• 07Apr

    A frustração faz parte da vida de todos nós. As coisas não saem sempre da forma que planejamos, na verdade, na maioria das vezes precisamos redesenhar o plano inicial. Isso acontece porque a vida está sempre em movimento e tudo pode acontecer. A superproteção a que muitos pais submetem os filhos traz um impacto negativo no desenvolvimento das habilidades sociais deles. Quanto mais você faz pelo seu filho, menos ele aprende a fazer por ele mesmo. E ao perceber-se incapaz de fazer muitas coisas, pois nunca teve a oportunidade de treinar, acredita que não é útil, ou não consegue, e passa a repetir esse padrão até a vida adulta. Deixe seu filho conhecer seus próprios limites, saber até onde consegue ir, tentar fazer as coisas sozinho. Avalie a capacidade dele e cuide para que não se machuque, mas deixe-o tentar. Dê tarefas para ele como arrumar a cama, dobrar sua roupa, guardar seus brinquedos, essas atividades não oferecem nenhum perigo. Tente não dar sempre respostas prontas aos questionamentos das crianças, faça os pensar, instigue-os, responda com outras perguntas, pergunte a opinião deles. Deixe ele ficar frustrado e lidar com esse sentimento. Deixe ele fracassar em algumas tentativas. Dê a oportunidade

  • 03Apr

    Sinto muito, não existe formula pronta, mas não desanime, isso é possível!!!!!!! Todo Ser humano é ideal, mas de diferentes formas e isso está muito ligado a nossa cultura. O que aprendemos que é o ideal é que se torna ideal para a gente. Você é ideal para alguém! Mas tudo que é bom pode melhorar. Na nossa cultura temos padrões de pessoas ideais para se relacionar, mas isso não quer dizer que se você não for assim não achará um parceiro. O ideal é você se conhecer bem e buscar sempre melhorar, crescer e evoluir. Quando sua autoestima é boa todos querem ter você por perto. E fica mais fácil perceber quem mais combina com você. Quando falamos em ideais, temos um padrão na nossa cultura: um homem ideal é bem sucedido, tem um bom emprego antes dos 30 anos, tem vários seguidores nas redes sociais, pois é influente na área que atua, é de boa família, de preferência uma família espiritualizada. Tem boa aparência, pratica crossfit e tem uma alimentação exemplar. Para as mulheres isso tudo também se aplica e, além disso, ela tem que ser feminina, simpática, bonita e inteligente. Pessoas assim existem? Claro que sim. Como elas conseguem?

  • 28Mar

    Ter um emprego é apenas uma, dentre as várias formas de ganhar dinheiro que existem. Se você está desempregado, foque em aprender ganhar dinheiro ao invés de focar em apenas arrumar um emprego. Quando se tem um emprego fixo, se tem segurança financeira de quanto dinheiro receberá todo mês, tem também a possibilidade de ter férias remuneradas, décimo terceiro, auxilio desemprego e várias outras regalias que podem acabar a qualquer momento. E também você está doando seu tempo para enriquecer outra pessoa, ou seja, doa sua vida para que outra pessoa ganhe dinheiro e desfrute. E o pior dessa realidade é que a maioria das pessoas que têm emprego fixo está infeliz nesse emprego, e quando perdem o emprego ficam desesperadas para arrumar um novo emprego que em pouco tempo vão detestar. Isso faz algum sentido? Ao invés de querer arrumar emprego você deveria estar aprendendo a ganhar dinheiro e a manter o dinheiro. Vamos às verdades da vida: uma pessoa tem um emprego, então ela ganha um tanto de dinheiro todo mês, com a maior parte desse dinheiro ela compra alimentos que não são saudáveis e objetos que não são essenciais, como várias roupas, cigarro, bolsas, sapatos, ou coisas

  • 18Mar

    1 – É formado por 80% dos nossos processos mentais. E o consciente, que é composto de tudo que sabemos sobre todas as coisas, é apenas 20%. 2 – Freud sugere para considerarmos nossa mente como um iceberg. A parte submersa seria o inconsciente. 3 – Ele serve para guardar assuntos que não conseguimos elaborar no momento, pois nos traria grande sofrimento ou não temos maturidade suficiente para entender. Nele contém assuntos relacionados a medos, raivas, desejos, traumas, motivos para ações. 4 – O inconsciente influencia diretamente as experiências conscientes das pessoas. É através dele que tomamos todas as decisões para a nossa vida. 5 – Ele pode sabotar seu destino. Sua função é nos proteger de escolhas ruins, mas ele não é racional, portanto pode te proteger de ficar rico caso você tenha uma necessidade de segurança muito forte. 6 – O inconsciente é alógico, e por isso aberto a interpretações e contradições; atemporal e também não é espacial, ou seja, conteúdos pertencentes a épocas ou espaços diferentes se misturam. 7 - Algumas linhas religiosas acreditam que no inconsciente contém informações de toda nossa existência, incluindo vidas passadas.  8 – Só conseguimos acessá-lo através da arte, dos sonhos e da meditação. Os sonhos

  • 14Mar

    Quem você mais admira? Não vale falar família ou líderes religiosos. Para muitas pessoas, essa resposta pode ser difícil de encontrar, principalmente para as pessoas mais velhas que já viram e ouviram muitas coisas e estão um pouco mais descrentes do Ser humano. Quando a sombra de alguém aparece ficamos chocados, como se alguém pudesse ser livre dessa regra universal que é a dualidade. Todo Ser humano tem lado ruim. Uma pessoa só é boa até que possamos ouvir seus pensamentos, então aceite isso. Alcançar o poder e não ser dominado pelo Ego ou não ser consumido pela arrogância, enriquecer e não perder os valores, ser fiel às origens são qualidades difíceis e por isso louváveis e admiradas por todos. Nos identificamos com quem é assim, mesmo que não sejamos iguais. Precisamos entender que temos lado negativo, conhecer quais são esses traços da nossa personalidade e entender o motivo pelo qual existem. Com isso iremos parar de julgar os outros e focaremos mais em nos melhorar. Na ultima semana, Maria Sharapova uma linda tenista e muito talentosa foi pega no exame antidoping, uma atleta ambiciosa que até todos saberem, não achava que fazia algo de tão errado. E é assim

  • 07Mar

    1 – Aceite a realidade. Se vocês terminaram é por que tem algum motivo que faz vocês não darem certo juntos. Perceba se é um motivo real ou fantasia como o ciúmes. 2- Não se humilha. Se você levou um pé na bunda, aceita e parte pra outra. Não procure a pessoa, não entre nas redes sociais da pessoa, não queira saber da vida dela. 3 – Não devolva nada, nem o passaporte. Essa história de que vocês precisam se ver para devolver as coisas do outro é só uma desculpa para não aceitar o fim do relacionamento e tentar alguma coisa que pode ser humilhante. 4 – Aproveite o momento sozinho (a) para refletir sobre quem é você sem a influencia de ninguém. Fique um tempo sozinho sem procurar ninguém para namorar. 5 – Faça coisas sozinho (a) e perceba como se sente. Se você não gosta da sua companhia porque alguém tem que gostar? 6 – Saia com seus amigos, reveja antigos amigos, faça novos amigos. 7 – Leia livros, faça cursos de assuntos interessantes, assista palestras, aproveite para ser mais culto (a) e mais interessante. 8 – Procure a companhia de amigas mulheres, faça brigadeiro, assista filmes, faça

  • 29Feb

    Emocionante para quem consegue sentir empatia pela tragédia. Uma moça de 17 anos é sequestrada e mantida em cativeiro por oito anos, nesse período ela tem um filho com o sequestrador que a estupra regularmente. Chocante e infelizmente real. Apesar de não constar que o filme é baseado em fatos reais, fatos muito parecidos já foram noticiados pelo mundo todo. Abuso sexual atinge 1 em cada 10 mulheres no mundo. Dados reais, mas que infelizmente não pensamos ou falamos muito a respeito. O filme é comovente e nos faz pensar em como os Seres Humanos se comportam. Para que Jack não percebesse o que acontecia, Joy criou um mundo paralelo para eles viverem, o quarto era todo o planeta e o que aparecia na televisão era de outro planeta ou fantasia. Eles brincavam, riam, faziam exercícios, estudavam e liam livros, tudo sem nunca sair do quarto. Jack teve uma infância saudável e feliz enquanto estava no quarto porque não tinha necessidade de nada, ele tinha o principal que toda criança precisa, o amor da mãe dele. Depois que saiu do quarto ele desejava voltar para lá, pois era o mundo que conhecia. Não brincava com os brinquedos novos e sentia

  • 22Feb

    As crianças são reflexo do que acontece na família, são mais fortes do que pensamos, mas absorvem tudo o que se passa no ambiente. Crianças aprendem por imitação e não ouvindo lições dos pais, por isso se você quer educar bem um filho, dê a ele bons exemplos ao invés de falar como ele deve se comportar. A vida de uma criança é como a de um adulto, eles têm questões importantíssimas para tratar com o coleguinha da escola, têm inseguranças no primeiro dia de aula ou frente a algo inesperado, sentem ansiedade, medo, tristeza, raiva, culpa, mágoa, como qualquer adulto. E mesmo que para nós eles pareçam não ter nenhuma responsabilidade além da escola, para eles, o mundo é cheio de desafios. Nós nascemos livres, autênticos, felizes e cheios de energia, os acontecimentos da vida e o relacionamento com os pais nos tornam o que somos hoje: confusos, ansiosos, inseguros e com baixa autoestima, pelo menos é assim com a maioria das pessoas. Então como fazer para que uma criança não perca essas características maravilhosas infantis? Dê a ela um equilíbrio na vida e se não houver equilíbrio em casa então é hora de colocar um psicólogo na rotina

  • 15Feb

    O filme é baseado na história de Joy Mangano, a mulher que criou a Mop Miracle: esfregões que não sujam as mãos e que podem ser lavados à maquina, práticos e seguros. A partir de uma necessidade ela criou uma solução. Eu particularmente não gosto dos filmes do diretor David O. Russell, e não foi diferente no filme Joy. É uma história muito interessante, com muito potencial contada de uma forma ruim com atores que não combinam com o papel. Joy é uma mulher com mais de 30 anos, divorciada, tem dois filhos e trabalha como balconista na empresa Eastern Airlines. Quando criança era muito inteligente e criativa, percebia as necessidades e criava produtos, isso se perdeu após o divórcio dos pais e a “ausência” da mãe. Dezessete anos depois ela se vê em uma vida difícil, pois toda a família depende emocionalmente dela. Em sua casa também mora sua mãe, sua avó, seu ex-marido e seu pai, além de seus filhos. Seu pai é um homem difícil que vive em em atrito com as pessoas. Sua mãe passa o dia todo deitada assistindo novelas como meio de fuga da realidade, deixando para Joy todo o trabalho da casa, além de criar

  • 08Feb

    Seres humanos são bons ou maus? O que é o certo a ser feito? O que é justo? Você se considera uma boa pessoa? Seres Humanos são o que mais existe de sensível. Somos seres totalmente emocionais e acreditamos que somos racionais. Precisamos acreditar nisso para que toda a estrutura que criamos para o planeta funcione. Mas como podemos perceber nada funciona, tudo é ilusório, pois estamos escondendo essa verdade: somos sensíveis e emocionais, tomamos decisões através de nossas emoções e por isso somos facilmente manipulados. Isso não é uma coisa que nos agrada saber, não é mesmo? Por isso fingimos que não é assim que as coisas funcionam. Você se considera uma pessoa boa? Não, você não é. Você tem momentos que está sendo bom e momentos que está sendo mau. Não existe Ser Humano totalmente bom nem totalmente mau. Nós nos achamos boas pessoas até que alguém possa ler nossos pensamentos. Todos nós temos sombra! Nossa sombra é feita de pensamentos, emoções e impulsos que achamos dolorosos, constrangedores ou desagradáveis para aceitar. Ao invés de lidarmos com eles, os reprimimos e negamos. Se você não concorda e pensa “eu sou bom, não faço mau a ninguém” será que

FACEBOOK:

Acompanhe todos os meus posts no Bloglovin

“O resultado de um bom trabalho desperta o potencial do ser humano para descobrir e criar uma vida valiosa, onde possa servir ao mundo e a humanidade através de suas escolhas e, ainda, encontrar sua autorrealização.”     (Luiza Franco)


INSTAGRAM

LEIA TAMBÉM:

SERVIÇOS

” Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda.”

Carl Jung

Atendimentos individuais com a finalidade de tratar dificuldades e traumas emocionais, comportamentais ou cognitivos.

É indicado para quem quer resolver problemas e tornar-se alguém cada vez melhor. 

O momento ideal para iniciar a terapia é quando perceber que pode haver prejuízos em alguma área da sua vida, devido à questões internas mal resolvidas, que podem ser, emocionais ou comportamentais. 

Todas as pessoas podem e devem fazer terapia, pois trata-se de higiene emocional.


FICOU INTERESSADO? AGENDE UMA SESSÃO DE AVALIAÇÃO!
   

Você já teve a sensação de que algo está faltando na sua vida? Já se perguntou: qual a minha missão nessa vida?

Quer ter uma vida mais valiosa, com autoconhecimento, servir ao mundo e a uma causa nobre? Quer viver uma vida integral onde desenvolve a prosperidade, saúde, carreira profissional, felicidade, cultura e liberdade?

Um Coach, mais do que dar respostas, faz perguntas para descobrir o que você realmente quer e te ajuda a identificar e romper todas as crenças limitantes e paradigmas errôneos que podem estar atrapalhando seu crescimento. Apoiando assim a atrair tudo o que você merece.

O processo de Coaching desperta o sábio que todos temos dentro de nós, de uma forma prática, profunda e integral.

DEPOIMENTOS

Nunca tinha ido a uma psicóloga, mas sempre tive vontade de ir. Mesmo assim nunca procurei. Aí em um belo dia, soube no meu trabalho que fizerem uma parceria com uma psicóloga, fiquei super animada e logo quis fazer minha primeira consulta. Marquei e deu tudo certo. A primeira consulta já foi ótima, super gostei, e assim todas foram maravilhosas… As sessões me ajudaram a tomar várias decisões, perder meus medos, a me amar mais , me valorizar, e foi assim que eu conheci esse anjo, Luiza Franco…

Obrigada Lu por tudo…

Larissa Gois
Cabeleireira

“Fazer terapia com a Luiza foi uma experiência maravilhosa, se você precisa se encontrar está aqui o seu começo…”

Isabela Machado
Pesquisadora e estudante de Artes 

“A Luiza é uma pessoa de muita luz!! Me ajudou muito!! Super grata!!…”

Sarah Moraes
Artesã