acordo at√© com as pessoas mais dif√≠ceis, mesmo quando os¬†pontos de¬†vista s√£o totalmente diferentes, os interesses s√£o incompat√≠veis e¬†a conversa parece n√£o fluir. Antes de¬†conversar com uma pessoa dif√≠cil, prepare-se e conhe√ßa a si mesmo. Fique em uma posi√ß√£o est√°vel e confort√°vel. Lembre-se de que seu corpo inteiro conversa. Comporte-se como um¬†adulto equilibrado e seguro: fale apenas o que for¬†importante para voc√™ e¬†do¬†que voc√™ tem certeza, para ter todos os argumentos que precisar. Mantenha um tom de voz baixo, seguro e constante. Nada pior do que demonstrar descontrole emocional. N√£o esque√ßa o motivo de estar nessa situa√ß√£o: por que est√° conversando com essa pessoa? N√£o fale mais do que o necess√°rio, n√£o precisa ser legal, e sim educado. Muitas vezes precisamos fazer coisas socialmente esperadas e assim conversar amigavelmente com algu√©m de que n√£o gostamos. Saiba que sempre h√°¬†uma chance de¬†que voc√™ seja provocado, manipulado ou de entrar em uma pol√™mica sem perceber. Por isso esteja atento a tudo. Se voc√™ precisar confrontar algu√©m e achar que pode dar em briga, pense que voc√™ est√° come√ßando esse di√°logo para resolver uma quest√£o, para melhorar a rela√ß√£o, para manter contato saud√°vel com essa pessoa, e n√£o para discutir e brigar. Um di√°logo n√£o √©¬†uma batalha verbal, √© uma ferramenta para sincronizar diferentes pontos de¬†vista. Ou√ßa o que o outro pensa e tente entender o que o faz pensar assim. At√© as piores pessoas t√™m um motivo para agir da forma como agem, e elas sempre acham que √© um bom motivo. Fale tudo o que precisa demonstrando que √© o seu ponto de vista, e n√£o uma acusa√ß√£o. Fale de como voc√™ se sente em rela√ß√£o ao fato e n√£o acuse somente. N√£o vamos agradar a todos. Algumas pessoas n√£o v√£o acreditar em¬†n√≥s, n√£o v√£o nos amar nem nos compreender e podem at√© nos odiar de gra√ßa. Avalie se vale a pena querer alguma coisa com essa pessoa, pois muitas vezes √© melhor que nos odeie e nos deixe em paz. Mas, se essa pessoa vale a pena, descubra os motivos de a pessoa n√£o acreditar ou gostar de voc√™, busque a raiz do problema, se coloque de forma humilde, n√£o demonstrando amea√ßa para que a pessoa n√£o precise se defender. Pe√ßa desculpas por alguma coisa que possa ter magoado a pessoa, exponha seus argumentos, abra seu cora√ß√£o sem medo. Se mesmo assim essa pessoa n√£o quiser voc√™ na vida dela, aceite e siga sua vida. Todo mundo erra, tem defeitos e se confunde de vez em quando, mas todos merecem respeito. Voc√™ n√£o pode agir conforme o comportamento dos outros, j√° que suas a√ß√Ķes devem depender dos seus valores e do seu car√°ter. Vai chegar um dia em que voc√™ tamb√©m agir√° de forma errada. Cada um tem um dicion√°rio pr√≥prio de acordo com as pr√≥prias experi√™ncias. N√≥s entendemos tudo o¬†que escutamos de¬†acordo com nossas experi√™ncias, tudo passa por um tradutor¬† pr√≥prio, as¬†frases, as a√ß√Ķes e at√© as n√£o a√ß√Ķes dos outros, tudo ser√° traduzido para a nossa linguagem pr√≥pria. E quanto mais uma pessoa sofreu, mais errada pode ser a interpreta√ß√£o dela, pois o dicion√°rio dela se chama medo, e tudo o que ela quer √© se proteger. As pessoas mais dif√≠ceis s√£o as mais fr√°geis. √Č melhor voc√™ expor seus sentimentos,¬†pensamentos e d√ļvidas de forma bem clara em¬†vez de¬†supor que o outro entender√° indiretas. Quando precisar conviver e conversar com pessoas agressivas, voc√™ n√£o pode levar tudo para o lado pessoal. Precisa saber se¬†retirar da¬†discuss√£o a¬†tempo.¬†Essas pessoas est√£o t√£o acostumadas ao sofrimento, a serem atacadas, que a primeira rea√ß√£o delas √© atacar. Elas v√£o procurar os¬†seus pontos mais vulner√°veis baseados nos delas, por isso nem sempre v√£o acertar, mas v√£o tentar, por isso √© bom voc√™ saber bem quais s√£o seus pontos fracos e se proteger. Esse tipo de pessoa suga energia, pois a energia delas √© bem baixa. Se puder, afaste-se de gente assim. Se uma conversa sair do controle, pare imediatamente, n√£o vale a pena discutir e ofender algu√©m s√≥ pelo prazer do momento, voc√™ pode se arrepender depois. Prefira conversar¬†quando os dois estiverem calmos.

  • √Č sempre bom lembrar, que nessa vida n√£o existe o certo e o errado, existem as consequ√™ncias das coisas que fazemos. Por isso julgamos que √© errado fazer coisas que possivelmente ter√£o consequ√™ncias dolorosas, e certas aquilo que tende a nos fazer bem. Mas em meio ao que √© certo e errado, √†s vezes acreditamos em cren√ßas familiares ou sociais e passamos a viver preso a regras ou no piloto autom√°tico e nem mesmo sabemos o porqu√™, n√£o refletimos para perceber se nos faz bem ou nos faz mal e apenas sofremos as consequ√™ncias dessas escolhas. N√≥s selecionamos algumas perguntas para te fazer refletir sobre seus atos e te libertar de algumas cren√ßas que n√£o ajudam em nada... ENT√ÉO PERGUNTE-SE: Se¬†a¬†felicidade fosse dinheiro, o que te¬†faria milion√°rio? Se a vida de todos durasse apenas 40 anos, o que voc√™ faria de diferente? Se acontecer um acidente e voc√™ precisasse ligar para algu√©m ir te buscar de carro, quem estaria dirigindo esse carro? O que voc√™ faz que te torna √ļnico? O que faz de diferente das outras pessoas? O que te impede de fazer aquilo que voc√™ sempre pensa em fazer, mas ainda n√£o fez? Em uma palavra, qual caracter√≠stica dos seus pais voc√™ mudaria? Voc√™ apresenta essa caracter√≠stica em algum momento? A pessoa por quem voc√™ est√° apaixonado ou em um relacionamento, seria digna de namorar a pessoa que voc√™ mais ama? O que, na sua vida, te faz se sentir agradecido? Os seus medos se transformaram em realidade? Hoje voc√™ vive ou tem alguma coisa que sonhou no passado? O que te fez sofrer h√° 5 anos te faz sofrer hoje ainda? Qual profiss√£o queria ter quando era crian√ßa? Voc√™ faz algo parecido hoje, nem que seja de hobbie? Se voc√™ ainda n√£o alcan√ßou o que quer, o que falta fazer? Se voc√™ ganhasse 1 milh√£o de reais, depois de viajar e comprar v√°rias coisas, no que voc√™ trabalharia? Com o que ocuparia seus dias? Voc√™ est√° vivendo ou existindo?

  • 1- PASSE SEU TEMPO COM PESSOAS CERTAS Na nossa jornada, encontraremos todos os tipos de pessoas, ent√£o chega um momento na vida que precisamos parar de agir por educa√ß√£o e come√ßar a agir por consci√™ncia. Para o nosso bem, devemos buscar conviver com as pessoas certas, que s√£o aquelas verdadeiras, que te inspiram e incentivam a ser algu√©m melhor, que s√£o s√°bias e sempre falam coisas construtivas. Pessoas divertidas, com um humor leve. N√≥s somos a uni√£o das cinco pessoas com que mais convivemos e inconscientemente passamos a agir como elas. Por isso, quanto mais convivemos com as pessoas certas, melhores nos tornamos. 2- ENFRENTE SEUS PROBLEMAS Voc√™ √© definido pelos seus problemas? Como voc√™ reage, resolve e se recupera dos problemas √© o que te define. Temos e teremos problemas na vida toda, ent√£o, quanto antes come√ßarmos a ter o h√°bito de enfrentar e resolver, menos motivos teremos para reclamar e, assim, estaremos¬† preparados para os pr√≥ximos problemas que vir√£o. 3- SEJA MAIS HONESTO COM VOC√ä MESMO Podemos enganar todo mundo, mas n√£o a n√≥s mesmos. Disfar√ßamos, inventamos desculpas, mas a verdade sempre vem cobrar a conta. Al√©m disso, quando n√£o somos honestos, temos a constante sensa√ß√£o de que tem alguma coisa de errado, uma leve intui√ß√£o apontando algo estranho. Seja honesto sobre o que est√° bem, sobre o que precisa ser mudado, sobre o que voc√™ quer alcan√ßar, quem voc√™ quer se tornar, quem voc√™ quer por perto. Seja honesto em todas as √°reas da sua vida, sempre, porque voc√™ √© a √ļnica pessoa que vai se beneficiar ou se prejudicar pelas suas decis√Ķes. N√≥s sempre sabemos qual √© a verdade da nossa alma, o que nos faz bem e o que n√£o faz. Ent√£o escute mais suas verdades e viva com congru√™ncia. 4- SEJA VOC√ä A PRIORIDADE DA SUA VIDA Isso n√£o √© ego√≠smo, √© amor pr√≥prio. Cada um √© respons√°vel pela pr√≥pria vida, n√£o devemos colocar sobre os outros as expectativas da nossa vida nem aceitar as expectativas dos outros sobre a gente. Podemos ajudar a quem precisa desde que a pr√≥pria pessoa esteja tamb√©m fazendo por ela, o que na maioria das vezes n√£o acontece. N√£o se sabote colocando algu√©m em primeiro lugar por que voc√™ n√£o quer olhar para a sua vida. Se valorize. Quando nossas necessidades s√£o atendidas, nos tornamos mais capazes de cuidar dos outros, pois assim estamos completos e transbordando. N√£o podemos doar o que nos falta. 5- VIVA NO PRESENTE O agora √© a √ļnica coisa real que temos. O passado n√£o pode ser mudado e o futuro pode n√£o chegar. O agora √© a vida! Quando voc√™ estiver triste pelo passado ou com medo do futuro, respire, apenas respire e preste aten√ß√£o no que est√° acontecendo agora. Tenha certeza de que tudo estar√° certo, desde que voc√™ tenha o h√°bito de ser honesto com voc√™ mesmo. A vida nos apresenta infinitas possibilidades todos os dias, comece a perceber isso.

  • O fim de um amor n√£o √© f√°cil para ningu√©m. Terminar o relacionamento pode ser uma das coisas mais dolorosas que vamos passar na vida, e n√£o s√≥ uma vez. Todos n√≥s podemos nos apaixonar ou perder um grande amor a qualquer momento. Relacionamentos duram anos, meses, dias, n√£o importa o tempo e sim a intensidade, de qualquer forma, sempre √© dif√≠cil aceitar a ruptura e continuar. Por isso, se voc√™ est√° vivendo esse drama, n√≥s sabemos o que voc√™ est√° sentindo e vamos te ajudar. Tenha certeza de que toda essa dor vai passar em menos de um ano. Mesmo que voc√™ esteja sofrendo muito, com dor at√© pra respirar, fique tranquilo que essa sensa√ß√£o vai passar. O mundo pode parecer um lugar ruim, as pessoas podem parecer m√°s, a sensa√ß√£o √© de que jamais ser√° feliz com algu√©m, mas calma, isso n√£o √© verdade. Voc√™ vai superar isso. Voc√™ tem todo o direito de chorar, reclamar, comer porcaria assistindo a uma com√©dia rom√Ęntica, mas chega uma hora em que o drama deve ir embora. Quando voc√™ se sentir um pouco melhor, abra-se para conhecer novas pessoas. Cuide de voc√™ Ningu√©m tem o direito de abalar sua autoestima, e isso pode ser mais perigoso do que voc√™ imagina. Voc√™ pode at√© n√£o se sentir bom o suficiente quando leva um fora, pode sentir que perdeu o controle e que ningu√©m te ama, mas isso tudo faz parte de uma fantasia criada por voc√™ mesmo. Quando levamos um p√© na bunda, √© normal procurar o erro em n√≥s, porque da√≠ resolvemos e tudo volta a ficar bem, mas na maioria das vezes o problema est√° com a outra pessoa ou com o momento de vida e maturidade de ambos. Se voc√™ n√£o se sente digno de um amor, fa√ßa alguma coisa para sentir, pois um dos pilares do amor √© a admira√ß√£o. Torne-se uma pessoa admir√°vel. Foco no futuro Eu sei que √© dif√≠cil, mas quando um relacionamento acaba, o melhor que podemos fazer √© olhar para frente. N√£o queira saber o que o ex est√° fazendo, isso s√≥ trar√° um sofrimento desnecess√°rio. Tamb√©m n√£o fique relembrando de todas as palavras que ele disse quando terminou para tentar descobrir o que deu errado no seu relacionamento. J√° acabou, o melhor a fazer agora √© aceitar. Nem todo mundo ser√° bom para voc√™ e voc√™ tamb√©m partir√° alguns cora√ß√Ķes ao longo da vida. A pessoa certa vai aparecer no momento certo Mas que momento certo √© esse? Ser√° quando voc√™ estiver inteira, sendo uma pessoa admir√°vel que motivar√° outras pessoas a serem como voc√™ √©. Nos apaixonamos por quem admiramos. E aceitamos o amor que achamos que merecemos, ent√£o, se voc√™ s√≥ est√° atraindo pessoas erradas, olhe para sua autoestima e comece a se tornar algu√©m melhor. Logo voc√™ estar√° apaixonada novamente e achar√° gra√ßa de tanto sofrimento do passado. Tudo o que acontece √© o melhor que poderia acontecer √Č bem melhor estar sozinha do que com algu√©m que n√£o te ama. √Äs vezes as pessoas n√£o se apaixonam por n√≥s e n√£o h√° nada de errado com a gente. Lembre-se dos maus momentos, do sofrimento que j√° existia quando estavam juntos. Agora voc√™ tem a chance de conhecer algu√©m que te ame e te trate como voc√™ merece. Use o sofrimento como aprendizagem Todas as pessoas s√£o professores, todos n√≥s ensinamos e aprendemos com os outros. N√£o existe sofrimento que n√£o traga um grande ensinamento. Busque aprender alguma coisa com o fim de um relacionamento.

  • Quando temos uma tarefa para cumprir, por mais tempo que a gente tenha, acabamos deixando sempre para a ultima hora, ou at√© adiando o prazo, mesmo que voc√™ j√° tenha prometido para voc√™ mesmo n√£o adiar mais as coisas, cumprir o que prometer e n√£o chegar mais atrasado, parece que o tempo voou e n√£o deu tempo de cumprir o combinado. N√£o se preocupe, isso acontece com a maioria das pessoas, e existem formas de contornar essa situa√ß√£o mudando alguns h√°bitos. 1- Conhe√ßa seus inimigos: Quando voc√™ pensa: ‚Äúainda tenho tempo, vou fazer isso depois‚ÄĚ, pode ter certeza de que voc√™ ir√° procrastinar. Tudo vai parecer bem mais interessante, um epis√≥dio atr√°s do outro da sua s√©rie favorita, uma mensagem no grupo e voc√™ se prende na conversa, uma espiadinha nas redes sociais n√£o parecem fazer mal, fazer aquela coisa rapidinho ali, e o tempo vai passando‚Ķ N√≥s adiamos ou atrasamos as coisas porque definimos nossas preferencias, e o que n√£o nos d√° tanta satisfa√ß√£o, vamos adiando. A nossa tend√™ncia √© fazer mais as coisas que nos d√£o prazer imediato. Outro motivo √© que temos medo do julgamento dos outros caso n√£o realizarmos o trabalho bem, √© mais f√°cil ir jogando pra frente. Tamb√©m n√£o temos muita no√ß√£o do tempo e da nossa capacidade, achamos que d√° para fazer mil coisas em uma hora, em uma tarde, em uma semana, e nos enrolamos mais do que o previsto. 2- N√£o tenha medo da rotina, ela √© nossa amiga, organize-se: Existe uma regra que se aplica para v√°rias pessoas, principalmente para as mulheres. Quanto mais coisas fazemos, mais coisas fazemos. Quanto menos coisas temos para fazer, menos coisas queremos fazer. Ou seja, sentimos mais pregui√ßa quando n√£o temos muito o que fazer do que quando estamos com a agenda cheia. Isso acontece porque quanto temos mil coisas para fazer n√≥s nos organizamos e quando n√£o temos nada, fazemos coisas que nos distraem. 3- Defina os prop√≥sitos: Deixamos de fazer as coisas quando n√£o vemos a import√Ęncia delas, ent√£o coloque prop√≥sitos para cada coisa que voc√™ fizer, assim ir√° se motivar para realizar o que precisar. 4 ‚Äď Estabele√ßa datas limite para si mesmo em cada etapa do trabalho: Divida o que voc√™ precisa fazer em etapas menores, assim parecer√° mais f√°cil, e defina datas limites para cada etapa, organize o processo e cumpra. 5 ‚Äď Elimine as distra√ß√Ķes: O que mais te distrai? Seu telefone? Ent√£o deixe ele longe, acostume-se a ficar longe do telefone e apenas atender liga√ß√Ķes, para o caso de ser algo importante. Ficar sem olhar as redes sociais por 3 horas seguidas n√£o mudar√° nada na sua vida, na verdade mudar√°, voc√™ conseguir√° ter mais tempo para o que realmente importa. Todos n√≥s sempre teremos coisas que n√£o gostamos de fazer, mas cumprir o que prometemos nos faz muito bem, temos nossa autoestima e poder pessoal aumentados e ficaremos satisfeitos, al√©m de ter muito mais conquistas na vida. Por isso, antes de come√ßar uma nova tarefa, motive-se: ‚ÄúPara que estou fazendo isto?‚ÄĚ. A resposta te far√° ser uma pessoa melhor? Ent√£o fa√ßa logo.

  • O dia dos namorados j√° passou, mas se voc√™ ainda quiser achar um amor ou cultivar o que voc√™ j√° tem, da uma olhada nessas dicas: Admira√ß√£o ‚Äď Um dos pilares que sustenta o relacionamento √© a admira√ß√£o, junto com o respeito e a confian√ßa. √Č preciso admirar algu√©m para am√°-lo. Ci√ļmes n√£o √© necess√°rio - N√£o caia naquela de que uma pitada de ci√ļmes √© bom porque n√£o √©. O ci√ļme nada mais √© do que escancarar para o mundo o quanto voc√™ √© inseguro e incoerente. Se para voc√™ a fidelidade √© importante ent√£o n√£o tem porque voc√™ querer ficar com uma pessoa que voc√™ acredita n√£o ser fiel certo? Brigar com algu√©m para que essa pessoa seja fiel tamb√©m n√£o faz sentido. Voc√™ confia ou n√£o em algu√©m. Algu√©m √© confi√°vel ou n√£o. Deixe as suas inseguran√ßas para tratar com seu terapeuta. Individualidade ‚Äď quando estamos apaixonados queremos passar o m√°ximo de tempo com a pessoa amada, mas √© muito importante manter nossa individualidade, sair com nossos amigos e continuar fazendo coisas que faz√≠amos quando est√°vamos solteiros, sempre com bom senso √© claro. Projetos pessoais ‚Äď a admira√ß√£o √© um dos pilares do amor e para manter-se admir√°vel e com a sua autoestima alta, e tamb√©m para n√£o sobrecarregar o outro, √© necess√°rio que voc√™ continue a ter seus pr√≥prios sonhos projetos e objetivos e tamb√©m que voc√™ os conquiste, dessa forma voc√™ se sentir√° realizado e ser√° uma pessoa interessante e admirada por quem te conhece e ser√° uma honra estar ao seu lado. Projetos juntos ‚Äď mesmo que seja necess√°rio ter projetos pessoais, esses projetos precisam combinar, ou seja, se o seu sonho √© ser rica e famosa e voc√™ realmente se dedica pra isso, mas o seu parceiro n√£o gosta de sair, de ter amigos e n√£o tem controle financeiro, infelizmente seu sonho ser√° prejudicado. √Č preciso comunica√ß√£o clara nesse momento e fazer projetos juntos para que um apoie o sonho do outro. Al√©m de projetos dos dois como, comprar uma casa, fazer uma viagem ou qualquer coisa que precise da dedica√ß√£o de ambos para acontecer. Reconhecimento verbalizado ‚Äď todo ser humano precisa ser amado, aceito e reconhecido para ser feliz, e √© t√£o bom quando esse reconhecimento vem da pessoa que a gente ama. Ent√£o n√£o basta admirar seu amor, √© preciso falar os pontos positivos que voc√™ admira e os comportamentos que voc√™ gosta de ver nele(a). Uma pitada de romantismo ‚Äď nem todo casal √© rom√Ęntico e isso n√£o √© nenhum problema, mas todo mundo gosta de carinho e demonstra√ß√£o de afeto. Os dois tem que ceder ‚Äď quando se est√° em um relacionamento n√£o se vive mais sozinho e isso parece √≥bvio, mas se o casal briga muito, provavelmente √© porque algu√©m n√£o quer ceder e insiste em ficar abra√ßado em seu orgulho. O orgulho nunca serve para nada e eu desafio algu√©m a me dizer um benef√≠cio dele. Ent√£o deixe seu orgulho de lado e escolha ser feliz ao inv√©s de ter raz√£o. Autoconhecimento ‚Äď √© importante para todas as pessoas em todas as situa√ß√Ķes. Voc√™ precisa se conhecer bem para saber que tipo de pessoa quer ao seu lado, que tipo de vida quer viver e quais s√£o seus valores e limites. Amor pr√≥prio ‚Äď se ame em primeiro lugar, n√£o se humilhe, n√£o fique em relacionamentos que n√£o se sinta respeitada (o), n√£o aceite menos do que algu√©m comprometido com voc√™ e com seus sonhos. N√£o pense que ficar√° sozinha (o) para sempre e que por isso deve aceitar qualquer um. Voc√™ tem que ser a pessoa mais importante da sua vida para voc√™.

  • Psic√≥logos t√™m que ler bastante e por isso eu selecionei os meus 20 livros de desenvolvimento humano preferidos e estou passando essa lista para voc√™s. Se voc√™ quiser se aprofundar, poder√° baixar meu Ebook, gratuitamente, em que fa√ßo um pequeno resumo de todos eles. Nesse E-book cont√©m ideias extra√≠das de livros motivacionais que incentivam as pessoas a pensarem al√©m de seu ponto de vista, ampliando suas percep√ß√Ķes, o que ajuda a transformar suas vidas. √Č poss√≠vel mudar sua vida a partir de mudan√ßas em seus pensamentos e h√°bitos. N√£o importa qu√£o desafiante esteja sua vida hoje, sempre √© poss√≠vel mudar a realidade, pois o real √© apenas um ponto de vista. OS LIVROS: A ARTE DA FELICIDADE -¬†DALAI-LAMA E HOWARD C. CUTLER DESPERTE O GIGANTE INTERIOR -¬†ANTHONY ROBBINS O PODER DO AGORA -¬†ECKHART TOLLER TENHA MEDO... E SIGA EM FRENTE -¬†SUSAN JEFFERS AS 7 LEIS ESPIRITUAIS DO SUCESSO -¬†DEEPAK CHOPRA FLOW ¬†- A PSICOLOGIA DA FELICIDADE -¬†MIHALY CSIKSZENTMIHALYI LIMITE ZERO -¬†JOE VITALE O PODER DO MITO -¬†JOSEPH CAMPBELL MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS -¬†CLARISSA P. EST√ČS O PEQUENO PR√ćNCIPE -¬†ANTOINE DE SAINT-EXUP√ČRY A ARTE DA GUERRA -¬†SUN TZU O C√ďDIGO DO SER -¬†JAMES HILLMAN SEGREDOS DE UMA MENTE MILION√ĀRIA -¬†T. HARV EKER EM BUSCA DO SENTIDO -¬†VIKTOR FRANKL VOC√ä PODE CURAR SUA VIDA -¬†LOUISE HAY O EFEITO SOMBRA -¬†DEEPAK CHOPRA UM CURSO EM MILAGRES -¬†¬†HELEN SCHUCMAN E¬†WILLIAM THETFORD QUEM ME ROUBOU DE MIM -¬†PE.¬†F√ĀBIO DE MELO AUTOLIDERAN√áA -¬†SURYAVAN SOLAR ANSIEDADE -¬†AUGUSTO CURY   BAIXE GRATUITAMENTE SEU E-BOOK CLICANDO AQUI¬†  

  • Para mudar seus resultados √© preciso mudar seus h√°bitos. √Č preciso ter uma disciplina di√°ria com o prop√≥sito correto. √Č nas pequenas coisas que fazemos todos os dias que constru√≠mos nosso futuro e o nosso car√°ter. Para ter resultados diferentes √© preciso agir diferente. E √© sempre bom buscar ser uma pessoa melhor em todos os aspectos. A vida √© uma grande oportunidade de amadurecer a alma, ent√£o vamos come√ßar a praticar!!!!! OBSERVA√á√ÉO ‚Äď precisamos olhar mais as coisas que nos aparecem no momento presente, parar de viver no passado ou no futuro. O agora que √© o presente que recebemos a cada instante. ¬†Quando as coisas parecem n√£o ir bem, pode ser apenas um ponto de vista equivocado. Observe as v√°rias faces de um problema que ele parecer√° menor do que realmente √©. Observe a natureza, as pessoas, as situa√ß√Ķes, os objetos. Observe tudo e aprenda mais. APRECIA√á√ÉO ‚Äď Quando passamos a ficar mais atendo ao que nos rodeia, passamos a apreciar as coisas mais simples como uma √°rvore, ou uma for, o vento, as pessoas. Apreciar o mundo como uma obra de arte. GRATID√ÉO ‚Äď Quando estamos atentos, observando e apreciando as coisas, percebemos que precisamos de pouco para sermos felizes. O essencial √© ter sa√ļde, consci√™ncia e amor. Agrade√ßa tudo de bom que voc√™ tem, que voc√™ passou, at√© o que parece ruim √© uma oportunidade para crescimento e amadurecimento. CONSCIENTIZA√á√ÉO ‚Äď a consci√™ncia √© o grande segredo de uma vida plena. Quando se tem consci√™ncia sobre qualquer coisa, se tem um grande poder. Voc√™ passa a olhar o mundo com os olhos da verdade e tudo torna-se mais simples. Uma vida sem consci√™ncia est√° condenada a doen√ßas e conflitos. DEDICA√á√ÉO ‚Äď Quando temos consci√™ncia temos sa√ļde, e quando temos sa√ļde podemos conquistar o que quisermos, √© preciso apenas de dedica√ß√£o. Todo Ser humano tem uma capacidade infinita de criar, mas n√£o s√£o todos que t√™m vontade de se dedicar a isso. FOCO ‚Äď dedica√ß√£o sem foco √© uma perda de tempo, precisamos saber onde queremos investir nosso tempo e energia. Quem tem um objetivo est√° protegido da tristeza, da pregui√ßa e da mediocridade. REDU√á√ÉO ‚Äď com consci√™ncia, foco e determina√ß√£o, percebemos que precisamos de pouco para ser feliz e que objetos n√£o trazem felicidade. √Č preciso comprar menos, comer menos e desperdi√ßar menos. CONVIC√á√ÉO ‚Äď j√° foi provado que a f√© √© capaz de operar milagres. N√£o somos autores da nossa vida, somos co-criadores, existe uma for√ßa maior que tira do total controle, pode ser chamada de Deus, acaso ou destino. N√£o importa no que voc√™ acredita, mas as cren√ßas tem poder. COMUNICA√á√ÉO ‚Äď o maior problema dos seres humanos √© a comunica√ß√£o e a interpreta√ß√£o equivocada. √Č preciso saber se comunicar. Sinceridade n√£o √© desculpa para grosseria. Seja o mais claro poss√≠vel, pois voc√™ falar n√£o √© garantia que o outro vai te entender, certifique-se de que foi compreendido corretamente ou que a sua interpreta√ß√£o est√° correta. COMPAIX√ÉO ‚Äď quando se desenvolve a compaix√£o voc√™ para de julgar fatos e passa a compreender motivos e ent√£o passa a entender melhor as pessoas. Diferente da empatia, que √© colocar-se no lugar do outro. A compaix√£o √© entender o outro.

  • Frida foi uma mulher muito interessante, e acima de tudo muito transparente. Deixou registrado em suas obras tudo o que sentia e o que vivia, n√£o tinha a pretens√£o de ser uma grande artista, queria apenas desabafar. Teve muitos motivos para ser deprimida, revoltada, mas foi salva pela arte. O que prova que a felicidade n√£o vem de fora. Ela via a beleza na trag√©dia. Tinha duas op√ß√Ķes, deprimir-se e fugir da dor, ou encarar o sofrimento a ponto dele se tornar seu aliado e fonte de inspira√ß√£o. E foi o que aconteceu, todo seu reconhecimento foi devido a uma vida de sofrimentos retratados em imagens. Quando crian√ßa, Frida contraiu Poliomielite, que deixou uma les√£o em sua perna esquerda e a levou a ficar manca. Mais tarde sofreu um grave acidente de √īnibus que deixou m√ļltiplas fraturas e marcas por toda sua vida. Ela precisou fazer in√ļmeras cirurgias e ficar paralisada na cama por um longo per√≠odo, foi a√≠ que come√ßou a pintar. Diziam que ela n√£o era muito bonita e tamb√©m tinha sequelas do acidente, ela poderia ter se escondido, acreditado que por conta disso n√£o se casaria, ningu√©m a amaria, mas transformou sua defici√™ncia em estilo e tornou-se √ļnica e sedutora. Ela n√£o se preocupava com a opini√£o das outras pessoas sobre ela, era livre para fazer o que quisesse e assim viveu. Esse foi o seu legado mais importante, fazer o melhor que pode com o que a vida oferece, sendo aut√™ntica. Se as pessoas vivessem mais livres seriam mais saud√°veis. Mesmo sendo uma mulher conectada com a ess√™ncia feminina, que transformava dor em arte, defici√™ncia em beleza, e amargura em cores. Ainda assim, com toda essa for√ßa de supera√ß√£o e transforma√ß√£o, Frida se escondia em um estere√≥tipo masculino. Buscava caracter√≠sticas masculinas quando estava em momentos cr√≠ticos, cortava seu cabelo, usava ternos, bebia e fumava, desenvolveu um mecanismo de defesa para lidar com a dor emocional que para ela deu certo. Se de um lado ela era essa mulher avassaladora, ex√≥tica e revolucion√°ria, de outro, era uma mulher submissa, vulner√°vel, sens√≠vel e apaixonada. Dizia que n√£o achava fidelidade muito importante, mas ficava extremamente magoada quando descobria as infidelidades do marido e o perdoava em todas as situa√ß√Ķes, at√© mesmo quando foi tra√≠da com pr√≥pria irm√£. Se a vida de Frida fosse f√°cil, sem trag√©dias e com um casamento est√°vel, provavelmente ela seria uma mulher comum com pequenas ambi√ß√Ķes, cheia de filhos e sem brilho. Foi a desgra√ßa que a fez ser quem foi, que deu a chance de deixar esse legado e ser reconhecida mundialmente. Seu jeito de lidar com as intemp√©ries que a vida lhe oferecia foi o que deu toda a beleza de sua hist√≥ria. Toda dor foi necess√°ria. Apesar de sua obra ser considerada surrealista, para ela, era a total realidade expressada em figuras de si mesma, n√£o se dedicou em divulgar sua arte, achava que apenas seu marido era artista e se escondia atr√°s dele, n√£o lutou pela sua identidade, apenas pintava e vivia. S√≥ depois de sua morte foi reconhecida.

  • Ter um emprego √© apenas uma, dentre as v√°rias formas de ganhar dinheiro que existem. Se voc√™ est√° desempregado, foque em aprender ganhar dinheiro ao inv√©s de focar em apenas arrumar um emprego. Quando se tem um emprego fixo, se tem seguran√ßa financeira de quanto dinheiro receber√° todo m√™s, tem tamb√©m a possibilidade de ter f√©rias remuneradas, d√©cimo terceiro, auxilio desemprego e v√°rias outras regalias que podem acabar a qualquer momento. E tamb√©m voc√™ est√° doando seu tempo para enriquecer outra pessoa, ou seja, doa sua vida para que outra pessoa ganhe dinheiro e desfrute. E o pior dessa realidade √© que a maioria das pessoas que t√™m emprego fixo est√° infeliz nesse emprego, e quando perdem o emprego ficam desesperadas para arrumar um novo emprego que em pouco tempo v√£o detestar. Isso faz algum sentido? Ao inv√©s de querer arrumar emprego voc√™ deveria estar aprendendo a ganhar dinheiro e a manter o dinheiro. Vamos √†s verdades da vida: uma pessoa tem um emprego, ent√£o ela ganha um tanto de dinheiro todo m√™s, com a maior parte desse dinheiro ela compra alimentos que n√£o s√£o saud√°veis e objetos que n√£o s√£o essenciais, como v√°rias roupas, cigarro, bolsas, sapatos, ou coisas do tipo. E faz d√≠vidas. Ent√£o a pessoa gasta uma vida enriquecendo outra pessoa para poder comprar coisas que ela n√£o precisa?! Acho que arrumar um emprego n√£o √© t√£o importante assim n√£o √© mesmo? Ent√£o vamos ao que faz sentido: Primeiro, saiba no que voc√™ √© bom. Todo Ser Humano √© bom em alguma coisa, se voc√™ n√£o sabe no que √© bom, descubra. Pergunte aos seus amigos, familiares, lembre por que te elogiam. Se voc√™ realmente n√£o for bom em nada, infelizmente esse √© o pre√ßo de uma vida cheia de pregui√ßa, mas ainda h√° tempo, dedique-se a aprender alguma coisa e seja muito bom nisso. Ou viva com pregui√ßa e arque com as consequ√™ncias. Depois que identificou todas as coisas que voc√™ √© bom, escolha a que as pessoas te pagariam para voc√™ fazer. Se voc√™ √© bom em organiza√ß√£o, desenvolva um m√©todo para ajudar as pessoas que n√£o s√£o, elas precisam de pessoas como voc√™. Se voc√™ for bom na cozinha,¬†invente pratos novos. Use a criatividade!!!! Ningu√©m √© bom em tudo ou em nada, a ideia √© que as pessoas se ajudem com suas expertises. Em terceiro lugar dedique-se ao m√°ximo para que sua ideia d√™ certo. Estude, aprenda tudo o que puder sobre a √°rea, a internet te ensina tudo o que voc√™ quiser aprender e de gra√ßa, n√£o tem mais desculpas para ficar parado sem ganhar dinheiro. Quanto mais voc√™ se dedicar, melhor profissional ser√°. E por ultimo, divulgue seu trabalho, quanto mais voc√™ divulgar, mais ter√° chances de algu√©m se interessar em comprar seu produto ou ideia. A diferen√ßa entre uma pessoa de sucesso e um fracassado √© o quando essa pessoa est√° disposta a se dedicar! RESUMO: AUTOCONHECIMENTO DEFINIR SEU NICHO DEDICA√á√ÉO VENDER O PEIXE

  • O filme √© baseado na hist√≥ria de Joy Mangano, a mulher que criou a¬†Mop Miracle: esfreg√Ķes que n√£o sujam as m√£os e que podem ser lavados √† maquina, pr√°ticos e seguros. A partir de uma necessidade ela criou uma solu√ß√£o. Eu particularmente n√£o gosto dos filmes do diretor David O. Russell, e n√£o foi diferente no filme Joy. √Č uma hist√≥ria muito interessante, com muito potencial contada de uma forma ruim com atores que n√£o combinam com o papel. Joy √© uma mulher com mais de 30 anos, divorciada, tem dois filhos e trabalha como balconista na empresa Eastern Airlines. Quando crian√ßa era muito inteligente e criativa, percebia as necessidades e criava produtos, isso se perdeu ap√≥s o div√≥rcio dos pais e a ‚Äúaus√™ncia‚ÄĚ da m√£e. Dezessete anos depois ela se v√™ em uma vida dif√≠cil, pois toda a fam√≠lia depende emocionalmente dela. Em sua casa tamb√©m mora sua m√£e, sua av√≥, seu ex-marido e seu pai, al√©m de seus filhos. Seu pai √© um homem dif√≠cil que vive em em atrito com as pessoas.¬†Sua m√£e passa o dia todo deitada assistindo novelas como meio de fuga da realidade, deixando para Joy todo o trabalho da casa, al√©m de criar problemas para Joy resolver. Uma pessoa com personalidade dependente, que se vitimiza e espera que os outros resolvam seus problemas. Apenas sua av√≥ e sua melhor amiga, Jackie, a incentivam a correr atr√°s de seus sonhos e a se tornar uma mulher forte e bem sucedida. Seu pai come√ßa a namorar Trudy, uma vi√ļva rica com alguma experi√™ncia de neg√≥cios.¬†Joy cria modelos de um esfreg√£o auto-torcido, constr√≥i um prot√≥tipo com a ajuda dos funcion√°rios da loja de seu pai e convence Trudy a investir no produto. Depois de muitos desafios ela consegue realizar seu sonho. Joy sofreu com o div√≥rcio dos pais, o que acontece com muitas pessoas. Nesse momento ela tinha dois caminhos: tomar as r√©deas da fam√≠lia e de si mesma ou ficar triste e reclamar como a vida foi injusta e que "se os pais estivessem juntos ela seria melhor". Todos n√≥s passamos por dificuldades e temos essas duas escolhas: reclamar ou resolver. O grupo das pessoas que apenas reclamam est√° condenado ao fracasso. E o grupo das pessoas que resolvem problemas est√° destinado¬†ao sucesso. ¬†√Č simples. Joy acreditou na sua ideia e a defendeu, n√£o duvidou, n√£o desanimou e n√£o desistiu, isso fez com que ela alcan√ßasse o¬†sucesso. Uma passagem bem interessante no filme, uma das melhores partes, foi quando ela corta seu cabelo. Segundo os visagistas, o cabelo de uma mulher diz muito sobre ela e que os cabelos chanel deixam a mulher mais controladora e independente. Percebeu-se claramente um empoderamento depois que ela cortou os cabelos. O que podemos aprender com o filme: Voc√™ precisa ter um objetivo na sua vida. Voc√™ precisa acreditar completamente no potencial do seu produto. Nunca desista da sua ideia por mais dif√≠cil que seja realiz√°-la. N√£o tenha pregui√ßa. Nunca √© tarde para come√ßar. Aprenda tudo o que puder das etapas pelas quais seu produto precisar√° passar. Sua fam√≠lia pode ser sua pior inimiga. Nunca acredite em pessoas med√≠ocres. Acredite no que as pessoas bem sucedidas falam sobre voc√™. Voc√™ n√£o √© respons√°vel pelos problemas das pessoas da sua fam√≠lia. Lembre-se do que voc√™ falava que iria ser quando crescesse. As melhores ideias v√™m das necessidades. As vezes voc√™ precisa arriscar tudo o que tem, sair da zona de conforto para alcan√ßar o sucesso.    

  • Todos os nossos comportamentos s√£o definidos apenas por duas coisas: prazer e dor. Temos rea√ß√Ķes instintivas √° eles.N√£o tomamos decis√Ķes racionalmente, √© o nosso lado emocional quem decide, nos aproximando do prazer ou nos afastando da dor, depois explica para o lado racional o motivo da escolha.O que associamos ao prazer e a dor que definir√° nosso destino, pois nossas escolhas s√£o inconscientes e baseadas nessas associa√ß√Ķes.Mas o que √© o prazer?√Č uma sensa√ß√£o de bem estar e plenitude, n√£o necessariamente ligada √† alegria ou felicidade. √Č uma resposta da mente indicando que nossas a√ß√Ķes est√£o sendo ben√©ficas, por√©m ‚Äúben√©ficas‚ÄĚ √© subjetivo, podemos sentir prazer fazendo coisas que n√£o s√£o saud√°veis ou legais.√Č de natureza humana sentirmos prazer quando satisfazemos nossas necessidades fisiol√≥gicas: fome, sede, sono, sexo, excre√ß√£o e abrigo. E se algu√©m n√£o sentir prazer fazendo alguma dessas coisas √© porque h√° algum trauma por tr√°s que deve ser tratado.Seguindo a pir√Ęmide de Maslow, tudo que h√° nela s√£o fontes de prazer, como a sensa√ß√£o de seguran√ßa quando nos sentimos inseguros, a sensa√ß√£o de ser amado quando nos sentimos carentes, ou seja, satisfazer nossas necessidades nos d√° muito prazer. Tamb√©m por sermos reconhecidos pelo que somos ou pelo que fazemos, assim como a auto realiza√ß√£o quando conquistamos algo que desejamos pelo nosso pr√≥prio esfor√ßo. Ganhar algo que queremos nos d√° alegria passageira, conquistar algo nos d√° prazer duradouro.Muitas coisas podem ser fontes de prazer, quanto mais autoconhecimento uma pessoa tem, mais ela sentir√° prazer, pois tomar√° decis√Ķes alinhadas com suas preferencias.Um grande problema da nossa cultura √© que o prazer est√° relacionado apenas a tr√™s coisas: poder, dinheiro e sexo, e √© assim que o mundo vai caminhando para um lugar que ningu√©m gosta, por√©m desenvolver consci√™ncia ningu√©m quer.A falta de consci√™ncia pode ser um grande perigo quando falamos de prazer, pois √© por esse caminho que somos facilmente manipulados. Um exemplo disso s√£o as grandes ind√ļstrias aliment√≠cias que visam apenas o lucro e n√£o a sa√ļde. Refrigerantes, doces e v√°rios alimentos n√£o fazem bem, por√©m tem um √≥timo sabor e por isso s√£o consumidos aos montes, e depois a ind√ļstria farmac√™utica lucra com corpos adoecidos.Somos manipulados tamb√©m pelo nosso ego, que ao buscar um prazer sem consci√™ncia, pode nos colocar em situa√ß√Ķes terr√≠veis. Qualquer coisa errada que algu√©m fa√ßa √© pela busca de algum tipo de prazer, por√©m jamais chegar√° ao prazer pleno por esse caminho.√Č da natureza humana ser bom, quando algu√©m foge disso √© porque est√° sofrendo e reagindo, ent√£o est√° se afastando da fonte genu√≠na do prazer, est√° seguindo uma ilus√£o.A busca pelo prazer instant√Ęneo faz com que as pessoas desenvolvam h√°bitos nocivos como compuls√Ķes e v√≠cios. Masquando h√° consci√™ncia, o prazer fica muito melhor e infinito.√Č s√≥ observar, realmente olhar as verdades da vida. Quais s√£o as coisas que mais causam prazer e que s√£o verdadeiras e n√£o manipula√ß√Ķes? A resposta √© mais simples do que parece, tenho certeza de que se voc√™ quiser descobrir, n√£o vai demorar muito e ter√° uma vida com muito mais qualidade.

  • Eu poderia te falar para colocar uma m√ļsica animada para tocar, acordar cedo todos os dias e tomar um banho frio, falar frases positivas ao acordar, assistir palestras no TED, fazer exerc√≠cios f√≠sicos e ter uma alimenta√ß√£o saud√°vel. Tudo isso iria animar seu corpo e te motivar sim, mas quero ir para a raiz da quest√£o, falar de coisas que se voc√™ n√£o tiver nada disso ir√° adiantar. Se voc√™ colocar em pr√°tica¬†essas tr√™s coisas, acredito que ir√° sentir-se motivado: Tenha um prop√≥sito na vida Geralmente o seu prop√≥sito est√° ligado ao que voc√™ mais gosta de fazer na vida, n√£o vale comer e dormir, pois assim voc√™ n√£o saiu das necessidades b√°sicas. √Č preciso querer se destacar dos 7 bilh√Ķes de pessoas que existem no planeta e realmente querer brilhar. As oportunidades at√© caem do c√©u as vezes, mas √© preciso colocar a m√£o na massa e se dedicar para conquistar o sucesso em qualquer √°rea que voc√™ desejar. Todos querem ser feliz, reconhecidos, admirados, mas poucos se dedicam para que isso aconte√ßa. Acrescente valor √° sua vida!!! Saia do papel de v√≠tima e seja respons√°vel pelo seu destino. Talvez existam coisas que voc√™ precisa passar para aprender algumas li√ß√Ķes, eu acredito nisso, pois vejo esse planeta como uma escola. Se voc√™ aceitar e aprender com as coisas aparentemente ruins que acontecem na sua vida, voc√™ n√£o precisar√° passar por elas novamente. Mas se voc√™ resistir, reclamar ou culpar os outros, provavelmente coisas parecidas¬†se repetir√£o. Isso acontece quando criamos alguns padr√Ķes negativos de pensamento como ‚Äúnada d√° certo para mim‚ÄĚ, ou ‚Äúeu mere√ßo‚ÄĚ, ou ainda ‚Äús√≥ falta acontecer (algo pior)‚ÄĚ. Percebe como seus pensamentos est√£o esperando algo ruim? Olhe para 2015 e perceba qual a sua porcentagem de responsabilidade de cada coisa negativa que te aconteceu. N√£o pense sobre culpa, pense sobre responsabilidade. Tudo o que fazemos tem nem que seja 1% de nossa responsabilidade. Perceba se voc√™ escolheu baseado no medo. O medo s√≥ existe no seu pensamento a respeito do futuro. Olhe para as coisas e veja a verdade que elas t√™m. Se n√£o consegue ver coisas positivas de por que algo aconteceu, √© por que ainda est√° no papel de vitima. Organize-se Uma das grandes desculpas das pessoas para n√£o fazerem algo √© porque n√£o tem tempo ou n√£o tem dinheiro. Esses argumentos n√£o passam de mentiras, escolhemos atrav√©s de nossas prioridades. Ent√£o organize-se. Saiba exatamente quanto tempo e dinheiro precisar√° para realizar algo e separe isso em dias. Tenha metas semanais, mensais e anuais. As vezes o caminho parece longo e que n√£o vamos conseguir, mas se dividir em etapas com certeza conseguir√°. Veja o exemplo de pessoas que fizeram o caminho de Santiago a p√©. Seu destino √© uma quest√£o de escolha,escolha ser feliz. Se tiver dif√≠cil sozinho, pe√ßa ajuda!

  • Mais um ano que termina, mais um ciclo que come√ßa e com 2016 vem toda a esperan√ßa de que esse ano ser√° diferente, ser√° maravilhoso. Mas ser√° que n√£o √© assim todos os anos? Temos a sensa√ß√£o de que h√° uma m√°gica no Ano Novo. Pulamos sete ondas com o p√© direito, comemos lentilha pra dar sorte, tamb√©m uva ou rom√£ e guardamos as sementes na carteira junto com as folhas de louro. Tomamos banho de mar ou de sal grosso para limpar tudo de negativo do ano que passou, usamos calcinha branca ou vermelha para atrair o que mais desejamos. E torcemos muito para que tudo isso d√™ resultados. E se n√£o der, sempre teremos um ano novo para ter esperan√ßa novamente. Por√©m, se em 2016 voc√™ realmente quiser ter sucesso, vai precisar de um pouco mais do que supersti√ß√Ķes. N√£o bastam planos, √© preciso planejamento. N√£o bastam sonhos, √© preciso metas e n√£o basta esperar, √© preciso agir.   REALIZE SEUS SONHOS EM 4 PASSOS: ¬† 1 ‚Äď Saber quais mudan√ßas voc√™ quer ter na sua vida. √Č preciso ter seus objetivos bem claros. Nesse primeiro momento n√£o pense em como vai consegui-los, pois voc√™ corre o risco de se boicotar com suas cren√ßas limitantes. Pense apenas no que realmente voc√™ quer conquistar. Pode ser uma casa, um carro, um trabalho dos sonhos, uma viagem. Se tudo fosse poss√≠vel, o que voc√™ gostaria de conquistar? 2 ‚Äď Se perguntar: ‚ÄúPara que eu quero isso?‚ÄĚ Voc√™ precisa de um prop√≥sito, um motivo bem convincente de porque ser√° bom ter o que voc√™ deseja. Isso ajudar√° seu inconsciente trabalhar a seu favor. 3 ‚Äď Lidar com a realidade: Se voc√™ deseja ter uma casa pr√≥pria, √© importante voc√™ saber exatamente o que precisa para que isso aconte√ßa. Muita gente tem esse sonho, mas acredita que √© t√£o dif√≠cil que n√£o se permite olhar para a realidade. Esse √© o grande boicote. Saiba exatamente como seria a casa ideal para voc√™, qual o tamanho, quais os bairros poss√≠veis e o valor aproximadamente de uma casa assim. Depois descubra quais as possibilidades de um financiamento, cons√≥rcio ou empr√©stimo. E tamb√©m seja sincero com voc√™ mesmo, onde est√° indo o seu dinheiro? Muitas vezes deixamos de comprar o que realmente queremos para comprar alguma coisa que est√° em promo√ß√£o e que n√£o precisamos. 4 ‚Äď E finalmente come√ßar um plano estrat√©gico: Com todas essas informa√ß√Ķes na m√£o: O que eu quero, para que eu quero isso, quais as possibilidades de eu conseguir isso. √Č hora de bolar o plano e seguir: como eu vou fazer para conquistar isso que eu quero. Defina os passos, descubra formas de ganhar mais dinheiro caso esse seja o impedimento, e m√£os a obra!!!!   FOCO, DEDICA√á√ÉO E DISCIPLINA √Č O QUE VOC√ä PRECISA PARA CONQUISTAR TUDO O QUE DESEJA! Quanto mais planejado e estruturado mais f√°cil de alcan√ßar suas metas. Se estiver dif√≠cil de trilhar esse caminho sozinho,¬†pe√ßa ajuda. Seu futuro √© uma quest√£o de escolha e s√≥ depende de voc√™!  

  •   O choque ‚ÄstA pessoa terminou com voc√™. De uma forma inesperada ou n√£o, ningu√©m est√° realmente pronto para esse momento. ¬†Seu cora√ß√£o dispara, voc√™ n√£o sabe mais o que fazer da vida. A elabora√ß√£o ‚ÄstVoc√™ s√≥ quer deitar e chorar. Todos os seus planos parecem sem import√Ęncia. Os dias s√£o mais longos e sem gra√ßa. Mas com todo esse sofrimento, essa fase √© muito importante, ent√£o chore bastante. Isso pode durar uns dias ou algumas semanas, mas aos poucos tudo vai melhorando. Aprendendo com os erros.¬†Todos que est√£o convivendo com voc√™ ser√£o afetados e ficar√£o preocupadas at√© voc√™ melhorar. Mesmo que voc√™ saiba tudo que as pessoas podem falar, tente ouvir o que elas t√™m a te dizer. Alguns conselhos podem n√£o ser bons e isso os acalmar√°, dar√° a sensa√ß√£o de que eles est√£o fazendo algo de bom por voc√™. N√£o dramatize tanto ‚ÄstPor mais triste que voc√™ esteja, n√£o se fa√ßa de v√≠tima da situa√ß√£o. As vezes, isso foi o melhor que poderia ter te acontecido. N√£o √© bom despertar pena nas pessoas. Quanto mais drama voc√™ fizer mais as pessoas sentir√£o pena de voc√™. E quanto mais as pessoas sentirem pena de voc√™, mais voc√™ se sentir√° fracassada. Redes sociais jamais ‚ÄstN√£o sinta pena de voc√™ mesma, n√£o poste frases de auto-ajuda, com pedidos de socorro. Isso √© humilhante e terr√≠vel para a sua auto-estima. Tamb√©m n√£o olhe as redes sociais dele, a ultima coisa que voc√™ vai encontrar √© uma frase dizendo ‚ÄúQue saudades da minha ex‚ÄĚ e o mais prov√°vel que voc√™ encontre s√£o fotos dele curtindo a vida adoidado. Isso tamb√©m serve para o perfil dos amigos dele, pare de seguir eles, isso n√£o far√° bem, s√≥ vai causar crises de ansiedade. Autoconhecimento ¬†‚ÄstAgora √© a hora de ser sua melhor companhia. Se voc√™ n√£o se amar, porque algu√©m te amaria? V√° percebendo o que voc√™ gosta de fazer, de ouvir, de comer. Conhe√ßa¬†seus gostos sem ele. Experimente um novo corte de cabelo, uma nova cor. Saia com alguns amigos, n√£o beba, fique presente em cada momento, v√° mudando sua rotina, experimentando novos caminhos, sabores, sensa√ß√Ķes. No seu ritmo, n√£o tenha pressa de ficar bem logo, viva cada fase do luto. As coisas v√£o melhorar. Fa√ßa terapia ‚ÄstIsso vai ajudar voc√™ a superar, olhar as coisas com outro ponto de vista, se conhecer mais, saber porque isso aconteceu e principalmente se isso √© um padr√£o que se repete. Espiritualize-se ‚ÄstIndependente da sua religi√£o, √© bom voc√™ ter um caminho espiritual. Perceber que existe um algo mais na vida. Aprender sobre a exist√™ncia, as leis da atra√ß√£o, do karma, da vida‚Ķ Estude, aprenda, converse, tire d√ļvidas existenciais‚Ķ Se abra ¬†‚ÄstN√£o crie cren√ßas limitantes. Um p√© na bunda √© s√≥ isso, os homens n√£o s√£o todos iguais e isso n√£o precisa se repetir. Conhe√ßa novas pessoas, tenha encontros, se divirta, n√£o queira impressionar ningu√©m. Seja voc√™ mesma, mas s√≥ se voc√™ for legal, se voc√™ ainda estiver sentindo-se v√≠tima, melhor repetir os passos acima antes de sair com algu√©m. Ria do que te aconteceu ‚ÄstQuando estamos sofrendo o motivo desse sofrimento n√£o tem gra√ßa, mas depois que passa, a maioria dos p√©s na bunda s√£o muito engra√ßados. Quando voc√™ conseguir rir de tudo o que aconteceu, quer dizer que j√° superou. No m√≠nimo voc√™ se tornar√° uma pessoa boa para ajudar os outros que est√£o passando por isso.

  • - Qual √© o seu sonho? - √Č ter uma casa bonita e confort√°vel, ter bastante dinheiro para viver tranquilamente e n√£o precisar mais trabalhar. - Esses s√£o seus objetivos, mas qual √© seu verdadeiro sonho? - Como assim? - Pelo que voc√™ viveria se dinheiro n√£o fosse um problema? - Ah, eu iria viajar. - E depois que tivesse viajado o mundo todo? Depois de passar 3 anos viajando, o que voc√™ faria? - Eu n√£o sei. E √© assim com a maioria das pessoas... Elas podem passar uma vida inteira na ilus√£o sem conseguir acessar sua verdadeira miss√£o. Acreditam que precisam de coisas para ser feliz. Reclamam quando as coisas saem diferente do que planejaram. Passam os dias sem estarem realmente presentes no que est√£o fazendo. E tamb√©m n√£o fazem nada pare realizar seus objetivos. Se alimentam sem consci√™ncia, falam o que n√£o gostariam, aceitam sem refletir. E julgam os outros. Todos somos assim. √Č preciso consci√™ncia e for√ßa para sair dessa roda inconsciente. Mas mesmo com toda essa inconsci√™ncia humana, mesmo que o mundo esteja da forma que est√°, mesmo que tudo pare√ßa errado. Quando continuamos a conversa e insistimos no sonho das pessoas, l√° est√° a luz que todos n√≥s temos. Ainda brilha, cada um do seu jeito, mas todos brilhantes. √Č como achar um diamante em uma mina, √© m√°gico, perfeito. Todos os seres humanos nasceram para brilhar. E ent√£o a maioria me responde: - Eu iria ajudar as pessoas. E √© esse o motivo de um Ser Humano existir, ajudar aos demais a serem livres, felizes, plenos. Sem cren√ßas limitantes e pensamentos negativos. Ajudar aos demais a se tornarem Seres integrais, s√°bios e iluminados para que todos brilhem. Apoiar outras pessoas a realizarem sonhos √© um dos maiores prazeres que uma pessoa pode sentir. E n√≥s sabemos disso, pois nos emocionamos quando vemos uma hist√≥ria de supera√ß√£o e realiza√ß√£o, imagine poder fazer parte disso? Seres humanos s√£o amorosos, e quando n√£o demonstram isso √© porque est√£o machucados, sofrendo, ou n√£o receberam o amor que gostariam. O verdadeiro sonho de todos √© apoiar os outros para que todos vivam mais felizes. O resto s√£o objetivos que podem facilmente ser conquistados. Se voc√™ n√£o est√° feliz, experimente fazer algu√©m feliz. Uma pessoa desconhecida. Fa√ßa algo sem querer nada em troca. Doe seu tempo, seu talento, seu conhecimento. E tamb√©m realize seus objetivos, sem desculpas, sem medos. Brilhe e fa√ßa os outros brilharem.

  • Com a pregui√ßa de um feriado chuvoso, me joguei no sof√° e comecei a olhar fotos aleat√≥rias no celular. Entre uma e outra, aquela me chamou a aten√ß√£o. Refletia absolutamente tudo o que faz sentido pra mim. E com uma ingenuidade infantil senti que aquela vida era perfeita. Projetei todos os meus sonhos naquela mo√ßa que eu nem conhecia. Ela me pareceu t√£o familiar, senti que olhava em um espelho de ‚ÄúErised‚ÄĚ, um espelho que reflete n√£o a imagem da pessoa, mas seu desejo mais profundo. Tudo fez sentido, estava l√° tudo o que eu sempre quis. Ei universo, essas coisas eram pra mim. Quem √© encarregado por essa parte de entrega de desejos? Aconteceu algum erro a√≠, quero fazer uma reclama√ß√£o. Pois √©‚Ķ E quando seus sonhos se realizam na porta ao lado? E quando voc√™ v√™ algu√©m com a vida dos seus sonhos? Cada particularidade¬†de tudo aquilo que voc√™ sonhou. Parece t√£o f√°cil ter autoconhecimento nesse momento. Voc√™ se identifica com cada detalhe, coisas que voc√™ nunca havia reparado em si mesma, est√£o l√°. A forma de se vestir, de andar, de sorrir, de ser, o trabalho, os amigos, a casa. Tudo era exatamente igual ao meu sonho. Foi a√≠ que eu percebi dois caminhos claros na minha frente, poderia seguir pelo caminho do bem, ou pelo caminho do mal. Um me levaria a minha realiza√ß√£o e outro a minha derrota. Estava cara a cara com a admira√ß√£o e a inveja. Ent√£o me lembrei de Oscar Wilde que falava que era f√°cil encontrar pessoas dispostas a se compadecer de nossas prova√ß√Ķes, mas dif√≠cil mesmo eram aquelas pessoas que se alegram sinceramente com nossos triunfos. Comecei a rir e me senti humana. Quando isso te acontecer n√£o se engane, √© apenas seu ego fazendo uma brincadeira com voc√™. Aproveite essa √≥tima oportunidade para se inspirar e seguir seus sonhos de uma forma mais clara. Resista a qualquer drama que venha em seus pensamentos, n√£o reclame da vida, siga em frente de uma forma mais consciente e concreta, afinal est√° tudo ali na sua cara. O que eu estava fazendo enquanto ela estava realizando os meus sonhos? Mas porque isso acontece? Isso √© coisa do nosso inconsciente, cada um tem o que acha que merece. Estamos entre boicotes e sucessos. Tudo est√° em perfeita sincronia com nosso inconsciente. Funciona assim, temos desejos, mas temos medos, quem ganha? Quem for mais forte. A ferramenta principal √© o autoconhecimento, saber o que queremos e saber o que pode nos atrapalhar. Ent√£o, enfrentamos nossos medos e bolamos um plano estrat√©gico rumo ao nosso sonho. √Č mais f√°cil do que parece, temos muita ajuda pelo caminho, s√≥ precisamos saber reconhecer. Fiquei mais um tempo contemplando minhas realiza√ß√Ķes, na vida dela, olhava com gratid√£o pela oportunidade de ver tudo t√£o claro e poss√≠vel. Ent√£o levantei do sof√° e fui realizar meus sonhos.

  • Que o Brasil vai de mal a pior, todo mundo sabe. Que o pa√≠s vai seguir ferrado, tamb√©m n√£o √© novidade. Mas o que muita gente n√£o sabe, √© que a crise pode ser uma √≥tima oportunidade para se¬†ter sucesso! Um fen√īmeno interessante que anda acontecendo √© que muitas pessoas que reclamavam de seus empregos foram demitidas e agora est√£o desesperadas. Eu sei que todo mundo precisa de dinheiro e emprego, mas conseguem perceber a incoer√™ncia disso? Quando essa pessoa fica feliz? Se estava ruim porque n√£o mudou? Mudou de emprego, de atitudes, de h√°bitos... Eu sei que as coisas n√£o s√£o¬†t√£o f√°ceis assim, mas estou falando daquela pessoa que sempre reclamou do emprego, e¬†nunca fez nada para estar em¬†algo melhor. Nunca se especializou, n√£o buscava ser algu√©m melhor, nem sabia onde gostaria de trabalhar, n√£o descobriu no que era bom e nem melhorou no que n√£o era t√£o bom. Quando h√° crise, de qualquer tipo, temos apenas duas op√ß√Ķes: reclamar e ser v√≠tima ou tomar uma atitude diferente do que estamos acostumados. V√°rias pessoas que perderam seus empregos se dedicam agora a fazer algo que realmente gostam, tornaram-se aut√īnomas e bem sucedidas. Ent√£o a crise n√£o √© para todos concordam? Crise √© um estado de consci√™ncia. N√£o sabemos do nosso futuro, mas se sentirmos s√≥ medo estaremos nos fechando para as¬†infinitas possibilidades... O segredo para sair de qualquer crise √© ter AUTOESTIMA¬†e PODER PESSOAL. Saber que crises existir√£o mesmo, mas voc√™ √© bom o suficiente para driblar qualquer uma que aparecer e se tornar uma pessoa mais s√°bia. Ent√£o como se tornar uma pessoa melhor sem gastar dinheiro? Primeiro sua sa√ļde precisa estar o melhor poss√≠vel, para voc√™ ter disposi√ß√£o e motiva√ß√£o para mudar o resto. E para isso n√£o tem desculpas de falta de dinheiro. Comer alimentos saud√°veis comprados na feira √© mais barato do que todos os industrializados e rem√©dios que voc√™ compra. Quem se alimenta bem n√£o fica doente. N√£o tem dinheiro para academia? Ent√£o ande a p√©, suba escadas, isso n√£o custa nada e √© um √≥timo exerc√≠cio. Segundo passo, saber o que voc√™ gosta e no que √© bom, para isso tamb√©m n√£o precisa ter dinheiro. Apenas se observe. Converse com pessoas que te conheceram crian√ßa e pergunta para elas, o que voc√™ mais gostava de fazer, de brincar. Pense no que voc√™ faria, mesmo que n√£o ganhasse dinheiro para isso.¬†Desenvolva ¬†AUTOCONHECIMENTO. Terceiro passo, conhe√ßa pessoas. Deixe que elas saibam o que voc√™ faz e no que √© bom, quanto mais gente te conhecer, maior sua rede de network e maior suas possibilidades de se reposicionar no mercado. UMA DICA: feche seus olhos e sinta como seria a sensa√ß√£o de quando tudo est√° perfeito, se voc√™ n√£o tivesse nada para reclamar como seria? Se voc√™ tivesse muito dinheiro e tempo dispon√≠vel o que faria? N√£o se foque em imagens, apenas sinta e se abra para infinitas coisas boas que podem te acontecer. Fa√ßa isso sempre que puder, pois assim estar√° mudando sua vibra√ß√£o e atraindo coisas que te fa√ßam sentir assim. Se voc√™ respondeu que n√£o faria nada, apenas gastaria o dinheiro... Repense isso, se n√£o voc√™ ficar√°¬†mais ferrado que o Brasil.

  • A pessoa que mais sofre √© a pessoa que tem muitas percep√ß√Ķes incorretas, e a maioria das nossas percep√ß√Ķes s√£o err√īneas. √Č preciso olhar a verdade das coisas, e para conseguir isso, pergunte-se: tenho certeza absoluta de que isso √© verdade? Todos n√≥s temos um jeito de olhar o mundo, nossas cren√ßas e experi√™ncias influenciam nossa percep√ß√£o. Por isso pessoas diferentes t√™m opini√Ķes diferentes. Voc√™ tem que saber quais percep√ß√Ķes erradas lhe causam sofrimento. Voc√™ perde tempo criando hist√≥rias hipot√©ticas com finais tristes? Discuss√Ķes imagin√°rias? Sente medos que podem nunca acontecer? Muitas das vezes sofremos porque queremos. Sentimos pena de n√≥s mesmos e assim n√£o precisamos mudar ou agir, o outro √© o culpado n√≥s somos v√≠timas. Esse pensamento √© muito confort√°vel e daria certo se n√≥s n√£o envelhec√™ssemos, se o tempo n√£o nos cobrasse. Mas essa atitude n√£o d√° bons resultados, pois n√£o pode nos levar a nenhum lugar. At√© quem tenta nos ajudar se cansa de n√≥s. ¬†Ficamos sozinhos sentindo pena de n√≥s mesmos, s√≥ que um pouco mais velhos. Outro motivo de por que sofremos √© porque queremos controlar nosso futuro e quando as coisas acontecem de uma forma que n√£o esper√°vamos ficamos frustrados e ent√£o sofremos. N√≥s somos co-criadores da nossa vida, devemos saber onde queremos chegar, devemos decidir com prop√≥sitos, devemos ter as r√©deas da nossa vida, mas devemos tamb√©m ser flex√≠veis para as surpresas que o caminho reserva. N√£o sabemos o que √© melhor para a gente ent√£o, √†s vezes o que nos acontece √© o melhor que poderia ter acontecido. Mas t√™m coisas que dependem das nossas escolhas, por isso a vida tem que ter prop√≥sito, cada escolha deve ser pensada. Decis√Ķes implicam em consequ√™ncias. N√£o existe certo e errado, existem consequ√™ncias. O futuro √© consequ√™ncia das escolhas que fazemos hoje. Quais s√£o os motivos por tr√°s das suas escolhas? Voc√™ decide para gradar aos outros, para se sentir parte de um grupo, por press√Ķes sociais, para impressionar algu√©m, ou porque voc√™ verdadeiramente quer?

  • A maioria de n√≥s ouve, mas n√£o escuta. Voc√™ j√° percebeu isso? Voc√™ j√° teve a sensa√ß√£o de que ningu√©m consegue entender o que voc√™ est√° sentindo por mais que voc√™ explique? E j√° percebeu se voc√™ faz isso? Ser√° que estamos apenas ouvindo ou realmente escutando o que nos √© dito. N√≥s discutimos, defendemos nosso ponto de vista, aceitamos ouvir opini√Ķes contr√°rias, nos sentimos maduros por isso, mas n√£o escutamos realmente o que os outros nos dizem. N√£o escutamos o que nossa intui√ß√£o, o que o nosso corpo nos diz. Escutar significa esperar um momento a mais e reconhecer que a outra pessoa tem a sua pr√≥pria forma de fazer as coisas, de pensar, de refletir, de se defender e se sentir protegido. √Č saber que se tiv√©ssemos trilhado o mesmo caminho que ela, passado pelas mesmas experi√™ncias, se estiv√©ssemos nas mesmas circunst√Ęncias, pensar√≠amos exatamente como ela. Percebam que a empatia √© a verdadeira natureza de escutar. Entender que todo ser humano age como age baseado nas experi√™ncias que teve no passado. N√≥s estamos acostumados a ser seletivos quando nos interessa. Ouvimos e pensamos apenas o que interessa. Por isso temos tanta dificuldade em entender as verdades da vida e de escutar nosso corpo. Sabemos sim o que nos faz bem e o que nos faz mal, mas muitas vezes optamos pelo gostoso do que pelo saud√°vel, nos recusando a ouvir sobre as verdades da ind√ļstria aliment√≠cia. Outras vezes estamos presos em um problema que sabemos a sa√≠da, mas nos recusamos a escutar o que nossa intui√ß√£o est√° nos dizendo. H√° tanto barulho √† nossa volta e t√£o pouco silencio dentro de n√≥s que fica dif√≠cil escutar o que verdadeiramente precisamos. √Č preciso sil√™ncio para poder perceber. Aprenda a aquietar-se e ent√£o escute. N√≥s sempre sabemos o que √© bom e certo para n√≥s, para os outros e para o planeta, mas √© mais f√°cil e confort√°vel fingir que n√£o. A nossa fun√ß√£o n√£o √© julgar as a√ß√Ķes dos outros, a nossa fun√ß√£o √© escutar al√©m das palavras.

  • Vamos resumir: nascemos, vivemos e morremos. Mas entre o nascer e o morrer h√° um breve espa√ßo de tempo, que achamos ser uma eternidade. Na verdade n√£o pensamos muito sobre isso, pois se pens√°ssemos que podemos morrer a qualquer momento, n√£o estar√≠amos t√£o ligados a picuinhas e tentar√≠amos ser nossa melhor vers√£o. Nossa vida √© basicamente fugir do sofrimento e buscar o prazer. A maioria das pessoas sente prazer em comer, beber, fazer sexo, comprar, ostentar, causar inveja nas outras pessoas, usar drogas, ganhar dinheiro para comprar mais coisas, ter amigos, sentir pertencente a alguma pessoa, grupo, coisa, ajudar pessoas para que elas se sintam agradecidas, ter algum tipo de poder, influ√™ncia ou algo para sentir-se mais do que os outros, ser amado... Bom, espero que essa n√£o seja sua vida, mas se for o caso, saiba que perceber que h√° algo errado √© o primeiro passo para uma bela mudan√ßa. Quando paramos e olhamos para n√≥s, vemos um padr√£o de comportamento. Evitar o sofrimento. Sofremos quando sentimos apego, n√£o compreendemos que a vida √© como um rio que flui e nos leva sem que tenhamos muito controle sobre o que acontece. Sofremos por ignor√Ęncia, por desconhecer nossa verdadeira natureza. Sofremos por termos velhas cren√ßas, cren√ßas muitas vezes que s√£o colocadas em n√≥s, cren√ßas de outras pessoas, de nossos pais, amigos, cultura. E principalmente, sofremos pelo nosso passado que julgamos incorreto e pelo medo do nosso futuro. O medo √© todo o pensamento negativo que temos em rela√ß√£o ao futuro. Apenas isso. √Č uma fantasia de algo que pode ou n√£o acontecer. O sentimento √© real porque est√° no presente,¬†seus pensamentos s√£o capazes de te fazer sentir prazer ou dor, ansiedade, desespero, e voc√™ escolhe, pois √© s√≥ uma simula√ß√£o.¬†O que te causa medo sempre estar√° no futuro, por isso o medo n√£o existe. Quando sentimos medo, estamos nos dando muita import√Ęncia, como se fossemos capazes de prever nosso futuro ou cria-lo e isso n√£o √© poss√≠vel, somos apenas co-criadores da nossa vida. H√° infinitas possibilidades para cada coisa em nosso caminho. Independente de religi√£o, j√° deu para perceber que h√° uma for√ßa maior que guia nossa vida, chamada de acaso, destino ou Deus. A √ļnica coisa que podemos fazer √© observar e ter consci√™ncia do que est√° acontecendo conosco a cada instante e procurar viver com prop√≥sitos, objetivos, metas e buscar sempre ser algu√©m melhor, mais s√°bio e mais digno. A felicidade est√° em reconhecer que tudo est√° perfeito da forma que est√° agora, porque n√£o tem como ser diferente nesse momento. Em ser grato a tudo que possu√≠mos, em compreender que a vida flui e que √© impermanente. H√° felicidade quando estamos no momento presente, sem lamenta√ß√Ķes pelo passado e sem medo do futuro, apenas sentindo o que est√° acontecendo agora, porque essa √© a √ļnica coisa real que possu√≠mos, o agora. A mudan√ßa √© constante e evidente e sempre ser√° assim.

  • Eu particularmente adoro falar sobre sucesso. Gosto de apoiar as pessoas a terem sucesso e claro, adoro ter tamb√©m. Por que √© f√°cil e √© para todos. Mas porque a maioria das pessoas do mundo n√£o se consideram pessoas de sucesso? Primeiro por que elas n√£o pensam realmente sobre isso. Outro motivo √© que ter sucesso √© trabalhoso e necessita dedica√ß√£o e paci√™ncia, virtudes pouco estimuladas hoje em dia. E voc√™? Est√° tendo sucesso ou est√° se boicotando? ¬†Primeiro o que √© sucesso? Para mim √© trabalhar no que se ama, ter um ganho financeiro de acordo com o que se acha que merece, ter tempo livre, contribuir para melhorar o planeta e sentir-se grato a todo o instante. Pense em pessoas que t√™m sucesso: Gisele B√ľndchen, Oprah Winfrey e o que elas t√™m em comum? Se eu pudesse definir em poucas palavras como se faz para ter sucesso, diria que √© simples, apenas √© preciso ter FOCO e DISCIPLINA. Tudo come√ßa com um sonho, depois √© preciso tira-lo da fantasia, transformando-o em meta. Elaborar um plano de a√ß√£o para conquistar esse objetivo, passo a passo. Definir tudo o que √© preciso para alcan√ßa-lo, ter conhecimento necess√°rio ou buscar um treinamento espec√≠fico. Ent√£o √© s√≥ ter disciplina, trabalhar, enfrentar os desafios e n√£o desviar do foco. Se voc√™ trabalha apenas para ter dinheiro para poder comprar coisas, voc√™ n√£o ter√° sucesso. Vamos abrir a mente? Pessoas de sucesso sempre t√™m sonhos, prop√≥sitos, meta definida, sabem o que querem. N√£o fazem nada que n√£o tenha um prop√≥sito, n√£o s√£o facilmente influenciadas pelos pensamentos e opini√Ķes dos outros. T√™m perseveran√ßa e esperam grandes resultados. Fazem coisas que os outros dizem que n√£o podem ou n√£o sabem fazer. Sempre est√£o aprendendo. √Č necess√°rio apenas uma ideia para alcan√ßar o sucesso. O resto √© plano estrat√©gico, entusiasmo, comprometimento, disciplina e dedica√ß√£o. Outro ponto importante: √© fundamental ter autoconhecimento. √Č preciso saber quais s√£o suas fortalezas, pois elas¬†s√£o ferramentas para te ajudar a chegar onde quer. E tamb√©m quais s√£o suas debilidades, para serem corrigidas e n√£o te atrapalharem no caminho. Assim poder√° usar todo seu conhecimento, talento e habilidade para produzir o m√°ximo poss√≠vel. Saber√° o que te motiva e te da energia para continuar, assim como o que te esgota. Com isso √© mais f√°cil ser respons√°vel, n√£o dar desculpas, n√£o culpar os outros e n√£o reclamar, pois esse comportamento n√£o te levar√° ao sucesso. Pessoas de sucesso tamb√©m erram, mas assumem, reparam o erro, e seguem adiante. Sabem ouvir criticas e se esfor√ßam para ser cada vez melhor. Quando se tem autoconhecimento √© mais f√°cil identificar oportunidades e saber que ser√° capaz de realizar o que precisa. O medo do fracasso √© um grande boicote. Al√©m de tudo isso, √© muito importante ser positivo e ser rodeado de pessoas positivas e construtivas, que oferecem apoio e encorajamento. O melhor de tudo √© que o caminho para o sucesso j√° √© o sucesso. Para saber que est√° no caminho certo, perceba seu grau de satisfa√ß√£o. Pessoas de sucesso s√£o estimuladas pelo que est√£o fazendo e essa satisfa√ß√£o √© contagiante. Todos querem trabalhar com elas, fazer neg√≥cio com elas e estar com elas. Produza resultados e n√£o desculpas. Trabalho traz resultados.     Para sair da autossabotagem: Pare de DRAMATIZAR, seja OBJETIVO Pare de DAR DESCULPAS, assuma a RESPONSABILIDADE Pare de DORMIR mais que o necess√°rio, seja ATIVO Pare de DESVIAR-SE, tenha FOCO Pare de DISTRAIR-SE, tenha DISCIPLINA Pare de DUVIDAR, seja DETERMINADO N√£o DESANIME seja AUTOMOTIVADO Nunca DESISTA, seja PERSISTENTE.

  • Para quem acha que basta ter sorte e uma boa fam√≠lia para ter sucesso na vida, saiba que √© preciso um pouco mais do que isso. A revista √Čpoca Neg√≥cios traz uma mat√©ria sobre o sucesso de Gisele B√ľndchen. Mostrando que o segredo √©: dedica√ß√£o + disciplina + humildade + vontade de ter sucesso + foco + carisma ¬† e algumas coisinhas mais que a fazem ser A Gisele B√ľndchen. Ent√£o vamos ser pr√°ticos, se voc√™ quer¬†ter sucesso, comece avaliando o quanto voc√™ se dedica √† isso diariamente. COMO GISELE B√úNDCHEN CONSTRUIU SUA FORTUNA E SE TORNOU A MODELO MAIS BEM PAGA DO MUNDO Vinte anos de carreira para uma modelo, via de regra, √© o fim da linha. N√£o h√° vi√ßo, ou charme, que resista tanto tempo aos milh√Ķes de olhares cr√≠ticos voltados para as passarelas. Em grande parte, √© por isso que a trajet√≥ria da ga√ļcha Gisele B√ľndchen surpreende. Ela desfilou pela primeira vez aos 14 anos. Hoje, aos 34, est√° no auge. No m√™s passado, a guria, que na adolesc√™ncia cogitara ser jogadora de v√īlei, assinou o maior contrato de sua vida. Ser√° uma das embaixadoras globais da marca Under Armour, a fabricante americana de materiais esportivos. O valor do neg√≥cio √© alvo de controv√©rsias, mas foi estimado em US$ 250 milh√Ķes, uma cifra astron√īmica, mesmo para os padr√Ķes de remunera√ß√£o das beldades internacionais (leia os detalhes mais abaixo). O acordo ‚Äď e esse √© um detalhe estonteante ‚Äď tem dura√ß√£o de dez anos. Extingue-se quando ela completar 44 anos. (Cabe aqui, portanto, uma emenda: Gisele n√£o chegou ao topo. Ela ainda est√°, acredite, em franca ascens√£o.) Por tr√°s dessa longevidade intrigante, e rent√°vel, est√£o as singularidades do l√≠der da ‚ÄúGisele S.A.‚ÄĚ ‚Äď neste caso, ela mesma, Gisele Caroline Nonnenmacher B√ľndchen. A marca pode flutuar em torno de atributos fugazes ‚Äď a beleza, o carisma e a sedu√ß√£o ‚Äď, mas o neg√≥cio est√° calcado em princ√≠pios bem perenes da boa gest√£o. A modelo √© uma craque em quesitos como disciplina, planejamento, controle de imagem, defini√ß√£o de metas e gera√ß√£o de valor (para ela e para as companhias com as quais trabalha). Isso sem falar no oportunismo, que lhe parece inato. Gisele, na verdade, n√£o √© apenas uma modelo, √© uma executiva. N√£o apenas uma executiva, √© uma empreendedora. Desde sempre foi assim. Em uma das rar√≠ssimas ocasi√Ķes em que falou sobre o tema neg√≥cios, deixou cristalinos os seus alvos. Disse Gisele, em 2004, √† revista americana Vanity Fair: ‚ÄúJamais quero ser uma daquelas meninas que, aos 30 anos, tudo o que sabem fazer √© desfilar. Quero olhar para tr√°s e ver que fiz o melhor entre os meus 14 e 26 anos. Mas, depois disso, iniciei um novo cap√≠tulo. H√° pessoas que desfilam para ir a festas e para ganhar notoriedade. E h√° pessoas como eu. Vim de uma fam√≠lia simples. Ser modelo, para mim, √© uma chance de ganhar dinheiro e criar neg√≥cios‚ÄĚ. Haja clareza de objetivos. Busca de resultados Gisele, para atingir suas metas, vale-se da sua disciplina. √Č dona de uma capacidade c√©lebre de se envolver com as marcas com as quais trabalha. Essa postura chamou a aten√ß√£o da americana Leanne Fremar, vice-presidente de cria√ß√£o da Under Armour. ‚ÄúPara termos as imagens necess√°rias √† campanha, que inclu√≠am exerc√≠cios f√≠sicos pesados, ela suou a camisa por muitas horas‚ÄĚ, diz Leanne. ‚ÄúN√£o reclamou de nada, nem mesmo do calor que fazia em Nova York.‚ÄĚ O comercial foi gravado em julho, quando as temperaturas na cidade t√™m o h√°bito de superar 40 graus. ‚ÄúGisele parece que busca os melhores resultados em tudo o que faz‚ÄĚ, afirma a executiva. ‚ÄúFiquei realmente impressionada.‚ÄĚ Os filmes da Under Armour exploram uma esp√©cie de ‚Äúdisson√Ęncia imag√©tica‚ÄĚ, como uma nota esquisita, que real√ßa o interesse por um acorde. Nas cenas, Gisele treina boxe. Simultaneamente, s√£o exibidos coment√°rios dos internautas, √†s vezes ironizando a participa√ß√£o da modelo bonitinha, naquela pancadaria regada a suor. Essa √© a brincadeira. ‚ÄúQuer√≠amos mostrar √†s consumidoras, predominantemente mulheres de 15 a 35 anos, que n√£o h√° limites para quem se dedica a algo com empenho‚ÄĚ, diz Leanne. Gisele, para tanto, n√£o poderia ser mais adequada. Isso embora seja a √ļnica mulher da campanha que n√£o tem na for√ßa f√≠sica a base de sua atua√ß√£o profissional. O restante do elenco feminino da Under Armour √© formado por Misty Copeland, solista do American Ballet Theatre, Lindsey Vonn, campe√£ mundial de esqui, e Kelley O‚ÄôHara, destaque da sele√ß√£o feminina de futebol americano, al√©m da tenista Sloane Stephens. Bom para todos Os resultados gerados por Gisele tamb√©m atra√≠ram a Under Armour ‚Äď e s√£o compat√≠veis com o seu empenho. Em 2 de setembro, quando foi anunciado o contrato com a brasileira, as a√ß√Ķes da companhia americana registraram alta de 4%, o equivalente a uma valoriza√ß√£o de US$ 590 milh√Ķes. Tamb√©m foi assim em outras ocasi√Ķes. As campanhas da C&A com a participa√ß√£o da modelo, entre 2001 e 2005, levaram a um aumento de 30% nas vendas. A Pantene, a principal marca global da P&G para cabelos, teve, por muitos anos, atua√ß√£o incipiente no Brasil. Em 2007, acionou Gisele B√ľndchen. √Ä √©poca, a marca detinha 1,5% do mercado nacional, concorrendo com Dove (Unilever) e Elseve (L‚ÄôOr√©al). De l√° para c√°, a Pantene tornou-se l√≠der em farm√°cias e hipermercados e abocanhou 11,4% das vendas de produtos para cabelo no Brasil. Evidente que o bom resultado dessas campanhas n√£o se limita ao efeito Gisele. Quando uma empresa decide contrat√°-la, √© porque est√° fazendo um baita investimento em marketing ‚Äď e, provavelmente, em qualidade, inova√ß√£o, distribui√ß√£o... Assim, ativa uma mir√≠ade de ferramentas para conquistar a clientela. Nada disso tira o brilho da modelo (at√© porque, quando ela se envolve em algum projeto, estuda muito o produto para ver se ele est√° ‚Äú√† altura‚ÄĚ de associar-se √† sua imagem). ‚ÄúGisele realizou, em poucos meses, o trabalho de fortalecimento da marca que levar√≠amos uma d√©cada para executar sem ela‚ÄĚ, diz Ralph Choate, ex-diretor de marketing da C&A. ‚ÄúMesmo que me dessem um caminh√£o de dinheiro, eu n√£o conseguiria o mesmo resultado sem ela.‚ÄĚ Choate bem que tentou. Em 2005, ao final do contrato, ele afirma que passou tr√™s meses sem dormir direito, quebrando a cabe√ßa para encontrar uma substituta √† altura. ‚ÄúN√£o encontrei‚ÄĚ, diz. A solu√ß√£o foi mudar a percep√ß√£o do p√ļblico. ‚ÄúEm vez de uma mulher brasileira, fui buscar um cantor estrangeiro: o Ricky Martin.‚ÄĚ Embora o executivo afirme que o trabalho gerou o resultado esperado, analistas de mercado t√™m l√° suas d√ļvidas. Se a modelo traz um impacto positivo quando chega, pode provocar o inverso proporcional quando sai. Algumas marcas passam por uma esp√©cie de depress√£o p√≥s-Gisele. Controle de tudo Engana-se, portanto, quem acredita que a beleza √© o ingrediente primordial do sucesso da modelo. A est√©tica, de fato, √© seu produto. As ferramentas com as quais ela a manipula √© que fazem a diferen√ßa. Nesse caso, encaixam-se o profissionalismo e o engajamento. Tais qualidades parecem requisitos banais. No n√≠vel de Gisele, n√£o s√£o ‚Äď nem mesmo em empresas de ponta, em ind√ļstrias ultracompetitivas. No ambiente da moda, ent√£o, essa combina√ß√£o soa como uma anomalia. Ali, predominam ‚Äď ou predominavam, at√© que Gisele desse o exemplo de uma nova postura ‚Äď o estrelismo e a falta de comprometimento. Com a modelo, √© diferente. Um exemplo: desde o come√ßo da carreira, ela define em contrato o hor√°rio de in√≠cio e fim dos trabalhos, reservando uma hora de almo√ßo. ‚ÄúDeu a hora, ela larga a caneta‚ÄĚ, dizem os fot√≥grafos. Depois dela, passou a ser regra entre celebridades determinar o per√≠odo de trabalho em contrato. Gisele √©, ao mesmo tempo, a mat√©ria-prima e o ourives que a transforma; a engenheira e a arquiteta de seu edif√≠cio (no caso, de seu arranha-c√©u). O controle exercido pela modelo n√£o se restringe ao tempo. Avan√ßa sobre a mensagem. ‚ÄúEla tem um dom√≠nio impressionante de si mesma‚ÄĚ, afirma o fot√≥grafo Bob Wolfenson, que a acompanha desde o in√≠cio da carreira. ‚ÄúNo dia a dia, tem um jeito mais de menina, brincalhona. Mas na hora de fazer as fotos, fica sensual, sabe se posicionar para refor√ßar uma ou outra parte do corpo.‚ÄĚ Ele conta que, certa vez, durante um ensaio, sugeriu que Gisele forjasse algumas l√°grimas. ‚ÄúVoc√™ quer que eu chore?‚ÄĚ, ela perguntou. ‚ÄúE chorou. Copiosamente‚ÄĚ, diz ele. Cuidados com¬†a exposi√ß√£o De t√£o atenta ao produto que vende, Gisele aprendeu os segredos da ilumina√ß√£o. Muitas vezes, d√° um toque final na pr√≥pria maquiagem antes de filmar, o que lhe garante mais efici√™ncia na produ√ß√£o de imagens. Ela conhece ainda as peculiaridades dos diferentes modelos de c√Ęmera. Na era anal√≥gica, quando as m√°quinas fotogr√°ficas ainda usavam filmes, ela dava um show √† parte, como um jogador de futebol que se exibe ao abusar das embaixadinhas. Enquanto o fot√≥grafo clicava, a modelo contava o n√ļmero de poses feitas. Quando faltava uma, dizia: ‚ÄúVoc√™ tem s√≥ mais uma foto‚ÄĚ. Gisele √© uma gestora cuidadosa, mas centralizadora. Seu zelo pela imagem √© total. Aprova todas as fotos de campanhas publicit√°rias e editoriais antes de ser publicadas. Assim que acabam os ensaios, pede que o fot√≥grafo apague, na sua frente, as imagens das quais n√£o gostou. Em seguida, quer ter certeza que as cenas barradas ser√£o exclu√≠das da lixeira do computador. Antes de se atrelar a uma marca verifica ainda se a empresa atua de forma ambiental e socialmente correta. Ela pede tamb√©m para ver relat√≥rios sobre a percep√ß√£o do consumidor em rela√ß√£o ao produto que vai anunciar. N√£o h√° em seu comportamento, por√©m, resqu√≠cio do estrelismo das divas. Gisele n√£o faz exig√™ncias alucinadas. N√£o chega sequer a exigir os profissionais com os quais vai trabalhar. Mas, conforme ascendeu na carreira, priorizou alguns nomes ‚Äď tomando sempre o cuidado de variar as escolhas. Parece evitar que algu√©m se proclame ‚Äúo cabeleireiro da Gisele‚ÄĚ ou ‚Äúo maquiador da Gisele.‚ÄĚ Quando fecha uma campanha, envia uma lista com seus nomes preferidos e deixa a decis√£o final para o cliente. Uma de suas poucas exig√™ncias no set? √Āgua de coco. A outra √© o Caf√©. N√£o a bebida, mas o seguran√ßa (esse √© seu apelido). A modelo o considera af√°vel, uma garantia de que n√£o ter√° problemas de imagem provocados por alguma trucul√™ncia no trato com os f√£s. Adapte-se, camaleoa A versatilidade √© outra marca de Gisele. Ela mant√©m, no momento, pelo menos dez contratos simult√Ęneos: Sky, P&G (para Pantene e Oral-B 3D White), Colcci, Chanel, Louis Vuitton, Falabella (grupo chileno de loja de departamentos), Under Armour e a grife italiana Emilio Pucci, al√©m de Hope e Grendene (licenciamento). Embora as marcas foquem p√ļblicos diferentes, ela desfila bem entre as diferentes passarelas. Sua imagem serviu tanto √† popular C&A como √† exclusiva Balenciaga, marca de bolsas vendidas a R$ 4 mil (cada). Suas pernas longil√≠neas agora recheiam os jeans b√°sicos da Colcci e, por outro lado, a sua eleg√Ęncia faz jus ao filme do final deste ano de Chanel n¬ļ 5, o cl√°ssico entre os perfumes. ‚ÄúGisele √© um camale√£o‚ÄĚ, diz Olivier Rose van Doorne, presidente da SelectNY, ag√™ncia dos Estados Unidos, especializada em avaliar a rela√ß√£o entre as marcas de luxo e as celebridades. ‚ÄúH√°, hoje, duas modelos com esse perfil: ela e Kate Moss.‚ÄĚ Ainda assim, Kate tem restri√ß√Ķes para atuar no mercado americano, por conta do seu hist√≥rico com drogas e baladas. Parte da versatilidade da modelo tem a ver com seu carisma e a forma espont√Ęnea, at√© moleca, por√©m muito focada no trabalho, com que cativa os clientes. Foi assim que surgiu o conceito da propaganda da C&A, em 2001. Enquanto Gisele fazia as unhas e arrumava o cabelo para uma sess√£o de fotos, uma equipe gravava o making of da produ√ß√£o. Perguntaram-lhe como havia sido o in√≠cio da sua carreira. Ao que ela respondeu: ‚ÄúEu chegava √† ag√™ncia sempre com umas blusinhas novas e todo mundo queria saber onde eu tinha comprado. Eu dizia: na C&A!‚ÄĚ. Pronto. Minutos depois, a ideia central da campanha ‚Äď que seria comparar a vida de jogadores de futebol √† de modelos ‚Äď havia mudado. O material que foi ao ar trazia depoimentos de Gisele sobre a marca. Outro exemplo: no in√≠cio de carreira, Gisele disputava com outra novata um contrato de um cliente. O teste consistia em fazer uma prova de roupas. A primeira modelo chegou e parou de frente para os avaliadores. Virou. Parou de costas. Saiu. Ent√£o, surgiu Gisele na passarela. Ela se movimentava de forma despojada e tagarelava sem parar. ‚ÄúGente, eu adorei essa cal√ßa! Voc√™s n√£o sabem como √© dif√≠cil encontrar alguma para o tamanho das minhas pernas!‚ÄĚ Levou o trabalho, claro. Empreendedorismo¬†nos bastidores Com o mesmo jeito de quem n√£o quer nada, Gisele tamb√©m empreende. Em 2010, a modelo fotografava para a Hope. Em um dos intervalos da sess√£o de fotos, virou-se para Sandra Chayo, diretora de marketing e uma das herdeiras da empresa, e comentou: ‚ÄúSabe que eu tenho um sonho de ter uma linha de lingerie?‚ÄĚ. Um ano depois, era lan√ßada a Gisele B√ľndchen Intimates. Em tese, o neg√≥cio com a Hope √© um licenciamento. Nesses casos, as empresas s√£o respons√°veis pela produ√ß√£o e distribui√ß√£o dos produtos, pagando √† celebridade os royalties, de 5% a 25% sobre o total das vendas. Na pr√°tica, o acordo de Gisele tem caracter√≠sticas particulares. Ele garante √† modelo participa√ß√£o em todas as fases de desenvolvimento do produto. Ela pode escolher os tecidos, as estampas e a modelagem das pe√ßas ‚Äď e nenhuma delas chega √†s lojas sem sua aprova√ß√£o. As reuni√Ķes s√£o feitas por e-mail, por interm√©dio de Patr√≠cia B√ľndchen, a irm√£ g√™mea, respons√°vel pela negocia√ß√£o dos contratos. Em seguida, Sandra envia algumas pe√ßas piloto para a avalia√ß√£o de Gisele. ‚ÄúNo in√≠cio, eu at√© me questionava se isso fazia sentido, j√° que eu tamb√©m sei como fazer calcinha e suti√£‚ÄĚ, diz a executiva da Hope. ‚ÄúMas Gisele, de fato, √© muito perspicaz e faz coment√°rios √≥timos.‚ÄĚ A estrutura empresarial Entre os B√ľndchen, a voca√ß√£o para os neg√≥cios n√£o surgiu por gera√ß√£o espont√Ęnea. Valdir B√ľndchen, o patriarca de ascend√™ncia alem√£, criou suas seis herdeiras com ideias firmes sobre como vencer na vida. Soci√≥logo, p√≥s-graduado em administra√ß√£o mercadol√≥gica, h√° 30 anos promove treinamentos sobre como planejar carreiras. √Č autor de quatro livros. Entre eles, Como Construir a Si Mesmo e Singular ‚Äď O Poder de Ser Diferente. No momento em que Gisele foi convidada a fechar um contrato com uma ag√™ncia de modelos, ele resistiu. ‚ÄúEla era muito nova e eu n√£o sabia para que tipo de malandro a estava entregando‚ÄĚ, diz. ‚ÄúFoi uma decis√£o dif√≠cil.‚ÄĚ Em 1994, Gisele recebeu o convite¬† para trabalhar com John Casablancas, dono da ag√™ncia Elite e respons√°vel por lan√ßar top models como Cindy Crawford, Claudia Schiffer, Naomi Campbell e Linda Evangelista. Mas seu Valdir s√≥ topou a proposta depois de tra√ßar um plano de carreira para a filha, com a ajuda do empres√°rio. Ele enviou um question√°rio a Casablancas, pedindo que apontasse os pontos fortes e fracos da guria. Al√©m disso, quis orienta√ß√Ķes sobre os passos que deveriam pautar a carreira de uma modelo iniciante. Pediu ainda detalhes sobre o melhor caminho para atingir altos objetivos na carreira. Mais tarde, o agente tra√ßou metas anuais para a evolu√ß√£o de Gisele. Aos 15 anos, ela havia absorvido com primor os ensinamentos do pai e as dicas do empres√°rio. Tinha projetos pr√≥prios e ambiciosos. Perguntou a funcion√°rios da Elite o que teria de fazer para, em um ano, juntar dinheiro e comprar um apartamento. Nessa √©poca, ela j√° controlava o seu fluxo de caixa com rigor. Anotava todas as entradas e sa√≠das em um caderninho. E era econ√īmica. Para n√£o gastar com t√°xis, vivia em busca de caronas ou at√© passava por baixo das catracas de √īnibus. Nariz grande, n√£o.¬†Isso √© excesso¬†de personalidade Valdir B√ľndchen tamb√©m ajudou a filha a solucionar alguns impasses. Pode parecer brincadeira, mas, no in√≠cio, a guriazinha, nascida na min√ļscula Horizontina (RS), cidade com 20 mil habitantes, n√£o parecia ter um futuro t√£o promissor. Faltava interesse no mercado de moda pelas peculiaridades est√©ticas da modelo. Havia, por exemplo, o nariz. Ele era considerado um tanto crescidinho para os padr√Ķes vigentes. Em entrevistas, ela dizia: ‚ÄúMeu pai falou: ‚ÄėGisele, quem tem personalidade tem nariz grande‚Äô‚ÄĚ. Pronto. Ent√£o, para que se preocupar? Fam√≠lia tamb√©m √© a palavra-chave para entender a estrutura empresarial da modelo. O primeiro time de executivos da ‚ÄúGisele S.A.‚ÄĚ √© formado pelos parentes mais pr√≥ximos. Na linha de frente est√£o duas das cinco irm√£s: Patr√≠cia, a g√™mea, com diploma de rela√ß√Ķes p√ļblicas, e Gabriela, advogada, respons√°vel pelos contratos. Rafaela, a ca√ßula, √© quem cuida do Instagram e tem participado de algumas reuni√Ķes com a imprensa. O √ļnico corpo estranho no staff √© o de Anne Nelson, que trabalha com a modelo por meio da ag√™ncia IMG. √Č a respons√°vel pelos contratos internacionais. As meninas B√ľndchen, garantem os interlocutores, preservam um jeito doce de gurias do interior. Quem trata de neg√≥cios com elas considera intrigante o fato de as mo√ßas cuidarem, sozinhas, de acordos com valores milion√°rios. Patr√≠cia √© quem toma as r√©deas nas discuss√Ķes. N√£o raro, √© a mais durona. Ela tamb√©m, normalmente, acompanha Gisele na grava√ß√£o de comerciais. S√≥ ela, observe-se. Muitas celebridades costumam carregar a tiracolo s√©quitos com at√© 50 pessoas nessas ocasi√Ķes. √Č curioso, mas o cl√£ B√ľndchen opera uma ‚Äúmicroempresa‚ÄĚ com abrang√™ncia multinacional. √Č uma multimicroempresa. Governan√ßa? Tamb√©m tem: quem decide, no fim das contas, √© Gisele, embora n√£o se furte a ouvir opini√Ķes sobre os rumos de seus empreendimentos. As finan√ßas,¬†a sete chaves Por ter uma estrutura familiar, √© dif√≠cil estimar o faturamento ou o valor da marca Gisele B√ľndchen. Nos √ļltimos 12 meses, a modelo amealhou US$ 47 milh√Ķes, de acordo com a revista americana Forbes. Isso √© quase seis vezes mais do que as segundas colocadas no ranking: a holandesa Doutzen Kroes e outra brasileira, Adriana Lima. Cada uma delas faturou US$ 8 milh√Ķes. Desde 2001, √©poca em que j√° havia se destacado no mundo da moda, estima-se que Gisele tenha acumulado US$ 427 milh√Ķes, em valores atualizados. O americano Fred Fuld, dono do Stockerblog, um blog focado no mercado de a√ß√Ķes dos Estados Unidos, acompanha a carreira da brasileira h√° sete anos. D√° especial aten√ß√£o ao desempenho dos pap√©is das empresas com as quais ela trabalha. Fuld criou at√© o Gisele Stock Index. De 2007 at√© o fim do √ļltimo semestre, anota Fuld, o investidor que tivesse apostado nas companhias do √≠ndice da modelo teria embolsado ganhos de 105% ‚Äď ante 36,9% do Dow Jones. ‚ÄúSe ela fosse uma empresa‚ÄĚ, afirma o blogueiro, ‚Äúvaleria perto de US$ 600 milh√Ķes‚ÄĚ. O tema finan√ßas √© tabu no cl√£ B√ľndchen. Patr√≠cia, a g√™mea e bra√ßo direito de Gisele, contesta os valores divulgados das campanhas publicit√°rias, assim como as avalia√ß√Ķes financeiras sobre a marca. Ela, por exemplo, negou a NEG√ďCIOS o montante do contrato com a Under Armour (‚ÄúOs n√ļmeros s√£o meras suposi√ß√Ķes e a divulga√ß√£o dessas informa√ß√Ķes equivocadas acaba adquirindo um status de verdade pela reprodu√ß√£o em massa‚ÄĚ, escreveu, na mesma mensagem em que negou dar entrevista para ‚Äún√£o compactuar com mat√©rias que tenham o objetivo de falar de n√ļmeros, pois eles n√£o s√£o reais‚ÄĚ.) A empresa americana, por sua vez, n√£o comenta o assunto. Contudo, fontes pr√≥ximas √† companhia ouvidas pela reportagem confirmaram o valor de US$ 250 milh√Ķes, pr√≥ximo ao anunciado pela Forbes. N√£o √© uma cifra estapaf√ļrdia, considerando a dura√ß√£o do contrato (uma d√©cada) e o impacto positivo que o seu mero an√ļncio teve sobre a marca (US$ 590 milh√Ķes, mais que o dobro). Coloca-a em um patamar, digamos, √ľber (termo alem√£o que significa ‚Äúacima, al√©m‚ÄĚ), para citar o sufixo que ela inaugurou antes da palavra modelo. Uma quantia pouco maior teria sido oferecida pela Under Armour ao jogador de basquete Kevin Durant. Ele declinou. Preferiu renovar com a concorrente, a Nike. Outras celebridades costuram contratos com valores muito maiores. Michael Jordan, outro astro do basquete, tem um contrato vital√≠cio com a Nike. Somente no ano passado, o acordo lhe rendeu perto de US$ 60 milh√Ķes. Uma ajudinha¬†de Bill Clinton √Č claro que uma carreira t√£o bem-sucedida n√£o se constr√≥i somente com uma vis√£o acurada para neg√≥cios. A sorte tamb√©m conta, e muito. Em 1998, ela teve sorte. A modelo participou naquele ano do desfile do estilista brit√Ęnico Alexander McQueen. A plateia acomodava Anna Wintour, a editora da Vogue Am√©rica, retratada no filme O Diabo Veste Prada (no qual, ali√°s, Gisele fez uma pontinha). Assim que a brasileira pisou na passarela, Anna cutucou sua assistente: ‚Äú√Č essa a menina‚ÄĚ. No ano seguinte, Gisele estampava a capa da Vogue americana, principal revista de moda do mundo, acompanhada da manchete: The Return of the Sexy Model (‚ÄúO retorno da modelo sexy‚ÄĚ). A foto trazia Gisele em um cen√°rio campestre. Foi um marco. Anna buscava havia tempos uma modelo como a brasileira. No fim da d√©cada de 90, reinavam nos editoriais de moda os ensaios com um ar grunge, soturno, um visual batizado de ‚Äúheroin chic‚ÄĚ, no qual se destacavam olhos fundos e rostos angulados. A principal refer√™ncia daquele per√≠odo era Kate Moss. Preocupado com a difus√£o dessa imagem entre os jovens americanos, Bill Clinton, ent√£o presidente dos Estados Unidos, apelou aos editores de moda para que investissem em novas mulheres. Ele queria gente capaz de inspirar as pessoas a seguir h√°bitos saud√°veis. E Gisele estava bem ali. Logo, ela fechou contrato com a Victoria‚Äôs Secret e tornou-se uma das angels da marca. ‚ÄúGisele foi um estouro porque representa aquilo que o americano m√©dio considera bonito‚ÄĚ, diz Olivier Rose van Doorne, da SelectNY. ‚ÄúEla √© sexy, mas ao mesmo tempo saud√°vel e s√©ria. Atende √†s regras conservadoras da nossa sociedade.‚ÄĚ Para Van Doorne, hoje, Gisele B√ľndchen e seu marido, o jogador de futebol americano Tom Brady, s√≥ perdem em admira√ß√£o nos Estados Unidos para o casal Angelina Jolie e Brad Pitt. Em faturamento, por√©m, Gisele e Brady superam os astros do cinema, segundo a Forbes. Dissabores? Tamb√©m O caminho de sucesso incluiu, como costuma acontecer, rixas, inclusive bastante √°cidas ‚Äď como aquela com a ag√™ncia de modelos Elite, de John Casablancas, o empres√°rio que havia trabalhado com Gisele nos primeiros anos de carreira. Em 1999, ela o trocou pela IMG, ag√™ncia que se tornaria a maior do mundo em gest√£o de celebridades, com clientes como o golfista Tiger Woods, o piloto Michael Schumacher e o jogador de futebol americano Joe Montana, considerado o melhor de todos os tempos. Casablancas sentiu-se tra√≠do e bradou isso aos quatro ventos ‚Äď e em sua autobiografia Vida Modelo. ‚ÄúEm uma carreira na qual eu conhecera a trai√ß√£o em todas as suas formas, a de Gisele foi especialmente fria e ego√≠sta‚ÄĚ, escreveu. Casablancas afirmou que Gisele proibiu judicialmente a agente Liliana Gomes de citar, em seu release profissional, o fato de ele estar presente no dia em que ela foi ‚Äúdescoberta‚ÄĚ. ‚ÄúGisele n√£o suporta que ningu√©m possa ganhar algum dinheiro mencionando o seu nome, mesmo que seja apenas contando um fato real‚ÄĚ, anotou. O empres√°rio morreu no ano passado, v√≠tima de c√Ęncer, no dia do anivers√°rio de Gisele: 20 de julho. Essa, por√©m, foi uma das raras queixas contra Gisele que vieram √† tona em duas d√©cadas de trabalho. Em geral, a rela√ß√£o entre a modelo e os colegas √© boa. No set de fotos, vale a descontra√ß√£o. Na rua, a discri√ß√£o. Ela n√£o √© vista na madrugada abra√ßada a fot√≥grafos famosos, como muitas modelos. Gisele raramente fica em festas por mais de 20 minutos. E n√£o adia trabalhos por causa de eventos. Este ano, o fot√≥grafo Mario Testino, nom√£o do ramo, pediu que ela fosse √† abertura de sua nova exposi√ß√£o. Com delicadeza, Gisele disse n√£o a uma das maiores refer√™ncias da moda mundial. Ela iria gravar uma campanha no mesmo hor√°rio. Em compensa√ß√£o, foi jantar com Testino no Emiliano, em S√£o Paulo, na noite anterior. No dia seguinte, de surpresa, passou na exposi√ß√£o antes da abertura oficial e tirou fotos, depois postadas nas redes sociais. N√£o desmarcou o compromisso com o cliente, nem deixou descontente seu amigo (e colega valioso). Tudo feito de maneira delicada, equilibrada. A imagem perfeita Atitudes desse tipo ajudam a construir uma imagem de Gisele B√ľndchen que foge, ao menos no campo da comunica√ß√£o, ao primeiro c√≠rculo do sucesso, ocupado pelas celebridades banais. A modelo parece ter alcan√ßado um n√≠vel acima ‚Äď o reservado aos mitos. Atributos n√£o lhe faltam para tanto. √Č exuberante, rica, simp√°tica (sempre que se aproxima de um desconhecido em uma reuni√£o, antecipa-se e diz: ‚ÄúPrazer, sou Gisele‚ÄĚ), moderna, inteligente e articulada (em quatro idiomas), ‚Äúsustent√°vel‚ÄĚ (seus dois filhos, Benjamin, de 4 anos, e Vivian Lake, de 1 ano, nasceram de parto natural, em casa). Al√©m do mais, raramente come carne e evita que as crian√ßas consumam lactose. Pratica diversos esportes, como ioga, kung fu, surfe, cavalgada e boxe. Tamb√©m √© adepta de medita√ß√£o. Vive entre estrelas. Na vida pessoal, namorou, sem alarde, o ator Leonardo DiCaprio. Pouco depois de terminar o relacionamento, conheceu, namorou e casou com Brady, o quarterback do New England Patriots, a posi√ß√£o que o Superman ou o Capit√£o Am√©rica ocupariam em uma equipe desse esporte, caso fossem atletas. ‚ÄúA Gisele √© a princesa perfeita para que o consumidor construa a sua pr√≥pria f√°bula‚ÄĚ, diz o publicit√°rio Silvio Matos, √† frente da Idealista, empresa de marketing digital, especializada em gest√£o de marcas. Ela d√° mostras de ter no√ß√£o desse poder. Nunca aceita, por exemplo, que sua imagem seja associada ao pre√ßo de um produto. Nas campanhas, ocupa o espa√ßo do conceito, do sonho, do storytelling (o termo que virou moda). Por isso, algumas a√ß√Ķes da modelo fazem um baita eco entre os consumidores. Tome como exemplo o t√£o cobi√ßado cabelo. Ele inspirou a cria√ß√£o de um corte nos sal√Ķes. Mas Gisele, elegantemente, desdenha. Insiste em dizer que suas ondas capilares s√£o de f√°cil imita√ß√£o: basta lavar os cabelos, enrol√°-los com as m√£os e fazer um coque. Depois de seco, √© s√≥ soltar. Nosso conselho: n√£o tente fazer em casa. N√£o vai dar certo. ‚ÄúO mito √© algu√©m que toca muita gente, mas que ningu√©m consegue toc√°-lo‚ÄĚ, afirma o psiquiatra Jorge Forbes. ‚ÄúEle promete uma proximidade que n√£o entrega.‚ÄĚ Um vatic√≠nio A sede pela conquista √© outro ingrediente do sucesso de Gisele. N√£o √© apenas o dinheiro. √Č a vontade de realizar coisas, mover-se, ampliar horizontes. N√£o poderia ser diferente. N√£o h√° executivo, l√≠der ou empres√°rio bem-sucedido que n√£o seja movido por esse tipo de impulso. Neles, a ambi√ß√£o √© natural, um acess√≥rio de s√©rie. No caso da modelo ga√ļcha, a primeira demonstra√ß√£o p√ļblica dessa peculiaridade foi precoce, ainda em 1994, no in√≠cio da carreira. Na √©poca, em S√£o Paulo, a menina acabara de conhecer os ex-diretores da ag√™ncia Elite, Liliana Gomes e Zeca de Abreu. Havia sido apresentada √† dupla pelo empres√°rio Dilson Stein, uma esp√©cie de ca√ßador de talentos, que viajava pelo interior do sul do pa√≠s garimpando meninas jeitosas para as passarelas. Gisele, com 14 anos, disparou uma pergunta na dire√ß√£o de Liliana: ‚ÄúEu queria ser jogadora de v√īlei, mas, se eu for modelo, vou ganhar mais?‚ÄĚ. A empres√°ria devolveu: ‚ÄúSim, muito mais‚ÄĚ. Como se percebe, ela n√£o deu uma resposta. Emitiu um vatic√≠nio. Coube a Gisele B√ľndchen constru√≠-lo, passo a passo, em milhares de passarelas, com suas inconfund√≠veis pernas longas. CONSTRU√á√ÉO E GEST√ÉO DA MARCA Os passos de Gisele para transformar sua imagem num ativo poderoso 1. Planejamento estrat√©gico J√° na adolesc√™ncia, Gisele tinha uma lista de seus pontos fortes e fragilidades. Tamb√©m definiu aonde queria chegar e as principais a√ß√Ķes para alcan√ßar seus objetivos Como fez isso: antes de fechar o primeiro contrato com uma ag√™ncia, a Elite, seu pai, Valdir, preparou um question√°rio com perguntas sobre o potencial da filha e as perspectivas para a sua carreira. O plano posteriormente tra√ßado seguia um roteiro comum a modelos iniciantes: primeiro, uma passagem por T√≥quio para ganhar dinheiro. Depois, Nova York e Paris, onde aprenderia ingl√™s e teria proje√ß√£o mundial 2. Boa rede de relacionamentos Desde o in√≠cio da carreira, Gisele formou uma s√≥lida rede de contatos, com pessoas do mundo da moda. Mas tamb√©m deu sorte. Ela caiu no gosto de gente como Anna Wintour, a lend√°ria editora da Vogue Am√©rica Como fez isso: cultivava amizades com modelos estrangeiras. No in√≠cio da carreira, estava sempre dispon√≠vel para qualquer trabalho ‚Äď e, neles, cativava os clientes com o seu carisma 3. Trabalho duro e profissionalismo Em um meio em que o padr√£o √© atrasar horas para os compromissos, Gisele sempre foi pontual. N√£o √© afeita a estrelismos. Ela entende o que o cliente precisa e entrega o que foi prometido ‚Äď geralmente, superando as expectativas Como faz isso: estabelece em contrato o tempo total de trabalho, com uma hora de pausa para o almo√ßo. N√£o faz exig√™ncia por comidas e bebidas (com exce√ß√£o de √°gua de coco) e trata toda a equipe com educa√ß√£o. Durante o trabalho, n√£o reclama de cansa√ßo nem perde o bom humor 4. Aten√ß√£o aos clientes Gisele envolve-se com as marcas que promove. Aproveita a sua experi√™ncia para encontrar a melhor forma de exibir o que vai vender Como faz isso: quando n√£o testa os produtos, relembra hist√≥rias pessoais para mostrar sua experi√™ncia com a marca ‚Äď e gosta de cont√°-las at√© mesmo nos bastidores. Enquanto se preparava para filmar a primeira campanha da C&A, falou, na grava√ß√£o do making of, que, no in√≠cio da carreira, sempre comprava pe√ßas na loja. Aos diretores da Colcci, ela disse: ‚ÄúMeu primeiro jeans foi da Colcci, sabiam?‚ÄĚ 5. Equipe de confian√ßa Embora tenha uma ampla rede de apoio, Gisele restringiu a gest√£o de sua carreira a um c√≠rculo pequeno, formado por pessoas pr√≥ximas. Desde 2006, as decis√Ķes sobre os neg√≥cios est√£o concentradas no n√ļcleo familiar Como faz isso: hoje, sua irm√£ g√™mea, Patr√≠cia, fecha as campanhas publicit√°rias e fala com a imprensa. Gabriela, a irm√£ advogada, √© respons√°vel pelos contratos. Rafaela, a ca√ßula, cuida de seu Instagram. A √ļnica pessoa da equipe que n√£o leva o sobrenome B√ľndchen √© sua agente internacional, Anne Nelson, que a acompanha desde o in√≠cio da carreira 6. Cuidado com a marca Gisele tem extremo controle sobre tudo que envolve o seu nome e a sua imagem. Sua

  • Nascemos deles, somos criados por eles, aprendemos muito com eles, seguimos os exemplos deles e passamos a vida tentando ter a aprova√ß√£o, o amor e o reconhecimento deles. Nossos pais, querendo ou n√£o, s√£o a figura mais importante da nossa vida. Grande parte dos conflitos emocionais nascem da nossa rela√ß√£o com os nossos pais. Temos a sensa√ß√£o de que eles s√£o adultos, s√°bios, respons√°veis e que sabem mais do que n√≥s. Formamos¬†uma imagem deles, como seres maduros e respons√°veis.¬†Essa √© a nossa vis√£o na perspectiva de filho, como se f√īssemos crian√ßas. Cobramos coisas que eles deveriam ter feito ou que deixaram de fazer, o carinho e a aten√ß√£o que n√£o recebemos da forma que quer√≠amos. N√£o vemos que eles tamb√©m s√£o filhos. Sabemos disso, racionalmente, mas n√£o conseguimos enxergar isso em uma dimens√£o mais profunda, nos colocando no lugar deles de forma verdadeira. N√£o pensamos que eles s√£o humanos fr√°geis que t√™m medos e que fracassam. Nossos pais guardam muitos conflitos mal resolvidos herdados e causados pelos nossos av√≥s, que por sua vez tiveram assuntos mal resolvidos com nossos bisav√≥s, que por sua vez guardaram muita m√°goa dos nossos tatarav√≥s que muito provavelmente sofreram em alguma situa√ß√£o de guerra, onde era proibido expressar sentimentos e at√© senti-los. E assim vai. Pais sempre passam problemas mal resolvidos para os filhos, cren√ßas limitantes, raivas, medos e m√°goas. Atrav√©s de exemplos, a√ß√Ķes e palavras. Nossos av√≥s possivelmente tinham problemas de autoestima, sofreram rejei√ß√£o, agress√Ķes f√≠sicas, m√°goas mal resolvidas, v√°rios problemas emocionais que foram passados para os nossos pais, que passaram para n√≥s e que podemos passar para nossos filhos. Viemos de uma linhagem de conflitos mal resolvidos, de filhos com problemas com os pais. Quem nunca pensou sobre isso e que t√™m problemas mal resolvidos com os pais hoje, ir√° passar parte dessa negatividade para seus filhos, que passar√£o para seus netos, at√© que algu√©m tome consci√™ncia disso e quebre essa corrente. Os conflitos¬†que carregamos t√™m uma dimens√£o maior e mais profunda do que voc√™s imaginam. √Ȭ†comum pessoas de todas as idades, terem m√°goas dos pais de fatos ocorridos na inf√Ęncia: se meu pai n√£o fosse t√£o repressor; se minha m√£e tivesse me defendido; se n√£o tivessem me rejeitado; se fossem mais presentes; se tivessem me dado apoio emocional, financeiro. Alguns t√™m consci√™ncia desses sentimentos, mas a maioria n√£o. Essa √© uma perspectiva de filho observando a situa√ß√£o de forma pontual, n√£o pensando nos motivos que geraram esses comportamentos. E tamb√©m √© uma bela desculpa para algo que vai mal, culpar o outro por um problema na nossa vida, n√£o assumir a responsabilidade de mudar e ficar eternamente reclamando que uma coisa n√£o deu certo por causa dos pais. Liberar os pais dessa culpa √© t√£o importante para os pais quando para voc√™ mesmo. Perdoar, sair do papel da v√≠tima, da crian√ßa magoada, e passar a ver os pais como seres humanos e filhos tamb√©m. Isso nos torna mais adultos. Poder comandar o pr√≥prio destino, n√£o ter mais a necessidade de culpar algu√©m pelos nossos problemas e fracassos. Quest√Ķes mal resolvidas com os pais interferem diretamente em todas as √°reas da nossa vida. Quanto mais em paz estiver com os pais, mais a vida fluir√°. N√£o importa o quanto bom ou n√£o eles foram, importa sua posi√ß√£o em rela√ß√£o a eles. Se voc√™ n√£o est√° tendo bons resultados em sua vida, pense em quais conflitos voc√™ ainda tem guardado de seus pais, o que ainda n√£o foi totalmente perdoado. Acredito que esse √© um grande passo rumo √† prosperidade! Se estiver dif√≠cil de caminhar sozinho, fa√ßa terapia.

  •   Pode ser o melhor ano da sua vida, porque agora voc√™ saber√° como fazer isso acontecer. Eu imagino que voc√™ tenha feito planos para 2015 e at√© teve a sensa√ß√£o de que agora ser√° diferente. Mas talvez isso tamb√©m tenha acontecido em 2014, 2013, 2012... E por que nesse ano pode ser diferente? Porque agora voc√™ aprender√° que n√£o bastam planos, √© preciso planejamento. N√£o bastam sonhos, √© preciso metas e n√£o basta esperar, √© preciso agir. Se voc√™ sabe¬†de todas essas coisas e mesmo assim sua vida n√£o est√° como voc√™ gostaria, alguma coisa est√° acontecendo de errado. Vamos descobrir?! Primeiro voc√™ precisa saber: O QUE VOC√ä REALMENTE QUER. Depois, O QUE VOC√ä EST√Ā DISPOSTO A FAZER PARA CONSEGUIR ALCAN√áAR SEU OBJETIVO? A√≠ ent√£o tra√ßar uma meta com as perguntas: O que eu quero? Para que desejo isso? Como vou conseguir isso? Quem poder√° me ajudar? Quanto dinheiro posso¬†gastar com isso? Quando quero¬†conseguir isso? E todas as perguntas mais que voc√™ achar necess√°rio. Quanto mais planejado e estruturado mais f√°cil de alcan√ßar suas metas. ....................................... CONTROLE SUA MENTE SUPERE SEUS LIMITES NUTRA TEU CORPO SINTA SUA FOR√áA ASSUMA O RISCO ALCANCE SUAS METAS ENFRENTE SEUS MEDOS IGNORE COISAS NEGATIVAS CULTIVE H√ĀBITOS SAUD√ĀVEIS ASSUMA A RESPONSABILIDADE¬† ....................................... Se estiver dif√≠cil de trilhar esse caminho sozinho,¬†pe√ßa ajuda, fa√ßa terapia.Seu futuro √© uma quest√£o de escolha e s√≥ depende de voc√™!

  •   Promessas s√£o provoca√ß√Ķes para a nossa for√ßa de vontade. Assumir um compromisso com algu√©m inclui o outro e implica valores como √©tica, pontualidade, considera√ß√£o com o outro. E quando o compromisso √© com voc√™ mesmo? Para realmente valorizar uma promessa ao ponto de cumpri-la √© necess√°rio ser sincero, ter um bom prop√≥sito e n√£o fazer nada apenas para seguir o protocolo. Precisa de comprometimento, honestidade, dedica√ß√£o, para ter motiva√ß√£o necess√°ria para cumprir o que se disp√īs a fazer. Agora √© um bom momento de avalia√ß√£o do ano que est√° terminando. Voc√™ se lembra do que desejava cumprir esse ano? Conseguiu? J√° est√° sentindo a motiva√ß√£o que s√≥ um final de ano nos traz? Essa sensa√ß√£o de que 2015 tudo ser√° diferente, que ser√° o ano da sua vida, que tudo dar√° certo magicamente, infelizmente isso n√£o passa de uma sensa√ß√£o. A n√£o ser que voc√™ realmente COMPROMETA-SE. Se voc√™ agir da mesma forma, se pensar da mesma forma, se comprometer da mesma forma, ter√° resultados iguais aos que est√° tendo agora. Fique atento para n√£o se boicotar, uma pessoa s√≥ pode se comprometer na exata medida de suas possibilidades, qualquer outra forma √© fantasiosa. √Č necess√°rio se comprometer com a verdade. Se acha que deve fazer algo por que √© esperado, n√£o fa√ßa. Fa√ßa as coisas com mais verdade e menos obriga√ß√£o. Seja mais honesto com voc√™ mesmo. Se voc√™ tem um desejo que ainda n√£o conseguiu realizar, mesmo que sempre tente e¬†sempre pense que agora ir√° conseguir, pergunte-se: eu realmente quero isso? O que me motiva a realiza-lo? Se √©¬†um desejo justo, se √©¬†o que realmente voc√™ quer por que ainda n√£o realizou? A pergunta certa nesse caso √©: o que tem de bom em n√£o acontecer isso que tanto desejo? O que aconteceria de ruim se isso acontecesse? Procure as respostas nas suas cren√ßas. Geralmente sentimos medo, n√£o acreditamos no nosso potencial, fantasiamos coisas negativas sobre nossos sonhos e fingimos que n√£o. Fazemos planos, pois eles s√£o menos exigentes do que metas. Um plano singelo, mais compat√≠vel com nossos recursos, menos arriscado ao fracasso. Acreditamos que certas coisas s√£o dif√≠ceis, temos cren√ßas que nos limitam e nem percebemos. Temos sonhos, pois eles n√£o necessariamente precisam se realizar. Que tal agora trocar sonhos por objetivos e planos por metas bem definidas? Prometa para si mesmo, comprometa-se com voc√™ mesmo. Realmente fa√ßa diferente em 2015. Tenha bem claro o que quer e o que far√° para conquistar. Seja uma ‚Äúpessoa de palavra‚ÄĚ, use sua √©tica ao seu favor e n√£o se decepcione. Compromissos t√™m mais condi√ß√Ķes de serem cumpridos do que promessas. Se estiver dif√≠cil de conseguir trilhar esse caminho sozinho, pe√ßa ajuda, fa√ßa terapia.

  •     A NATUREZA N√ÉO PRECISA DE PESSOAS. AS PESSOAS PRECISAM DA NATUREZA. Com as vozes de Pen√©lope Cruz, Harrison Ford, Edward Norton, Robert Redford, Julia Roberts, Ian Somerhalder e Kevin Spacey, a nova campanha da Conservation International, tem a inten√ß√£o de sensibilizar as pessoas para que se preocupem em cuidar do planeta. Precisamos do planeta para sobreviver, uma ideia t√£o obvia, mas que precisa ser lembrada. Para isso, famosos de Hollywood se uniram e gravaram uma s√©rie de curtas metragens para dar voz √† natureza. A mensagem provocativa da campanha √©: A natureza n√£o precisa de pessoas.¬†As¬†pessoas precisam da natureza. ... Os seres humanos s√£o parte da natureza. A natureza n√£o depende que seres humanos existam para existir, mas os seres¬†humanos s√£o totalmente dependentes dela.¬† O crescente n√ļmero de pessoas no planeta e¬†a forma que vivemos¬†determina o nosso¬†futuro e o¬†da natureza. A natureza vai continuar, n√£o importa¬†como, ela ir√° evoluir.¬† A quest√£o √©: ser√° que estaremos junto ou n√£o? Se a natureza pudesse falar, provavelmente diria que isso n√£o importa muito, de qualquer forma. Devemos entender que existem maneiras de o planeta evoluir e¬†que est√£o totalmente fora¬†do nosso controle. Mas h√° coisas que podemos fazer com responsabilidade¬†que nos permitir√° evoluir junto com o planeta. N√≥s somos a Conservation International e precisamos da sua ajuda. Nosso movimento √© dedicado a gerenciar as coisas que podemos controlar. Melhorar. Pa√≠s por pa√≠s. Empresa por empresa. Pessoa por pessoa. Isso n√£o √© sobre n√≥s contra eles. N√£o importa sua nacionalidade, nem se voc√™ √© muito engajado em causas humanit√°rias, ou um apaixonado por animais. Isso √© apenas sobre todos n√≥s, humanos, unidos para fazer o que precisa ser feito. Por que se n√£o fizermos, a natureza ir√° continuar a evoluir, s√≥ que sem n√≥s.¬†¬† ISSO √Č PARA UM FUTURO COM SERES HUMANOS Assista aos v√≠deos legendados:   ... ... ... ... ...   ...     ...       Fontes: Nature is Speaking Por Luiza Franco  

  • √Č f√°cil reclamar do mundo, da sociedade, de Deus. Mas voc√™ j√° parou para pensar de onde vem o caos? Onde est√£o as ra√≠zes da insanidade humana? O problema existe porque os indiv√≠duos est√£o vivendo um caos internamente. O caos total n√£o √© nada al√©m de um fen√īmeno combinado: todos n√≥s contribu√≠mos com a nossa parcela de caos. O mundo √© um lugar perfeito. A abund√Ęncia da natureza √© perfeita. O planeta √© o para√≠so. O problema est√° na humanidade. As pessoas causam todo o sofrimento de que reclamam: o relacionamento de umas com as outras e delas com elas mesmas. Estamos todos conectados, tudo tem conex√£o. O in√≠cio do problema est√° com voc√™: voc√™ √© o "problema do mundo". Portanto, n√£o evite a realidade do seu mundo interior, essa √© a primeira parte. Voc√™ √© o problema, e a menos que voc√™ seja bem resolvido, qualquer coisa que voc√™ fa√ßa ir√° tornar as coisas mais complicadas. Primeiro coloque sua vida em ordem. Entenda o prop√≥sito de cada coisa que voc√™ faz e pare de viver inconscientemente como se nada tivesse consequ√™ncias. Quando voc√™ percebe os problemas da humanidade e reclama, voc√™ est√° vendo apenas os sintomas. A pobreza n√£o √© a raiz, a raiz √© a ambi√ß√£o. A pobreza √© o resultado. Voc√™ continua lutando contra a pobreza e nada vai acontecer. A raiz √© a ambi√ß√£o e a ambi√ß√£o tem de ser extirpada. Quando voc√™ √© ambicioso? Voc√™ usa todas as roupas que t√™m no seu guarda roupas? Voc√™ t√™m coisas paradas e sem uso que outras pessoas poderiam estar usando? Voc√™ √© o problema do mundo. A guerra n√£o √© o problema, o problema √© a agressividade individual, a guerra √© apenas a acumula√ß√£o da agressividade individual. Voc√™ continua participando de passeatas de protesto, e a guerra n√£o vai acabar por isso. Isso n√£o faz nenhuma diferen√ßa. Voc√™ sabe lidar bem com a sua agressividade? A raiva que voc√™ sente de algu√©m √© apenas um espelho que reflete algum assunto mal resolvido dentro de voc√™. As pessoas n√£o est√£o em paz consigo mesmas, por isso a guerra existe, do contr√°rio, essas pessoas v√£o enlouquecer. A cada d√©cada, uma grande guerra √© necess√°ria para descarregar a humanidade de suas neuroses. O problema n√£o √© a guerra; o problema √© a neurose individual. Aqueles que se tornaram iluminados buscaram as causas profundas das coisas: Cristo, Buda, Khrisna... Eles examinaram as ra√≠zes e tentaram nos dizer: Mude a raiz. √Č necess√°ria uma transforma√ß√£o radical, as reformas comuns n√£o v√£o funcionar. Mas voc√™ pode n√£o entender, pode n√£o ver a rela√ß√£o, n√£o percebe como a medita√ß√£o est√° relacionada com a guerra. Se pelo menos um por cento da humanidade se tornar meditativo, as guerras v√£o desaparecer. E n√£o h√° outra maneira de p√īr fim √†s guerras. √Č meditando que voc√™ encontra sua ess√™ncia, entende seus sentimentos, sente paz. ¬†A ambi√ß√£o ser√° menor e, naturalmente, a pobreza ser√° menor. A pobreza n√£o est√° a√≠ porque as coisas s√£o escassas, a pobreza est√° a√≠ porque as pessoas est√£o acumulando, porque as pessoas s√£o ambiciosas, elas sentem um vazio interior e acham que com objetos acumulados esse sentimento ir√° desaparecer. O mundo √© um reflexo do que voc√™ √©. ‚ÄúO mundo n√£o √© nada al√©m de um fen√īmeno projetado da alma individual‚ÄĚ. OSHO Adaptado por Luiza Franco

  • Mais prazer J√° percebeu como estamos acelerados? Tudo passa r√°pido e quase sem que a gente se de conta. Bom, esta na hora de mudar isso! Pelo menos de vez em quando... Ande mais a p√©! E mais devagar. Fique atento aos seus sentidos. Perceba o sol no rosto, os cheiros que vem enquanto voc√™ caminha, a beleza que existe nesse caminho. Esse comportamento ir√° ajuda-lo a perceber mais a vida e aproveitar melhor os pequenos prazeres. Boas mem√≥rias Tire mais fotografias! E as revele, escolha as melhores e monte √°lbuns e sempre que puder relembre desses momentos. Lembrar de por que voc√™ sorria naquele dia. Hoje n√£o tem desculpas, a maioria dos celulares tiram fotos, ent√£o todos t√™m uma c√Ęmera na m√£o e pelo menos alguns bons momentos na semana. Aproveite e relembre! M√ļsicas empolgantes Sempre que puder carregue com voc√™ um Mp3, m√ļsicas no celular, CDs... A ideia √© que voc√™ possa sempre acessar uma playlist das suas m√ļsicas preferidas e bem animadas. A m√ļsica nos ajuda a lembrar de bons momentos e a fantasiar outros v√°rios momentos que ainda n√£o vivemos. Acorde bem Voc√™ pode ser daquelas pessoas que n√£o gosta muito de acordar cedo, mas se √© necess√°rio, fa√ßa isso com mais qualidade. Acordar, pular da cama, correr tomar banho e sair de casa sem tomar caf√© n√£o faz bem. Acorde 15 minutos mais cedo e fa√ßa tudo com mais calma. Quando j√° se est√° acordado n√£o faz diferen√ßa o sono, o dif√≠cil √© aquele instante em que o despertador toca e que voc√™ ainda quer dormir mais. Ter seus primeiros momentos do dia com mais tranquilidade far√° diferen√ßa no seu dia todo. Repense seus gastos Se est√° no vermelho, seja mais criativo, nem tudo precisa ser comprado. Use a sua imagina√ß√£o e fa√ßa voc√™ mesmo. Ou busque novas alternativas.Ver√° que gastamos muito dinheiro sem precisar. Olho no olho Prefira encontrar seus amigos pessoalmente, ao inv√©s de apenas conversar por email, mensagens ou nem ter tanto contato. √Äs vezes a pessoa n√£o √© amigo, mas voc√™ quer falar com ela, marque um encontro, assunto voc√™s j√° tem. Tanta facilidade de comunica√ß√£o afasta as pessoas. Sempre que puder converse pessoalmente. Fazendo amor √Č natural que em algum momento da vida a dois o di√°logo n√£o esteja fluindo como deveria. √Č preciso ent√£o prestar aten√ß√£o nas coisas que voc√™ anda dizendo. A rotina e a intimidade faz com que muitas coisas n√£o precisem ser ditas, mas √© preciso ter cuidado para n√£o deixar de lado assuntos importantes para o outro. √Č bom perguntar como foi o dia mesmo que a resposta seja sempre a mesma. √Č bom falar do assunto que o outro gosta mesmo que voc√™ n√£o se interesse muito. E principalmente, √© essencial ouvir o que o outro tem a dizer. Seja volunt√°rio A sensa√ß√£o de fazer parte de um grupo, de pertencer, de lutar por uma grande causa, preenche sua exist√™ncia. Te faz sentir √ļtil, te da sentido para a vida, al√©m de ser √≥timo se doar, exercitar o amor incondicional, o altru√≠smo e a filantropia.

  • Maratona Oscar por aqui tamb√©m!!! Para quem me conhece bem sabe que eu adoro uma Maratona Oscar, fa√ßo todo ano e esse ano os filmes est√£o incr√≠veis e eu t√ī amando, tanto que vou tentar, fazer uma an√°lise psicol√≥gica de todos os filmes indicados ao Oscar 2014! Vamos come√ßar pelo meu preferido: The Wolf of Wall Street (O lobo de Wall Street) INDICA√á√ēES: Melhor filme Melhor Roteiro adaptado Melhor ator: Leonardo DiCaprio Melhor ator Coadjuvante: Jonah Hill (Donnie Azoff) Melhor Diretor: Martin Scorsese O filme trata-se da adapta√ß√£o da autobiografia de Jordan Belfort,¬†um corretor de t√≠tulos de¬†Nova York , interpretado por Leonardo DiCaprio, que ficou milion√°rio come√ßando uma empresa de investimentos, a Stratton Oakmont, do zero. A firma praticava fraudes de seguro e corrup√ß√£o em Wall Street na d√©cada de 90. Ele at√© tentou ir na legalidade, andando no limite mas logo tudo virou uma farsa. Um golpe atr√°s do outro. Em 1987, Jordan Belfort, torna-se um corretor de a√ß√Ķes em uma empresa Wall Street. Seu chefe, Mark Hanna (Matthew McConaughey) o incentiva a mudar seu estilo de vida, adotando um comportamento mais liberal para drogas e deprava√ß√£o, a fim de obter sucesso. Ap√≥s pouqu√≠ssimo tempo de empresa, ele ganha sua licen√ßa de corretor, por√©m perde o emprego quando a empresa vai a fal√™ncia ap√≥s a Segunda-Feira Negra. Quando fica desempregado, a √ļnica coisa que lhe resta, s√£o os aprendizados que teve de seu antigo chefe. Ele ent√£o recruta seus conhecidos traficantes e alguns homens infelizes em seus empregos, mas que querem ganhar dinheiro f√°cil. Para montar uma empresa de sucesso. A hist√≥ria retrata as contradi√ß√Ķes do mundo dos corretores de a√ß√Ķes da bolsa de valores de Nova York. Revela como as rela√ß√Ķes econ√īmicas s√£o, muitas vezes, baseadas em especula√ß√Ķes e negocia√ß√Ķes enganosas. √Č um pouco assustador descobrir que quem toma as decis√Ķes que movem a economia s√£o pessoas como Belfort e seus s√≥cios e assistentes, homens pervertidos, drogados, imprudentes e irrespons√°veis. Acredito que o filme foi fiel a realidade sem exageros. Claro que ganhando tanto dinheiro ele chamou aten√ß√£o do FBI que come√ßou a investiga-lo. Depois de alguns acontecimentos, Jordan decide ficar s√≥brio e levar uma vida honesta, ensinando pessoas a ganhar dinheiro. Mesmo assim √© condenado a tr√™s anos de pris√£o em uma instala√ß√£o de seguran√ßa m√≠nima, que mais parece um spa de luxo, em Nevada. Depois disso ele passa a ensinar t√©cnicas de vendas, fazendo semin√°rios. ¬†O que podemos aprender com Jordan Belfort: N√£o tenha orgulho, comece do zero! Belfort iniciou sua carreira numa corretora bem conceituada, mas perdeu o emprego por causa da Segunda Feira Negra e precisou redesenhar. Ele poderia ficar reclamando e sentindo pena de si mesmo, mas confiou em si mesmo e abriu a pr√≥pria empresa do zero. Tenha paix√£o pelo que voc√™ faz! N√£o precisa ser como Belfort, que teve tanta paix√£o pelo dinheiro que chegou a cometer crimes. Mas vamos reconhecer que ele amava sua profiss√£o e a empresa em que trabalhava. Se voc√™ tiver tanta paix√£o pela sua profiss√£o e o local em que trabalha com certeza ter√° sucesso. Tenha foco e confian√ßa no que vende! Sempre que ele se propunha a fazer uma venda, n√£o desligava o telefone at√© conseguir. Ele era capaz de vender qualquer coisa, inclusive a√ß√Ķes de uma empresa que n√£o existia. Ele dominava a t√©cnica de construir um relacionamento com o cliente, passando-lhe sentimento de confian√ßa e sucesso. Tenha uma equipe com potencial trabalhando com voc√™! Belfort contratava pessoas com potencial, vontade de vencer na vida, e n√£o necessariamente com experi√™ncia. Ele acreditava que poderia ensinar essas pessoas a serem imbat√≠veis. Recompense as pessoas para ganhar sua lealdade! T√° certo que contratar prostitutas e promover bacanais n√£o √© considerado o melhor incentivo que uma empresa deve promover para seus funcion√°rios, mas a ideia √© √≥tima. Para manter a equipe unida e motivada √© preciso reconhecer e recompensar todos os funcion√°rios. Tenha um discurso inspirador e vencedor! Ele tinha um discurso cativante, mostrava a equipe sua paix√£o pelo negocio e o seu reconhecimento por cada funcion√°rio. Ser um bom comunicador, um l√≠der inspirador, um entusiasta, faz muita diferen√ßa. Falando em Psicologia... O que mais se v√™ nesse filme √© a compuls√£o. V√≠cio em drogas e sexo. Jordan Belfort √© viciado em coca√≠na e methaqualones, uma droga sedativa e hipn√≥tica depressora do¬†sistema nervoso central, muito usada em comprimidos para dormir, nos¬†anos 1970, com efeitos semelhantes, por√©m com menos efeitos colaterais que os barbit√ļricos, usados hoje. Antes de ficar vislumbrado pelo poder e pelo dinheiro, Jordan tinha uma vida normal, at√© med√≠ocre pode se dizer. Mas depois que descobriu seu poder de manipula√ß√£o, tornou-se imbat√≠vel. Quem possui uma voz imponente, acredita no que fala e √© bem eloquente, tem o poder de controlar as pessoas. Essas caracter√≠sticas s√£o do arqu√©tipo paterno e as pessoas que necessitam de um pai para lhes passar seguran√ßa, prote√ß√£o, s√£o facilmente manipuladas por quem possui tais caracter√≠sticas. A falta de autoconhecimento torna as pessoas manipul√°veis, quando conhecemos nossas fraquezas e sabemos de onde elas veem, criamos o h√°bito de pensar a respeito dos sentimentos que nos tomam e assim colocamos cada coisa em seu lugar. Quanto aos transtornos de Jordan, podemos dizer que eram Transtorno de Personalidade Narcisista, ego inflado; compuls√£o sexual; parafilia (masoquista), depend√™ncia qu√≠mica. CONHE√áA JORDAN BELFORT:

  • "Vamos abrir o livro. Suas p√°ginas est√£o em branco. Vamos escrever palavras sobre n√≥s mesmos. O nome deste livro √© Oportunidade e o primeiro cap√≠tulo √© o Dia de Ano Novo." - Edith Lovejoy Pierce Quando falamos de Ano Novo, muita gente pensa, mas s√≥ vai mudar o m√™s, √© apenas um dia para o outro. Mas a maioria sente uma energia renovada. Um impulso, uma esperan√ßa de que agora vai dar tudo certo. E √© exatamente assim que a m√°gica acontece, quando se acredita. O que voc√™ espera de 2014? O que voc√™ quer para a sua vida? Quer um desafio? Que tal parar de viver na inconsci√™ncia e assumir verdadeiramente cada decis√£o que voc√™ toma, e claro, as consequ√™ncias dessas decis√Ķes. Tenha um momento de total sinceridade consigo mesmo e tenha claro tudo o que te desagrada na sua vida, tudo o que voc√™ n√£o quer carregar em 2014 e nem nunca mais. Assuma que voc√™ est√° como est√° por culpa unicamente e totalmente sua. Por que? De que te adianta culpar os outros? Enquanto a culpa √© do outro, voc√™ n√£o far√° nada al√©m de reclamar. ¬†Isso n√£o te faz sair do lugar. Quando voc√™ assume a culpa de estar onde est√°, voc√™ consegue mudar sua realidade. Ent√£o comece j√°!!! Depois disso, responda: "O que voc√™ quer para a sua vida?" Fa√ßa planos, tenha claro o caminho que ter√° que trilhar para chegar onde quer. E esses s√£o os primeiros passos para uma vida pr√≥spera. Se precisar de ajuda consulte um psic√≥logo!!!  

  • Quer algumas dicas para melhorar sua autoconfian√ßa no trabalho? Conhe√ßa algumas estrat√©gias √≥timas que s√£o cientificamente comprovadas!!! A cada dia que passa, v√°rias descobertas acontecem, v√°rios projetos saem do papel, v√°rias inven√ß√Ķes s√£o divulgadas e milhares de pessoas t√™m ideias incr√≠veis. Isso faz com que tudo aconte√ßa cada vez mais r√°pido, e √© necess√°rio acompanhar toda essa evolu√ß√£o. Aprenda a usar seu c√©rebro para tornar sua vida mais f√°cil:¬† 1. Seja mais organizado Fa√ßa listas.¬† Anote tudo o que voc√™ quer ou precisa fazer. Separe suas obriga√ß√Ķes em ‚ÄúUrgente‚ÄĚ, ‚ÄúImportante‚ÄĚ e ‚ÄúSe der hoje‚ÄĚ. N√£o se desespere, aprenda a negociar seus prazos. O Seu dia tem apenas 24h e dentro desse tempo voc√™ precisa dormir, comer, fazer sua higiene pessoal e ter um tempo livre para voc√™, al√©m do seu trabalho. E sem dizer de todas as suas obriga√ß√Ķes, prazos, compromissos, metas, objetivos e sonhos. Para que voc√™ possa lembrar-se de tudo, n√£o esquecer ideias e n√£o atrasar prazos. Pegue um papel e anote seus planos, di√°rios, semanais, mensais e anuais. Tenha claro suas metas. Quando voc√™ anota seus afazeres, seu c√©rebro entende que h√° uma organiza√ß√£o e que ele n√£o precisa te lembrar, a toda hora o que voc√™ deixou de fazer, ent√£o voc√™ diminui o n√≠vel de stress e passa a dormir melhor. Ver objetivos organizados e concretizados no papel torna as metas mais claras. Riscar, na lista, as atividades executadas, faz voc√™ sentir mais confian√ßa em si mesmo. ¬† 2. Ative sua mem√≥ria¬† Rabisque em um papel. Desenhar imagens aleat√≥rias durante uma reuni√£o ou palestra ajuda voc√™ a absorver as informa√ß√Ķes que escuta. Rabiscar melhora a mem√≥ria em quase 30%, segundo estudos da¬†Universidade de Plymouth, no Reino Unido. Uma das raz√Ķes seria porque desperta a √°rea do c√©rebro que, em outros momentos, serviria apenas para voc√™ ficar divagando, sonhando acordado. ¬† 3. Mulheres relaxem ¬†Abrace um homem. Quando mulheres sentem o toque, na pele ou no cabelo, de um homem, ficam instantaneamente mais relaxadas, como foi comprovado pela Universidade de Utah, nos EUA. Estudiosos acreditam que o cheiro masculino possui algum tipo de poder calmante sobre o c√©rebro feminino, algo que proporciona uma sensa√ß√£o de prote√ß√£o e acolhimento. Um r√°pido abra√ßo de qualquer homem com o qual voc√™ sinta-se bem, pode ser um amigo, pai, tio, av√ī, marido, Caio Castro (rs). ¬† 4. Tome uma decis√£o dif√≠cil ¬†Segure algo pesado, como uma garrafa cheia, um grande livro ou um peso de porta. Quando voc√™ precisar tomar alguma decis√£o que est√° hesitando, segure alguns quilos extras nas m√£os, isso vai fazer seu c√©rebro¬†avaliar a situa√ß√£o¬†mais seriamente. Estudiosos da Universidade de Amsterd√£, na Holanda, entregaram pranchetas de diferentes pesos aos volunt√°rios de uma pesquisa. As pessoas que seguraram as mais pesadas durante o teste acabaram dando mais import√Ęncia √†s suas opini√Ķes do que aquelas que assinalaram as respostas em uma prancheta leve. √Č como se voc√™ estivesse concretamente segurando aquela coisa que precisa decidir. ¬† 5. Seja aut√™ntico em qualquer situa√ß√£o ¬†Use √≥culos de sol. As lentes escuras fazem com que voc√™ sinta-se¬†protegido, ent√£o, consequentemente, mais livre para fazer e dizer o que quiser. "Os √≥culos o encorajam a falar com mais sinceridade porque, de alguma forma, voc√™ est√° escondido atr√°s deles. Ent√£o n√£o fica inibido com o julgamento do outro", afirma Cristiane Moraes Pertuzzi, especialista em desenvolvimento humano, de S√£o Paulo. Um estudo da¬†Association for Psychological Science, organiza√ß√£o americana de pesquisas, provou que, quando estavam usando √≥culos escuros, os participantes agiam de forma mais ego√≠sta do que os volunt√°rias que estavam com os olhos expostos. ¬† 6. Pare de pensar demais em algo ¬†Lave suas m√£os. √Āgua e sab√£o podem¬†"lavar sua consci√™ncia"¬†e eliminar os pensamentos insistentes. Um estudo recente da Universidade de Michigan, nos EUA, descobriu que, quando uma pessoa lava as m√£os ap√≥s tomar uma decis√£o, tende a repensar a escolha muito mais do que aquelas que lavaram as m√£os antes. Os participantes da pesquisa precisaram avaliar produtos diferentes, como CDs, e, depois, escolher alguns para levar com eles. Quem lavou as m√£os depois mostrou mais vontade de trocar o objeto. Experimente tamb√©m lavar as m√£os com √°gua morna, depois de uma situa√ß√£o dif√≠cil, isso lhe dar√° uma sensa√ß√£o de conforto. Esse¬†truque tamb√©m pode ser combinado com alguma ess√™ncia como lavanda, isso far√° com que voc√™ se sinta melhor. ¬† ¬† 7. Evite uma briga¬† Balance sua cabe√ßa como se estivesse concordando. N√£o √© que voc√™ concorde com o que a pessoa est√° dizendo. Mas o gesto de mexer sua cabe√ßa afirmativamente, engana o c√©rebro, fazendo com que a pessoa fique, inconscientemente, mais receptiva ao que estiver ouvindo, segundo uma pesquisa da¬†Universidade de Missouri, nos EUA. "Seu c√©rebro codifica as informa√ß√Ķes n√£o s√≥ pelo que voc√™ escuta, mas tamb√©m pelos movimentos. Quando voc√™ d√° um comando de ‚Äúsim‚ÄĚ, ele registra que essa √© uma postura mais aberta, de concord√Ęncia", diz Cristiane Moraes Pertuzzi, especialista em desenvolvimento humano, de S√£o Paulo. ¬† 8. Tenha confian√ßa ¬†Sente-se com um dos bra√ßos no apoio da cadeira e o outro sobre o encosto. Cruze um dos calcanhares em cima do joelho. Nessa posi√ß√£o, as pessoas sentem um s√ļbito¬†impulso de poder. Um estudo das Universidades Columbia e Harvard, nos EUA, garante que tamb√©m aumenta os n√≠veis de testosterona (horm√īnio masculino) ao mesmo tempo que diminui a quantidade de cortisol (horm√īnio do stress), trazendo calma e dando a impress√£o de que voc√™ domina o ambiente. ¬† 9. Apresente uma ideia ao seu chefe ¬†Pressione a parte inferior de uma mesa com a ponta dos dedos de uma ou das duas m√£os. Esse gesto estimula o¬†pensamento criativo, garante um estudo do¬†Journal of Personality and Social Psychology. Isso acontece porque o movimento flexiona exatamente os m√ļsculos do bra√ßo que voc√™ usa para trazer coisas para perto de si, fazendo seu c√©rebro associ√°-lo com criatividade e compreens√£o - o que colabora para seu gestor comprar sua ideia com mais facilidade. Por√©m, a pesquisa tamb√©m descobriu que o contr√°rio - pressionar a parte superior de uma mesa - geraria o efeito oposto, deixando voc√™ mais fechado a novas propostas. ¬† 10. Seja informado ¬†Leia revistas, livros, artigos. Quando voc√™ l√™ sobre qualquer √°rea, voc√™ adquire conhecimento e sente-se mais interessante e seguro quando vai conversar com algu√©m. Com isso, ficar√° mais f√°cil fazer novas amizades, ser mais simp√°tico e melhore seu network. ¬† Para mudar um padr√£o de comportamento, √© preciso treino. Seja persistente e n√£o desista na segunda semana. Experimente essa mudan√ßa por pelo menos 21 dias e perceba a diferen√ßa na sua qualidade de vida.

  • Atualmente, pessoas que t√™m 30 e poucos anos est√£o apresentando um pensamento recorrente: "Na minha idade, meus pais j√° tinham um bom emprego, filhos e casa pr√≥pria.‚ÄĚ Enquanto calculam qual cart√£o de cr√©dito √© melhor para pagar a balada. Provavelmente voc√™ ainda n√£o tem boa parte do que gostaria de ter, e que seus pais j√° tinham na sua idade. O que voc√™ conquistou?¬† Seu Facebook e Instagram est√£o cheios de fotos da sua √ļltima viagem para seus 1.000 amigos curtirem? Seu guarda-roupa quase n√£o fecha mais as portas? Voc√™ est√° chegando na ultima fase do seu novo jogo do videogame? Vai come√ßar o terceiro curso t√©cnico porque ainda n√£o sabe do que gosta? Viajou pelo mundo para encontrar a felicidade, mas ainda n√£o tem renda pr√≥pria? Os tempos s√£o outros e as prioridades tamb√©m. A vida est√° mais longa enquanto tudo passa mais r√°pido. Casar virou meta dos 30 e tantos anos, se aposentar s√≥ depois dos 70. √Č natural que a seguran√ßa financeira tenha ficado para um pouco mais tarde. Mas, mesmo que esteja vivendo as maiores aventuras, e curtindo a vida adoidado, j√° d√° para tra√ßar planos de longo prazo e eliminar alguns maus h√°bitos financeiros. Entenda que se seus pais tem uma boa condi√ß√£o financeira, √© por m√©rito deles. Voc√™ precisa ganhar seu pr√≥prio dinheiro e n√£o se tornar um peso para eles. A obriga√ß√£o dos pais √© cuidar de filhos apenas enquanto eles s√£o crian√ßas e adolescentes. Ent√£o, na fase em que os filhos come√ßam a falar que querem ser independentes e fazer o que quiser da vida, os pais devem ensin√°-los a ir para o mundo e ganhar a vida. Ser dono da pr√≥pria vida √© tamb√©m se sustentar. Se voc√™ j√° √© adulto e ainda depende financeiramente de seus pais, voc√™ n√£o √© adulto, √© apenas um adolescente que envelheceu. Ent√£o aprenda a ser dono da pr√≥pria vida!!!! 1. Adequar seu estilo de vida ao seu sal√°rio Gastar seu suado sal√°rio em compras que lhe d√£o prazer n√£o √© pecado. O problema √© quando o que sobra na conta n√£o √© suficiente para pagar todas as despesas. Se todo m√™s √© um sufoco para equilibrar as finan√ßas, √© porque voc√™ est√° fazendo algo errado. Voc√™ j√° pensou em qual estilo de vida voc√™ tem ou qual voc√™ quer? No que voc√™ prefere investir seu dinheiro? Viagens, cursos, baladas, bebidas, festas, roupas, sapatos e maquiagem? Voc√™ economiza para o futuro? N√£o existem respostas certas ou erradas, mas ser consciente delas, facilita na hora de decidir qual emprego ser√° melhor para voc√™. Quanto voc√™ precisa ganhar para bancar seus desejos ou para viver do jeito que quer? Para voc√™ vale a pena trabalhar mais e ganhar igualmente ou prefere um emprego com jornada reduzida e horas de lazer garantidas, por√©m com uma renda menor? Ou ainda trabalhar 14 horas por dia por um bom sal√°rio? 2. Assumir um compromisso financeiro sem a ajuda da fam√≠lia Morar na casa dos pais √© algo comum nesse per√≠odo da vida, ajuda a¬†economizar. Mas voc√™ n√£o se incomoda em dar satisfa√ß√Ķes? Enquanto voc√™ est√° morando na casa de algu√©m, voc√™ deve explica√ß√Ķes para esse algu√©m. Cortar o¬†cord√£o umbilical financeiro¬†√© um passo importante e far√° sua autoestima e confian√ßa em si mesmo aumentar. Mesmo sem muita seguran√ßa, agora √© a hora de assumir parcelas para comprar um carro ou dar entrada em um im√≥vel. N√£o precisa ser luxuoso, nem o dos seus sonhos. Em vez de adiar esse passo por falta de grana, d√° para optar por um im√≥vel pequeno, financiado, que n√£o seja novo nem fique na melhor localiza√ß√£o, mas que ser√° a entrada para outro melhor. O tanto de investimento, a princ√≠pio, pouco importa. O que vale mais √© o efeito. Conquistar algo com seu esfor√ßo vai ajud√°-lo a tra√ßar sonhos cada vez maiores e a evoluir sempre acreditando que voc√™ consegue conquistar seus objetivos. 3. Guardar dinheiro para emerg√™ncias S√≥ de tomar essa decis√£o, j√° estar√° √† frente de muita gente. Uma pesquisa com 25 mil pessoas em 27 pa√≠ses feita pela¬†"Visa"¬†descobriu que as brasileiras est√£o em 18¬į lugar no ranking das mulheres com uma reserva para emerg√™ncias. Especialistas recomendam que voc√™ economize de¬†20 a 30%¬†da renda. Se voc√™ estiver pagando um financiamento, j√° est√° no caminho para o seu futuro, ent√£o tente come√ßar com 10%. Guardar dinheiro s√≥ por guardar n√£o costuma funcionar, voc√™ precisa de um prop√≥sito. √Č muito dif√≠cil saber que tem um dinheiro guardado e n√£o gastar, exige maturidade e autocontrole. Ent√£o pense que est√° fazendo uma poupan√ßa para a felicidade. Se voc√™ for racional agora, daqui a alguns anos d√° para ser um pouco mais ousado e, talvez pedir demiss√£o, viajar por seis meses, fazer algum estudo no exterior, abrir seu pr√≥prio neg√≥cio... Quem sabe do dia de amanh√£?!

  • O que faz uma pessoa competente, esfor√ßada, inteligente, n√£o ser pr√≥spera? N√£o ter sucesso no trabalho e n√£o ter um bom rendimento? Quando isso acontece, √© natural que as pessoas sintam-se frustradas e injusti√ßadas, procuram um culpado, alguma explica√ß√£o. O que geralmente acontece nesses casos, √© que pessoas assim n√£o tem uma base s√≥lida, ou seja, dentro delas n√£o h√° estrutura emocional. N√£o adianta a parte racional e intelectual estar √≥tima, pois isso √© apenas uma pequena parte. N√£o podemos negar a exist√™ncia do inconsciente e que √© essa parte de n√≥s que sustenta nossa vida e nos faz tomar as decis√Ķes que tomamos. Nossa vida √© regida pelas nossas cren√ßas e emo√ß√Ķes, se elas forem negativas n√£o adianta saber tudo sobre um determinado assunto e achar que isso basta, voc√™ simplesmente n√£o ter√° o resultado desejado. Se voc√™ tem cren√ßas limitantes e emo√ß√Ķes negativas voc√™ provavelmente est√° se autossabotando e acredito que n√£o est√° perto de onde gostaria de estar. O c√©rebro √© uma m√°quina, como um computador, se voc√™ colocar muitas coisas negativas ele entender√° que voc√™ quer ter uma vida negativa e far√° de tudo para que assim seja. Se voc√™ tiver cren√ßas limitantes, acreditar que n√£o pode isso ou aquilo, que n√£o √© capaz, voc√™ realmente n√£o ser√°, pois est√° programando seu c√©rebro para tomar decis√Ķes que fa√ßam isso acontecer. Preste aten√ß√£o como voc√™ se posiciona no mundo, com as pessoas, com os acontecimentos. Quais s√£o seus pensamentos recorrentes? Qual √© a primeira coisa que voc√™ pensa quando algum de seus planos n√£o da certo? Se voc√™ n√£o conseguir perceber o que est√° fazendo de errado, n√£o se apavore e nem desista, n√£o √© o tipo de coisa que se percebe com facilidade, exige autoconhecimento, amadurecimento e humildade. Se voc√™ n√£o costuma cuidar do seu lado emocional, n√£o se preocupa em ter autoconhecimento, se n√£o se aceita e n√£o se assume como de fato √©. Se est√° com problemas de autoestima, provavelmente voc√™ est√° caindo ou cair√° em alguma armadilha que est√° preparando. Como resolver??? Primeiro √© preciso desenvolver o autoconhecimento, se conhecer melhor, saber seus pontos fortes e suas debilidades. Conhecer todas as suas emo√ß√Ķes negativas e o que as tr√°s a tona. Saber identificar todas as suas cren√ßas e pensamentos limitantes. Depois que voc√™ identifica-las facilmente, voc√™ poder√° come√ßar a combat√™-las. O que s√£o cren√ßas limitantes? O que voc√™ pensa sobre o dinheiro? Que n√£o nasce em √°rvore? Que √© dif√≠cil de ganh√°-lo? Que precisa trabalhar muito e se esfor√ßar muito para ganhar dinheiro? Voc√™ acha dif√≠cil ficar rico? Imposs√≠vel ficar milion√°rio? Voc√™ acha dinheiro algo sujo? Acredita que apenas pessoas desonestas e exploradoras enriquecem? Quando voc√™ tem qualquer um desses pensamentos como verdade, isso √© uma cren√ßa limitante. Ao pensar nessas coisas automaticamente voc√™ diz ao seu inconsciente que isso √© verdade e ent√£o voc√™ se coloca em papel de v√≠tima e programa seu c√©rebro para a autossabotagem, voc√™ faz escolhas sem perceber que v√£o fazer tudo o que voc√™ acredita ser real, √© a sua realidade. Se voc√™ tiver uma vis√£o negativa sobre o dinheiro, uma parte de voc√™ vai querer ganhar dinheiro e a outra parte ir√° te ‚Äúproteger‚ÄĚ de ganhar dinheiro. Ningu√©m fica rico se acreditar que dinheiro n√£o tr√°s felicidade, que √© pecado esbanjar, que √© algo sujo, ou que √© perigoso. Voc√™ precisa domar seus pensamentos a seu favor... Como? Fazendo terapia. Voc√™ pode aprender alguma l√≠ngua estrangeira sozinho, ou pode ter um professor, qual √© o mais f√°cil?

  • Quem nunca se manteve em um relacionamento falido s√≥ por falta de coragem de terminar? De enfrentar o mundo, de assumir para as pessoas que n√£o deu certo, de assumir para voc√™ mesma que fracassou. Quem nunca ensaiou um t√©rmino e na hora de falar n√£o conseguiu. Se deu mil desculpas para continuar. Se agarrou a motivos banais para n√£o por um ponto final. Uma pessoa que n√£o te inspira, n√£o te ajuda, n√£o te respeita, n√£o te valoriza...¬†√© uma pessoa que n√£o te ama! E porque estar ao lado de algu√©m que n√£o te ama? Se voc√™ est√° em um relacionamento que voc√™ diz que √© complicado, complicado est√° sua autoestima. Voc√™ tem o poder de escolher o que quer para a sua vida. N√£o deixe que o medo ou o orgulho decidam por voc√™. Homens quando est√£o a fim de voc√™ eles d√£o um jeito de estar junto a voc√™ o m√°ximo de tempo que conseguirem. Se n√£o √© assim √© por que ele n√£o est√° t√£o a fim de voc√™. Mulheres quando est√£o a fim de voc√™ v√£o cuidar de voc√™, se preocupar com voc√™ e querer te dar muito carinho. Se n√£o √© assim √© por que ela n√£o est√° t√£o a fim de voc√™. N√£o h√° nada de complicado em relacionamentos. O que complica √© a falta de coragem, falta de amor pr√≥prio, falta de confian√ßa em si mesmo, falta de atitude, o medo, a vergonha, as cren√ßas que voc√™ tem sobre relacionamentos... Inspire-se: Rugir Eu mordia minha l√≠ngua e prendia minha respira√ß√£o Tinha medo de virar o barco e fazer uma bagun√ßa Ent√£o eu sentava quieta, concordava educadamente Acho que esqueci que eu tinha uma escolha Deixei voc√™ me empurrar at√© o limite N√£o me levantava para nada, ent√£o eu ca√≠a por tudo Voc√™ me derrubou, mas me levantei J√° tirando a poeira Voc√™ ouve minha voz, voc√™ ouve aquele barulho Como um raio, vou fazer o seu ch√£o tremer Voc√™ me derrubou, mas me levantei Prepare-se, porque j√° cansei Eu vejo tudo, eu vejo agora Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Agora flutuo como uma borboleta Pico como uma abelha, ganhei minhas medalhas Comecei do zero, para me tornar minha pr√≥pria hero√≠na Voc√™ me derrubou, mas me levantei J√° tirando a poeira Voc√™ ouve minha voz, voc√™ ouve aquele barulho Como um raio, vou fazer o seu ch√£o tremer Voc√™ me derrubou, mas me levantei Prepare-se, porque j√° cansei Eu vejo tudo, eu vejo agora Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Rugir oh, rugir oh, rugir oh Eu tenho o olho do tigre, de uma lutadora dan√ßando no fogo Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Mais alto, mais alto do que um le√£o Porque sou uma campe√£ e voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Oh oh oh oh oh oh Voc√™ vai me ouvir rugir Roar - (Tradu√ß√£o) Katy Perry Por Luiza Franco

  • O que voc√™ tem feito por voc√™? E pelos outros?¬†O que pensar√£o de voc√™ quando voc√™ morrer? Foi uma pessoa que ajudou v√°rias pessoas ou foi uma pessoa que teve que ser ajudada? Como voc√™ gostaria de ser lembrada? Cada dia da sua vida √© uma oportunidade de fazer algo que realmente valha a pena. Voc√™ j√° ganhou a vida, porque acha que o mundo te deve alguma coisa? Que Deus n√£o foi justo com voc√™ ou que as pessoas n√£o foram boas o suficiente, te prejudicaram de alguma forma e que agora devem te ajudar. Porque esperar do outro algo que deve partir de voc√™? Saiba que tudo aquilo que te acontece foi porque de alguma forma voc√™ permitiu que acontecesse. Havia um momento em que voc√™ poderia ter dito n√£o. Ou no momento em que apareceu alguma oportunidade voc√™ n√£o percebeu ou n√£o teve for√ßas¬†para agarra-la. Enquanto sentir pena de si mesmo sua vida n√£o ser√° como voc√™ sonha. As oportunidades aparecem, mas √© da sua responsabilidade se esfor√ßar para pega-las. E se estiver deprimido e ocupado de mais se lamentando pelas suas derrotas, n√£o vai perceber pequenos milagres que acontecem todos os dias. Muitos exemplos est√£o por a√≠, v√°rias pessoas que nos inspiram, que tiveram for√ßa para lutar e venceram...   Eu estive aqui Quero deixar minhas pegadas nas areias do tempo Saber que havia algo l√° E algo que deixei para tr√°s Quando eu deixar este mundo, n√£o deixarei arrependimentos Deixarei algo para ser lembrado, e eles n√£o se esquecer√£o Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Tudo que sempre quis E foi mais do que eu esperava que fosse Deixarei minha marca para que todos saibam que Eu estive aqui Quero dizer que vivo cada dia, at√© morrer Eu sei que representei algo na vida de algu√©m Os cora√ß√Ķes que toquei ser√£o as provas que deixarei Que eu fiz a diferen√ßa, esse mundo ver√° que Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Tudo que sempre quis E foi mais do que eu esperava que fosse Deixarei minha marca para que todos saibam que Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Tudo que sempre quis E foi mais do que eu esperava que fosse Deixarei minha marca para que todos saibam que Eu estive aqui S√≥ quero que saibam Que dei tudo de mim Fiz meu melhor Trouxe alegria a algu√©m Deixei este mundo um pouco melhor Apenas porque Eu estive aqui Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Tudo que sempre quis E foi mais do que eu esperava que fosse Deixarei minha marca para que todos saibam que Eu estive aqui Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Eu estive aqui Eu estive aqui Eu vivi, eu amei Eu estive aqui Eu fiz, eu tenho feito Eu estive aqui ¬† I was Here (Beyonc√©) Por Luiza Franco

  • O que realmente √© a felicidade para voc√™? Pode ser dif√≠cil explicar em palavras um sentimento t√£o forte e t√£o desejado por todos. Mas se voc√™ n√£o souber exatamente o que √©, como saber√° onde ela esta? Aproveite cada instante, cada momento, porque esse instante nunca mais vai se repetir. Voc√™ pode at√© viver coisas parecidas, mas nunca mais ser√° igual. Amores l√≠quidos, amizades liquidas. Nossa contemporaneidade est√° liquida. O tempo est√° dilatado, queremos fazer tudo em pouco tempo, tudo √© revelado, √© alcan√ßado, todas as informa√ß√Ķes, tudo do mundo todo... Ent√£o, querendo saber de tudo perdemos as coisas mais importantes, as coisas simples, os pequenos prazeres, porque n√£o da tempo. Todas as coisas t√™m que ser r√°pidas, √°geis e fluidas... Superficiais. Ao nos distanciarmos dessa realidade enlouquecedora, nossa percep√ß√£o de mundo muda. Onde est√£o as coisas que realmente fazem sentido? O que s√£o essas coisas? Felicidade √© um sentimento almej√°vel, mas n√£o se est√° sempre feliz e √© saud√°vel que n√£o esteja. Como se sobressairiam os momentos felizes sem aqueles angustiantes, tristes e melanc√≥licos? A felicidade nada mais √© do que uma adequa√ß√£o entre as suas expectativas e a sua realidade. Ent√£o √© por isso que a felicidade est√° dentro de cada um. Observe o jeito que voc√™ v√™ as coisas. √Č preciso entender cada momento. Viver cada instante. Encontrar a felicidade, sentir-se feliz s√≥ ser√° poss√≠vel se olharmos para dentro, para todos os nossos sentimentos, para quem realmente somos, sem m√°scaras, sem vergonha de ser quem √©. √Č ser natural e viver de uma forma natural, saud√°vel. √Č cuidar da natureza para que o planeta sobreviva de forma saud√°vel e abundante. Como procurar a felicidade com um corpo fraco e doente? Como viver feliz em um planeta doente? Para viver √© necess√°rio um planeta f√©rtil, ent√£o vamos come√ßar por a√≠. Sem planeta n√£o h√° humanos, sem humanos n√£o h√° felicidade, n√£o h√° nenhum sentimento e ningu√©m para sentir. Mesmo todos sabendo disso e querendo ser feliz, n√£o h√° coopera√ß√£o. Se cada um quiser ser feliz sozinho de um jeito ego√≠sta ningu√©m ser√°. Por Luiza Franco

  • Por que voc√™ tem filhos? A resposta nem sempre √© clara. Algumas pessoas n√£o tem um bom motivo ou ent√£o d√£o uma justificativa ego√≠sta como: para n√£o me sentir sozinho na velhice, ter companhia, perpetuar meus genes, salvar meu casamento, construir um casamento, realizar sonhos que n√£o consegui realizar, dar alegria para minha vida... Independente da resposta, as pessoas geralmente esperam ter uma super crian√ßa, bem educada, inteligente, divertida, bonita, que se destaque, melhor que as outras crian√ßas e que d√™ orgulho. E os pais fazem de tudo para isso acontecer. Atualmente, quase todos os pais sofrem do mesmo mal, esse mal que acomete pais que trabalham o dia todo, que t√™m uma rotina estressante, que quando chegam em casa n√£o querem ser importunados, n√£o t√™m paci√™ncia para educar uma crian√ßa e deixam essa responsabilidade para a escola ou bab√°s, av√≥s. Esse mal √© a culpa. N√£o ter tempo para os filhos e suprir essa falta com presentes e evitar dizer ‚Äún√£o‚ÄĚ √© projetar um futuro dif√≠cil para seu filho. Ele ser√° um adulto ansioso que n√£o conseguir√° conquistar seus objetivos e desistir√° frente √† primeira dificuldade. Porque n√£o foi acostumado com a frustra√ß√£o, nem a lutar pelo que quer. Essa culpa s√≥ serve para ser usada pelas crian√ßas para manipular os pais. O problema √© que as crian√ßas crescem e continuam com o comportamento que aprenderam a ter. E n√£o percebem que a sociedade, n√£o a tratar√° com a mesma permissividade de seus pais. Elas ter√£o que escolher uma profiss√£o, se sustentar e se comportar como adultos. Ter√£o que concorrer com outras pessoas, e ter√£o que se destacar para garantir um bom futuro. A vida n√£o √© f√°cil, exige responsabilidade, foco, disciplina, objetivo e lutar de forma honesta pelo que se quer. N√£o saber lidar com a frustra√ß√£o, n√£o estar acostumado a ouvir ‚Äún√£o‚ÄĚ e a ter tudo que deseja de forma f√°cil garante um futuro nada promissor. Ser√° mais f√°cil desistir do que lutar, pedir do que conseguir sozinho e chorar do que enfrentar. Esse motivo contribui muito para aumentar o numero de pessoas depressivas, insatisfeitas e com personalidade dependente. Tamb√©m se percebe que as pessoas est√£o demorando cada vez mais sair da casa dos pais, entrar no mercado de trabalho e dar certo na vida. O incentivo ao consumo est√° em toda a parte, como uma for√ßa que obriga as pessoas a desejarem coisas que elas n√£o precisam. Essa for√ßa afeta principalmente as pessoas mais fracas e as crian√ßas. Sabendo disso, foi criado um dia para as crian√ßas consumirem. ‚ÄúDia das crian√ßas‚ÄĚ que √© cheio de incentivos para que a crian√ßa queira o que n√£o precisa e despreze o que j√° tem.¬†O perigo est√° no incentivo √†s crian√ßas para fazerem coisas que todos fazem, se todos ganham brinquedos, se todos tem um v√≠deo game, se todos t√™m... eu tamb√©m quero. O perigo de seguir o fluxo da sociedade sem refletir, sem consci√™ncia, √© que tamb√©m vemos exemplos negativos, se todos roubam, se todos usam drogas, se todos comem mal... ¬†Consumo por consumo, nem sempre se consome s√≥ o que faz bem. Crie seus filhos com bons exemplos, para que eles possam aprender e seguir bons exemplos.¬†Ensinem eles a refletir, refletir sobre o consumo e sobre a realidade do mundo onde a maioria das pessoas √© pobre e n√£o podem ter tudo o que desejam. Fa√ßa com que tenham consci√™ncia das coisas, n√£o importa a idade, ele entender√° o que voc√™ mostrar a ele. N√£o tenha medo de frustrar seus filhos. Ensine o que realmente tem valor: o amor, o carinho, o tempo que se dedica a eles. Leia boas hist√≥rias, ensine valores e estimule a criatividade para criar brinquedos.

  • Sabe quando voc√™ come√ßa a sair com algu√©m, tudo vai bem, voc√™s est√£o se conhecendo, se entendendo, est√° tudo certo. A√≠ passa uma semana, 10 dias, tudo fluindo bem‚Ķ At√© que a ansiedade coloca tudo a perder. Um belo dia voc√™ olha para o poss√≠vel amor da sua vida e percebe que est√° apaixonada. N√£o quer mais viver sem... E √© nesse exato momento que vem aquela pergunta que pode acabar com tudo: ‚Äúser√° que ele est√° gostando assim de mim tamb√©m?‚ÄĚ E ent√£o come√ßa o medo, p√Ęnico e inseguran√ßa. Da√≠ voc√™ sente uma enorme necessidade em agradar e fazer tudo dar certo. O que antes era leveza, espontaneidade, divers√£o agora √© medo, rigidez, passos calculados... Voc√™ come√ßa a fazer tudo errado. E tudo isso sem nenhum motivo real. A√≠ o cara n√£o liga nem manda mensagem. Nada. E ent√£o ele marca alguma coisa com voc√™ e depois desmarca. Teve algum problema ser√≠ssimo, ou teve que visitar a m√£e, a av√≥ a tia, ou est√° exausto, ou dormiu e perdeu a hora, ou lembrou de outro compromisso, ou‚Ķ qualquer desculpa‚Ķ. Nesse est√°gio voc√™ sabe, mesmo n√£o querendo ver, que as coisas n√£o v√£o bem. Sente aquela inseguran√ßa e um imenso frio na barriga. Um dia sem o cara te procurar e voc√™ fica desesperada? A√≠ ele te chama para sair e voc√™ n√£o tem coragem de negar porque pensa que essa pode ser sua √ļltima oportunidade de conquista-lo? Ele some por dias e quando aparece voc√™ n√£o consegue falar n√£o? Quando voc√™ percebe, j√° se passaram semanas, meses e voc√™ ainda acredita que se n√£o sair com ele vai perder uma grande oportunidade? Voc√™ tem uma situa√ß√£o mais s√©ria para resolver, voc√™ com voc√™ mesma, seu amor pr√≥prio! E √© esse amor que deve ser o mais importante da sua vida‚Ķ At√© porque o cara que chegou agora, h√° um m√™s voc√™ nem sabia o nome! Eu acredito que essas situa√ß√Ķes n√£o passam de paix√Ķes, de conquistas do ego. E essas hist√≥rias acontecem na vida de todo mundo at√© o amor chegar! Por que quando o amor verdadeiro vem, ele simplesmente acontece, flui naturalmente. Os dois gostam igual, querem estar juntos. E os sentimentos v√£o brotando e amadurecendo e intensificando para ambos! Quando √© para ser n√£o tem dificuldade‚Ķ N√£o tem receita de como acertar no amor, mas... Calma! Quando a ansiedade ataca tudo parece definitivo e as oportunidades perdidas parecem grandes perdas... N√£o tenha pressa‚Ķ N√£o se afobe em encontra-lo, em responder mensagens, em querer faz√™-lo se apaixonar por voc√™. A ansiedade s√≥ atrapalha. Se obrigue a fazer suas coisas. Se ocupe. Recuse um convite com do√ßura. Leia um livro. Assista a um filme. Escolha uma s√©rie nova. Saia com as amigas. Tente se reconectar com voc√™. Com a mulher interessante que voc√™ √© que fez esse cara olhar para voc√™. O medo de perd√™-lo vai fazer voc√™ perd√™-lo! Se ele n√£o voltar a te chamar para sair, que pena, n√£o daria certo de qualquer jeito, melhor terminar antes de ficar mais envolvida e presa a um relacionamento ruim.

  •   As mulheres cada vez mais buscam seu lugar no mundo, estamos passando de donas de casa dedicada ao lar e aos filhos, para empres√°ria, empreendedora, l√≠der de grandes equipes. A cada ano, n√≥s mulheres, tentamos mostrar nosso valor, procuramos reconhecimento e equil√≠brio para manter uma carreira e uma fam√≠lia bem estruturada. Depois que grandes empresas assimilaram os benef√≠cios gerados na diversifica√ß√£o dos g√™neros, e que a sensibilidade e delicadeza n√£o s√£o mais sin√īnimos de fraqueza, as mulheres n√£o precisam mais desempenhar um modelo de gest√£o masculino para serem bem aceitas. Essa nova realidade, al√©m de nos proporcionar orgulho, tamb√©m nos d√° a vis√£o da import√Ęncia de ser mulher, do poder de influ√™ncia que temos para a estrutura√ß√£o de um mundo melhor. E por isso somos uma ferramenta que contribui para encontrar e despertar talentos nas pessoas que nos cercam. Inspirar e ajudar pessoas a serem e fazerem o seu melhor para o planeta, conscientizando-as da import√Ęncia da preserva√ß√£o da natureza e utiliza√ß√£o de recursos naturais de forma saud√°vel para garantir uma sociedade mais sustent√°vel. Toda mulher tem esse potencial, e para ser uma mulher integral, que d√° conta de uma casa, um marido, filhos e de uma bela carreira profissional, devemos definir prioridades. √Č preciso saber dizer ‚Äún√£o‚ÄĚ ao que n√£o estiver em foco. √Č necess√°rio saber se conseguiremos realizar o que nos propusermos a fazer, caso contr√°rio, estaremos apenas acumulando estresse. √Č indispens√°vel ter equil√≠brio em conciliar todas as √°reas da vida: profissional, f√≠sica, emocional, familiar, cultural e espiritual. Uma vida t√£o atarefada pode trazer alguns aborrecimentos que, quando mal resolvidos, fazem mal √† sa√ļde. N√£o devemos reprimir emo√ß√Ķes, e, extravasar de uma forma errada pode trazer conflitos. A solu√ß√£o √© o equil√≠brio. Identificar o que incomoda, e tentar resolver com calma e com a cabe√ßa tranquila. Entrar em discuss√Ķes apenas quando n√£o sentir raiva. Saber aceitar o que n√£o tem solu√ß√£o ou achar uma nova alternativa. Outra dica fundamental √© ter tempo para si, para relaxar e curtir nossos hobbies, isso ajudar√° a aumentar o rendimento e autoestima. Tamb√©m √© v√°lido doar nossos talentos para trabalho volunt√°rio, ter contato com a natureza, enfim, fazer o que gosta. Uma mulher feliz √© a estrutura para uma fam√≠lia feliz, por isso √© t√£o importante que as mulheres tomem para si um cuidado especial. √Č indispens√°vel sermos fi√©is a nossos sentimentos e a√ß√Ķes, a incoer√™ncia entre o que pensamos, sentimos e como agimos, nos causa uma grande confus√£o mental. Quando somos congruentes, alinhamos o que pensamos e sentimos com nossas atitudes, estamos em equil√≠brio e assim afastamos nossa insatisfa√ß√£o.

Receba GRATUITAMENTE a minha Newsletter para te inspirar a ter uma vida consciente!

Junte-se a v√°rias pessoas para receber dicas exclusivas direto da Luiza