E-BOOKS GRATUITOS:

  • 22Feb

    As crianças são reflexo do que acontece na família, são mais fortes do que pensamos, mas absorvem tudo o que se passa no ambiente. Crianças aprendem por imitação e não ouvindo lições dos pais, por isso se você quer educar bem um filho, dê a ele bons exemplos ao invés de falar como ele deve se comportar. A vida de uma criança é como a de um adulto, eles têm questões importantíssimas para tratar com o coleguinha da escola, têm inseguranças no primeiro dia de aula ou frente a algo inesperado, sentem ansiedade, medo, tristeza, raiva, culpa, mágoa, como qualquer adulto. E mesmo que para nós eles pareçam não ter nenhuma responsabilidade além da escola, para eles, o mundo é cheio de desafios. Nós nascemos livres, autênticos, felizes e cheios de energia, os acontecimentos da vida e o relacionamento com os pais nos tornam o que somos hoje: confusos, ansiosos, inseguros e com baixa autoestima, pelo menos é assim com a maioria das pessoas. Então como fazer para que uma criança não perca essas características maravilhosas infantis? Dê a ela um equilíbrio na vida e se não houver equilíbrio em casa então é hora de colocar um psicólogo na rotina

  • 15Feb

    O filme é baseado na história de Joy Mangano, a mulher que criou a Mop Miracle: esfregões que não sujam as mãos e que podem ser lavados à maquina, práticos e seguros. A partir de uma necessidade ela criou uma solução. Eu particularmente não gosto dos filmes do diretor David O. Russell, e não foi diferente no filme Joy. É uma história muito interessante, com muito potencial contada de uma forma ruim com atores que não combinam com o papel. Joy é uma mulher com mais de 30 anos, divorciada, tem dois filhos e trabalha como balconista na empresa Eastern Airlines. Quando criança era muito inteligente e criativa, percebia as necessidades e criava produtos, isso se perdeu após o divórcio dos pais e a “ausência” da mãe. Dezessete anos depois ela se vê em uma vida difícil, pois toda a família depende emocionalmente dela. Em sua casa também mora sua mãe, sua avó, seu ex-marido e seu pai, além de seus filhos. Seu pai é um homem difícil que vive em em atrito com as pessoas. Sua mãe passa o dia todo deitada assistindo novelas como meio de fuga da realidade, deixando para Joy todo o trabalho da casa, além de criar

  • 08Feb

    Seres humanos são bons ou maus? O que é o certo a ser feito? O que é justo? Você se considera uma boa pessoa? Seres Humanos são o que mais existe de sensível. Somos seres totalmente emocionais e acreditamos que somos racionais. Precisamos acreditar nisso para que toda a estrutura que criamos para o planeta funcione. Mas como podemos perceber nada funciona, tudo é ilusório, pois estamos escondendo essa verdade: somos sensíveis e emocionais, tomamos decisões através de nossas emoções e por isso somos facilmente manipulados. Isso não é uma coisa que nos agrada saber, não é mesmo? Por isso fingimos que não é assim que as coisas funcionam. Você se considera uma pessoa boa? Não, você não é. Você tem momentos que está sendo bom e momentos que está sendo mau. Não existe Ser Humano totalmente bom nem totalmente mau. Nós nos achamos boas pessoas até que alguém possa ler nossos pensamentos. Todos nós temos sombra! Nossa sombra é feita de pensamentos, emoções e impulsos que achamos dolorosos, constrangedores ou desagradáveis para aceitar. Ao invés de lidarmos com eles, os reprimimos e negamos. Se você não concorda e pensa “eu sou bom, não faço mau a ninguém” será que

  • 27Jan

    Todos os nossos comportamentos são definidos apenas por duas coisas: prazer e dor. Temos reações instintivas á eles.Não tomamos decisões racionalmente, é o nosso lado emocional quem decide, nos aproximando do prazer ou nos afastando da dor, depois explica para o lado racional o motivo da escolha.O que associamos ao prazer e a dor que definirá nosso destino, pois nossas escolhas são inconscientes e baseadas nessas associações.Mas o que é o prazer?É uma sensação de bem estar e plenitude, não necessariamente ligada à alegria ou felicidade. É uma resposta da mente indicando que nossas ações estão sendo benéficas, porém “benéficas” é subjetivo, podemos sentir prazer fazendo coisas que não são saudáveis ou legais.É de natureza humana sentirmos prazer quando satisfazemos nossas necessidades fisiológicas: fome, sede, sono, sexo, excreção e abrigo. E se alguém não sentir prazer fazendo alguma dessas coisas é porque há algum trauma por trás que deve ser tratado.Seguindo a pirâmide de Maslow, tudo que há nela são fontes de prazer, como a sensação de segurança quando nos sentimos inseguros, a sensação de ser amado quando nos sentimos carentes, ou seja, satisfazer nossas necessidades nos dá muito prazer. Também por sermos reconhecidos pelo que somos ou pelo que fazemos,

  • 20Jan

    O livro “O pequeno Príncipe” foi escrito em 1943 pelo francês Antoine de Saint-Exupéry e ainda é o livro francês mais traduzido e vendido no mundo. Trata-se de uma fábula, ou melhor, uma parábola que ensina aos adultos algumas verdades da vida. Disfarçado de livro infantil, o autor descreve através de metáforas alguns ensinamentos que só através dos olhos de uma criança podemos relembrar dessa nossa sabedoria. É uma história riquíssima e cheia de ensinamentos que se aplicados, tornariam nossos relacionamentos mais fáceis. O livro começa com o autor relatando sua experiência infantil, quando ao desenhar uma jibóia que engoliu um elefante todos os adultos viam um chapéu. “As pessoas grandes têm sempre necessidade de explicações…”Adultos realmente se negam a enxergar as verdades da vida, precisam de explicações racionais para se convencer de alguma coisa, quando na verdade somos muito mais seres emocionais do que racionais e fingimos que não. O autor continua relatando sua história até a fase adulta, quando se perde no deserto e conhece o Principezinho, ou podemos dizer que ele entra em contato com a sua criança interior. Através de longas conversas durante o dia, o príncipe vai passando ao autor sua essência através de questionamentos, relatando sua

  • 20Jan

    Final de ano, sol, calor, praia, férias? Não para alguns pais. Enquanto as crianças se divertem em casa, essa época de férias escolares pode ser o momento em que muitos pais trabalham o dobro. Cuidar das crianças pode não ser tão fácil, mas nós vamos te ensinar alguns truques infalíveis que tornarão essa tarefa mais simples e divertida. Crianças adoram se sentir importante e fazer parte de alguma coisa. Criança entediada é um problema e o tédio é prejudicial para o desenvolvimento emocional e cognitivo. Crianças são como adultos, só que mais espontâneas, fantasiosas e imaturas. Elas sentem medo, ansiedade, vergonha, não se conhecem muito bem, por isso muitas vezes não sabem o que querem, são agitadas e curiosas. Elas querem e precisam sentir segurança nos pais, por isso os limites são tão importantes. Na maioria das vezes conseguimos controlar uma crise infantil com perguntas, isso faz com que a criança pare de pensar no que estava pensando e raciocine para responder. Quando a criança fizer aquele show de fazer os pais passarem vergonha, ela obviamente está com um problema que não consegue resolver, sente uma mistura de frustração com raiva e medo. Então o adulto deve parar tudo que

  • 13Jan

    Eu poderia te falar para colocar uma música animada para tocar, acordar cedo todos os dias e tomar um banho frio, falar frases positivas ao acordar, assistir palestras no TED, fazer exercícios físicos e ter uma alimentação saudável. Tudo isso iria animar seu corpo e te motivar sim, mas quero ir para a raiz da questão, falar de coisas que se você não tiver nada disso irá adiantar. Se você colocar em prática essas três coisas, acredito que irá sentir-se motivado: Tenha um propósito na vida Geralmente o seu propósito está ligado ao que você mais gosta de fazer na vida, não vale comer e dormir, pois assim você não saiu das necessidades básicas. É preciso querer se destacar dos 7 bilhões de pessoas que existem no planeta e realmente querer brilhar. As oportunidades até caem do céu as vezes, mas é preciso colocar a mão na massa e se dedicar para conquistar o sucesso em qualquer área que você desejar. Todos querem ser feliz, reconhecidos, admirados, mas poucos se dedicam para que isso aconteça. Acrescente valor á sua vida!!! Saia do papel de vítima e seja responsável pelo seu destino. Talvez existam coisas que você precisa passar para aprender algumas

  • 03Jan

    “Em todo adulto espreita uma criança – uma criança eterna, algo que está sempre vindo a ser, que nunca está completo, e que solicita, atenção e educação incessantes. Essa é a parte da personalidade humana que quer desenvolver-se e tornar-se completa” (Jung) Ontem, dia 03 de janeiro, iniciou a primeira temporada do programa The Voice Kids, e já começou em grande estilo, mostrando-se muito melhor do que a edição para adultos, pois além de cantores incrivelmente talentosos, ela conta com os ensinamentos de vida que crianças sempre passam naturalmente. O que mais chama atenção em Realitys com crianças são as reflexões que podemos fazer. É uma ótima oportunidade de nos perguntarmos: Quando foi que eu parei de me sentir o máximo? Podemos constatar no programa que as crianças sabem dos seus talentos, não tem dúvidas de que são boas, são autoconfiantes, autênticas, simpáticas, pois estão conectadas com a essência. Quando foi que nos desconectamos da nossa essência, do nosso verdadeiro Eu? Quando foi que perdemos a autenticidade, o entusiasmo, a alegria? Foi nesse momento que os adultos tornaram-se inseguros. “No estágio infantil da consciência, ainda não há problemas, nada depende do sujeito, porque a própria criança ainda depende inteiramente dos pais.

  • 01Jan

    Mais um ano que termina, mais um ciclo que começa e com 2016 vem toda a esperança de que esse ano será diferente, será maravilhoso. Mas será que não é assim todos os anos? Temos a sensação de que há uma mágica no Ano Novo. Pulamos sete ondas com o pé direito, comemos lentilha pra dar sorte, também uva ou romã e guardamos as sementes na carteira junto com as folhas de louro. Tomamos banho de mar ou de sal grosso para limpar tudo de negativo do ano que passou, usamos calcinha branca ou vermelha para atrair o que mais desejamos. E torcemos muito para que tudo isso dê resultados. E se não der, sempre teremos um ano novo para ter esperança novamente. Porém, se em 2016 você realmente quiser ter sucesso, vai precisar de um pouco mais do que superstições. Não bastam planos, é preciso planejamento. Não bastam sonhos, é preciso metas e não basta esperar, é preciso agir.   REALIZE SEUS SONHOS EM 4 PASSOS:   1 – Saber quais mudanças você quer ter na sua vida. É preciso ter seus objetivos bem claros. Nesse primeiro momento não pense em como vai consegui-los, pois você corre o risco

  • 21Dec

      O choque – A pessoa terminou com você. De uma forma inesperada ou não, ninguém está realmente pronto para esse momento.  Seu coração dispara, você não sabe mais o que fazer da vida. A elaboração – Você só quer deitar e chorar. Todos os seus planos parecem sem importância. Os dias são mais longos e sem graça. Mas com todo esse sofrimento, essa fase é muito importante, então chore bastante. Isso pode durar uns dias ou algumas semanas, mas aos poucos tudo vai melhorando. Aprendendo com os erros. Todos que estão convivendo com você serão afetados e ficarão preocupadas até você melhorar. Mesmo que você saiba tudo que as pessoas podem falar, tente ouvir o que elas têm a te dizer. Alguns conselhos podem não ser bons e isso os acalmará, dará a sensação de que eles estão fazendo algo de bom por você. Não dramatize tanto – Por mais triste que você esteja, não se faça de vítima da situação. As vezes, isso foi o melhor que poderia ter te acontecido. Não é bom despertar pena nas pessoas. Quanto mais drama você fizer mais as pessoas sentirão pena de você. E quanto mais as pessoas sentirem pena de você, mais você se

SERVIÇOS

” Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda.”

Carl Jung

Os atendimentos são individuais e têm a finalidade de tratar dificuldades e traumas emocionais, comportamentais ou cognitivos.

É indicado para quem tem e quer resolver seus problemas e tornar-se alguém cada vez melhor. 

O momento ideal para iniciar a terapia é quando perceber que pode haver prejuízos em alguma área da sua vida, devido à questões internas mal resolvidas, que podem ser, emocionais ou comportamentais. 

Todas as pessoas podem e devem fazer terapia, pois trata-se de higiene emocional.​